Em entrevista ao Slash Film, a diretora Nia DaCosta falou sobre o novo ‘A Lenda de Candyman‘, afirmando que se aprofundar na evolução do antagonista no decorrer do longa, ao contrário dos filmes anteriores.

“No filme original, ele já é um monstro completamente formado. Neste filme, nós queríamos apresentar uma lenta progressão. É tipo quando você vê uma mancha na pele e pensa: ‘Eu deveria ir ao médico? Não, provavelmente não é nada’. Mas, nesse caso, não é algo que desaparece. Nós queríamos essa sensação.”

Ela completa, “Se alguém for para casa após assistir esse filme e começar a ficar preocupado com uma mancha, caroço ou mordida de mosquito, então eu fiz meu trabalho certo. Eu queria entrar na mente do público e deixá-los perturbados, fazendo-os se identificar com a progressão psicológica do protagonista.”

Depois de ser removido do calendário de lançamentos da Universal Pictures no mês passado, o reboot finalmente ganhou uma nova data de estreia e chegará aos cinemas no dia 27 de agosto de 2021.



Vale lembrar que o longa será para maiores de 18 anos (rated-R) devido a “violência sanguinolenta e linguagem que inclui referências sexuais”. Além disso, o site também afirma que certos territórios lançarão a obra sob o título de Say My Name devido a uma falta de familiaridade com a saga cinematográfica.

Aproveite para assistir:



O filme acompanha Anthony, um artista socialmente pronunciado em Chicago que pesquisa a lenda urbana de Candyman. Depois de investigar o último paradeiro conhecido do assassino, assassinatos estranhos começam a ocorrer em torno de Anthony. O protagonista desempenhará um papel semelhante ao de Helen Lyle, a personagem principal do filme original.

Abdul-Mateen II será o vilão do novo filme, e o elenco ainda conta com Nathan Stewart-Jarrett, Colman Domingo e Teyonah Parris.

Além de produzir, o vencedor do Oscar Jordan Peele (‘Corra!‘) também irá coescrever o roteiro ao lado de Win Rosenfeld.



Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE