Você é desses que, depois de um ano tão sufocante quanto 2021, chegou nesse recesso de fim de dezembro desejando apenas relaxar a cabeça e esquecer de tudo que está acontecendo ao redor? E, para isso, está buscando filmes fofinhos e levinhos que não exijam muita compenetração, mas que tragam também uma boa historinha para você conseguir se desconectar da realidade, mesmo que o Natal já tenha passado e falte menos de um dia para o ano acabar? Então corre assistir a ‘Um Brinde ao Natal: Luzes na Cidade’, continuação que chegou nesse mês de dezembro à plataforma da Netflix.

Após se apaixonarem perdidamente em ‘Um Brinde ao Natal’, Callie (Lauren Swickard) e Joseph (Josh Swickard) completam um ano de relacionamento e vivem perfeitamente bem no racho de Callie, no interior da Califórnia, onde fabricam o próprio vinho e vivem em harmonia, recebendo turistas que visitam o rancho para uma experiência imersiva no mundo da vinicultura. Após pedir para que Callie se case com ele, Joseph é surpreendido por um pedido de Leo (Ali Afshar), para que ele volte à São Francisco para assumir algumas pendências que sua mãe deixara nos negócios da família depois que se afastou em um período sabático. Assim, a mudança do bucólico rancho para o agito cosmopolita da cidade poderá abalar o equilíbrio do relacionamento de Callie e Joseph, especialmente quando Victoria (Laura James), ex-noiva de Joseph, decide não deixar barato a presença de Callie em seu território.

Ao contrário do filme anterior, ‘Um Brinde ao Natal: Luzes na Cidade’ dessa vez dá mais espaço para os personagens coadjuvantes, em especial ao par Brandy (Raquel Dominguez) e Manny (David Del Rio), que funciona como alívio cômico para as cenas de suave drama e de romance do casal principal. A relação dos dois, ainda que meio forçada, aos poucos vai se tornando convincente ao espectador, roubando, por vezes, até o foco principal da trama.



Shaun Paul Piccinino não ousa em nenhum momento de sua direção, entregando exatamente aquilo que se espera do filme: um punhado de clichês, um montão de falas cafonas e belos cenários para compor o plano do seu enredo. É bem verdade que por vezes o longa dá uns saltos impacientes na trama, mas, por outro lado, encontra espaço para trazer os valores cristãos do Natal para sua história, conectando-se com o espectador católico, que irá se sentir representado com as atitudes da protagonista.

Aproveite para assistir:

Com apenas uma hora e quarenta e cinco de duração e classificação indicativa para dez anos, ‘Um Brinde ao Natal: Luzes na Cidade’ é bem um filme conforto que pode ser assistido por toda a família numa tarde dessas férias de fim de ano. Tanto o roteiro da própria Lauren Swickard, protagonista do filme, quanto o clima da produção oferecem uma ambientação bem amena, literalmente um água com açúcar para acalmar e se reconfortar no sofá.



COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: