A gente anda meio saudoso de um bom filme pipocão cujo principal propósito é entreter e fazer valer o ingresso do cinema, né? Para quem já está indo aos cinemas seguindo todas as medidas de segurança, a opção dessa semana é a estreia da ficção-científicaMundo em Caos’.

Em um futuro distópico, Todd (Tom Holland) vive em uma vila onde só moram homens. Eles fazem todo o trabalho, pois anos antes uma civilização vizinha invadira o território e matara todas as mulheres do grupo. Só que esses homens possuem uma característica: todos os seus pensamentos podem ser ouvidos pelos outros, gerando um barulho incessante que impede que qualquer segredo seja mantido. O fenômeno atinge a todos, menos ao prefeito Prentiss (Mads Mikkelsen). Certo dia, Todd encontra uma nave caída na floresta e conhece Viola (Daisy Ridley), uma jovem que veio ao seu planeta em busca de melhores condições de vida. Porém, a chegada dessa garota irá abalar a estrutura masculina da cidade, e Todd entende que precisa proteger e ajudar a jovem a escapar dos homens da sua vila.

Todo metafórico, ‘Mundo em Caos’ é um filme baseado no livro ‘The Knife of Never Letting Go’, escrito por Patrick Ness. Através dos gêneros da ficção-científica e em tons de aventura, o filme aborda a dolorida temática do feminicídio – a violência contra a mulher pelo simples fato de ser mulher, o medo de que as mulheres conseguem ouvir tudo que os homens pensam. É claro que, em se tratando de entretenimento, o conceito fica numa camada indireta na trama, como mote da justificativa, e não é trabalhada de maneira aberta ao espectador.



O que o roteiro de Christopher Ford com a colaboração do próprio autor, Patrick Ness, faz é traçar uma aventura leve que não deixe essa pauta pesada recair sobre o enredo, construindo um inseguro e carismático Todd – que, com a ajuda do rostinho querido de Tom Holland, se mostra como um herói que gera carisma imediato. A entrada de Daisy Ridley dá uma animada na trama, que passa a ser direcionada pela jornada da sua personagem. A interação entre os dois é gostosa de ver, numa relação de amizade crescente bem adolescente, que nos arranca risos e empatia.

Os efeitos especiais são legais, erigindo um aspecto meio ‘Um Lugar Silencioso’ ao filme, dando um tom leve de suspense. Porém, por se tratar de uma história em outro mundo, o filme de Doug Liman foca um pouquinho demais na apresentação da vida de Todd e na relação dele com Viola, e, consequentemente, deixa umas pontas soltas e/ou mal explicadas na trama, desperdiçando personagens que ficam sem sentido no todo, como o cachorro de Todd, o padre Aaron (David Oyelowo) e o personagem de Nick Jonas, que literalmente tem três cenas no filme.

Mundo em Caos’ é um filme pipocão divertido, jovem e carismático. Um filme certeiro para o ingresso do cinema da garotada ir assistir despretensiosamente com os amigos numa tarde de domingo.



Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva