O Dia dos Namorados chegou e, nesse 12 de junho sem precedentes em que muitos amantes e apaixonados estão longe um do outro, nada melhor para recuperar a chama do amor que uma playlist com hinos românticos atemporais e incríveis.

Por isso, o CinePOP separou uma lista com dez músicas para ouvir no dia de hoje. Confira abaixo nossas escolhas e nos diga qual a sua favorita:

MY HEART WILL GO ON, Céline Dion

É muito difícil encontrarmos uma música que seja mais romântica e mais emocionante que “My Heart Will Go On”. Cantada pela incomparável diva franco-canadense Céline Dion, a canção-tema do atemporal Titanic fala sobre duas pessoas que, mesmo com inúmeras adversidades e obstáculos, continuarão se amando. Regravada por inúmeros ícones da indústria fonográfica, a obra levou para casa o Oscar de Melhor Música Original em 1998.

ALWAYS REMEMBER US THIS WAY, Lady Gaga

Aproveite para assistir:

É claro que “Shallow” ganhou os corações dos inveterados românticos, mas Lady Gaga nos apresentou uma elegíaca e poética balada muito mais profunda: “Always Remember Us This Way”, música indicada ao Grammy Awards, foi um dos singles promocionais de Nasce Uma Estrela e, com sua melodia cativante e uma letra de marear os olhos, tornou-se um dos anthems amorosos mais icônicos da década passada.

VELHA INFÂNCIA, Tribalistas

A saudosista e emocionante “Velha Infância” atravessa as gerações em uma declamação de amor eterno que faz parte da impecável discografia do grupo Tribalistas. A mistura de MPBsoft-pop, guiada pelos acordes de um melodramático violão, é impecável do começo ao fim, principalmente quando adornada com a química vocal de Marisa MonteArnaldo Antunes.

I WILL ALWAYS LOVE YOU, Whitney Houston

Quase trinta décadas depois de seu lançamento oficial, “I Will Always Love You”, música-tema do filme ‘O Guarda-Costas’, permanece como uma das rendições românticas mais ouvidas da história da música. Imortalizada pela voz imediatamente reconhecível de Whitney Houston, a primeira versão, na verdade, foi lançada em 1974 pela Rainha do country Dolly Parton e, desde então, ganhou inúmeros prêmios e condecorações pela Academia.

YOUR SONG, Elton John

Desde o início de sua carreira, Elton John provou sua versatilidade através do piano, mostrando que qualquer estilo musical pode ter o melódico instrumento. Dito isso, “Your Song” é uma de suas melhores composições e, através de uma letra humilde e tocante, fala sobre um amor que não pode ser medido e que é traduzido em forma de versos poéticos e sinceros.

CAN’T TAKE MY EYES OFF YOU, Gloria Gaynor

A diva Gloria Gaynor tem uma capacidade invejável de transitar entre inúmeros gêneros musicais e, por mais ousada que seja, sempre entrega hits dançantes com liricismo on point, como é o caso da sedutora e envolvente “Can’t Take My Eyes Off You”, cujo classicismo do violino e do saxofone são adições perfeitas e bem-vindas a um hino passional e nostálgico.

HALO, Beyoncé

Beyoncé é uma das performers mais cativantes das últimas décadas. Sendo parte do extinto grupo Destiny’s Child ou em sua carreira solo, a nossa Queen-B entrega sucessos de crítica e comerciais – e “Halo” não ficaria fora disso. A angelical e dêitica rendição desse balada pop que aglutina elementos do R&B fala sobre um amor capaz de destruir barreiras da insegurança e da dúvida e levou para casa a estatueta de Melhor Performance Vocal Pop no Grammy.

SORTE, Caetano Veloso & Gal Costa

Os lendários nomes de Gal Costa e Caetano Veloso uniram-se em 1985 para a exuberante e moderna canção “Sorte” – uma iteração que, frente ao derradeiro momento vivido pelo Brasil nas duas décadas anteriores, representava não apenas o triunfo do amor frente aos obstáculos, mas também uma promessa de esperança e de um futuro brilhante, proferido por vocais e instrumentos irretocáveis.

A THOUSAND YEARS, Christina Perri

A saga Crepúsculo pode ser um tanto quanto oscilante no tocante à qualidade artística, mas nos entregou um dos hinos românticos mais impecáveis deste século. Utilizando com maestria violinos e piano (e uma presença inesperada do violão), a voz inconfundível de Christina Perri discorre sobre as chamas inextinguíveis de um amor que, uma hora ou outra, irá se concretizar.

ENDLESS LOVE, Lionel Richie & Diana Ross

Não existe dueto mais icônico e memorável que a performance conjunta de Lionel Richie Diana Ross para “Endless Love”. A música, lançada em 1981, é uma construção R&B que, resgatando temas de décadas passadas, também fala sobre uma paixão que atravessa as gerações e que supera as adversidades. Como se não bastasse, o momento mais aplaudível da faixa é a união divina entre dois vocais poderosos e infalíveis.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE