Os critérios básicos levados em conta para elaborar esta lista, salvo raras excessões, foram genética e fenômenos paranormais. Alguns fantasminhas ficaram de fora, não só pela qualidade (leia-se intensidade dramática) de suas aparições nos filmes, mas também por não serem assim tão “malvados” e só assombrarem porque desejam descansar em paz.

Confira abaixo:

10. Esther (A Orfã, 2009)

Esther é uma menina russa de 9 anos que é adotada por um casal traumatizado pela perda de um bebê. Aos poucos, vai mostrando suas garras e passa a aterrorizar o casal. O filme dirigido pelo catalão Jaume Collet-Serra não é lá essas coisas, mas a interpretação da novata Isabelle Fuhrman, garantem ao menos o décimo lugar.


9. As Crianças de “Amaldiçoados” (The Children, 2008)

Aproveite para assistir:

Longa britânico onde pais e filhos vão passar o feriado de Natal numa cabana isolada e as crianças contraem uma espécie de virus que as transformam em mini serial-killers incontroláveis. Inspirado livremente no clássico sessentista A Aldeia dos Amaldiçoados.

8. As Crianças de “Eles” (Ils, 2006)

Grupo de “tranca-ruas” decide apavorar e matar casal de franceses que vive num enorme casarão afastado do centro de Bucareste, na Romênia. Brincadeira nada agradável que, para piorar, é baseada em fatos reais.

7. Samara Morgan (O Chamado, 2002)

Incompreendida por seus pais, Samara (Daveigh Chase) foi jogada no poço de uma velha fazenda onde sobreviveu por sete dias. Depois disso, sua alma usou a habilidade de fotografia espírita para gravar sua história e sofrimento numa fita de video que traz a morte para quem a assiste. Apesar de aparecer pouco no filme, quando surge, é garantia de sustos.


6. Gage Creed (Cemitério Maldito, 1989)

O garotinho Miko Hughes, é uma criança que morreu e foi enterrada em um cemitério indígena amaldiçoado. Gage volta como um zumbizinho assassino que não respeita os mais velhos.

5. Rhoda Penmark (The Bad Seed, 1956)


Numa época em que o cinema ainda era inocente, o diretor Mervyn LeRoy deu vida ao conto de Maxwell Anderson, onde a aparente doce garotinha vivida pela fantástica Patty McCormack é capaz de mentir, roubar e até matar. Com um instinto assassino herdado de sua avó, a loira elimina outras garotas impiedosamente por motivos fúteis, como brinquedos e medalhas. A interpretação rendeu um Globo de Ouro e uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz.

4. Isaac Chroner (Colheita Maldita, 1984)


Salvam-se desta irregular adaptação de um conto homônimo de Stephen King, a bela Linda Hamilton (Exterminador do Futuro) e o garoto John Franklin no papel de um pastor mirim, líder de uma seita pagã que é responsável pela morte de dezenas de adultos sob seu comando.

colheitamaldita_1

3. Henry Evans (O Anjo Malvado, 1993)

Macaulay Culkin cansado da fama de “garoto bonzinho” que ganhou depois da série Esqueceram de Mim, aceitou participar deste suspense ao lado de Elijah Wood. Aqui ele é um psicopatinha que incita o primo Frodo a fazer as piores artes, tipo, jogar um boneco de uma ponte no meio de uma rodovia.


2. Regan MacNeil (O Exorcista, 1973)

A personagem de Linda Blair levita, vira a cabeça 360 graus e até usa um crucifixo para masturbar-se em uma das cenas mais famosas do longa. Só não ocupa o primeiro posto porque fez tudo isso possuída pelo demo e o filho dele já ocupou o trono. O filme foi vencedor de dois Oscars e os efeitos especiais usados marcaram a época.

1. Damien Thorn (A Profecia, 1976)

Adotado por um casal americano que perdeu o filho durante o parto, Damien revela ser uma “criança problema” desde cedo, provocando inquietude e morte por onde passa. O que seus pais não sabem é que ele é o demônio encarnado com o número 666 tatuado na cabeça e tudo.

Por: Getro Guimarães (BLOG)

 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE