A estranheza e peculiar originalidade do artista Louis Wain ganha dimensões e cores apaixonantes no colorido, sensível e cativante The Electrical Life of Louis Wain. Sob uma fotografia clara que exala otimismo e quase se assemelha a uma clássica pintura bucólica, o longa de Will Sharpe transforma a triste história do visionário desenhista em uma lúdica paisagem, uma espécie de delírio marcado por uma tendência artística que viria a transformar a sociedade mundial como um todo.

Sua fixação por gatos e suas criativas habilidades de transformar os bichanos em seres antropomórficos se tornaram uma tendência fervorosa na Europa do século XIX. Ovacionado por seu talento e plagiado pela falta de uma patente que preservasse sua arte, Louis Wain viveu uma vida regada de altos e baixos e teve seus últimos dias reduzidos aos efeitos da esquizofrenia.



Mas como alguém que tenta corrigir o tortuoso passado que tirou o mérito de Wain, Sharpe e o co-roteirista Simon Stephenson fazem do filme uma carta de admiração e valorização ao artista, entregando uma experiência doce e delicada, que vez outra se assemelha a um leve e cativante sonho do próprio artista. Em The Electrical Life of Louis Wain, o cineasta se apropria da autenticidade artística do protagonista para construir sua própria estética, sempre clara, destacando cores específicas em cada cena.

Aproveite para assistir:

Seu humor desajeitado e com pitadas leves de screwball ainda garantem uma sensibilidade e vivacidade diferentes ao filme, que vez outra nos remete à dramédia de época A História Pessoal de David Copperfield, de Armando Lannucci. E neste universo quase encantado, Benedict Cumberbatch e Claire Foy brilham como o casal Wain, emanando a doçura de um amor sensível e real.

O ator vai ainda mais além e mostra toda a sua versatilidade em tela como uma força da natureza incapaz de ser detida. E tal como o fez no poderoso Ataque de Cães – também lançado no Festival de Toronto 2021 -, o intérprete do herói Doutor Estranho confirma sua grandiosidade em personificar personalidades das mais diversas, sempre conquistando a audiência. Otimista por essência, até mesmo nos momentos mais dolorosos da jornada de do artista, o drama The Electrical Life of Louis Wain é uma suave e acalentadora celebração à vida, capaz de inspirar até o mais incrédulo dos corações.



Filme assistido durante o Festival de Toronto 2021.

Não deixe de assistir: