segunda-feira, julho 15, 2024

‘Coringa 2’ terá vários finais diferentes e irá mudar a origem da Arlequina, afirma jornalista

Joker: Folie à Deux‘, sequência de ‘Coringa’, terá vários finais diferentes filmados e mudará a origem da Arlequina.

Segundo o jornalista KC Walsh, o diretor Todd Phillips decidiu filmar vários desfechos diferentes para testar o filme com o público e mudá-lo caso o final vaze, como aconteceu recentemente com ‘Pânico 6‘.

Além disso, a origem da Harley Quinn divergirá do cânone dos quadrinhos. Ao invés de ser médica do Coringa, ela será retratada como uma “paciente [e] colega” do Arthur na sequência. A DC Studios ainda não comentou nenhum desses rumores, o que significa que eles devem ser levados com cautela por enquanto.

Recentemente, foi divulgada a primeira imagem oficial de Lady Gaga em um momento intenso, enquanto encara o protagonista vivido por Joaquin Phoenix.

Nas redes sociais, o público está indo à loucura de tanta ansiedade pela performance de Gaga.

Entre os elogios, alguns disseram que ela está perfeita, enquanto outros já estão prevendo que ela irá ganhar um Oscar por seu trabalho

Confira as reações:

Não deixe de assistir:

Além de Gaga e Phoenix, Brendan Gleeson e Catherine Keener também se juntam à dupla.

O enredo de ‘Joker: Folie a Deux‘ ainda é mantido em segredo, mas a teoria atual é que ele abordará a origem do romance entre o Coringa e a sua clássica parceira no crime, Arlequina, vivida por Gaga.

Com estreia marcada para 04 de outubro de 2024, o projeto está sendo descrito como um musical.

Vale destacar que Folie à Deux é um termo que significa “psicose compartilhada”, o que pode ser referência ao fato de que Gaga irá interpretar Arlequina.

Lançado em 2019, ‘Coringa‘ ultrapassou a impressionante marca de US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais, a partir de um orçamento de apenas US$ 70 milhões.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS