De acordo com o Comic Book, a Disney+ removeu algumas animações de seu catálogo infantil por conta de conteúdos racistas e preconceituosos.

Algumas das animações incuem títulos bem bastante aclamados, como ‘Peter Pan’, ‘DumboeAristogatas‘, além do clássico drama de aventura ‘A Cidadela dos Robinsons‘, lançado em 1960.

Foi dito que ‘Peter Pan‘ retrata o povo indígena de uma maneira estereotipada que não reflete nem a diversidade dos povos indígenas nem suas tradições culturais autênticas.

Na trama, eles se comunicam com uma linguagem indecifrável como se fossem selvagens e são chamados de ‘peles vermelhas’ várias vezes, um termo considerado ofensivo atualmente.



Além disso, Peter e seu grupo de amigos zombam da cultura indígena ao ridicularizarem suas danças e ainda usam seus cocares e adornos de forma desrespeitosa, apropriando-se de sua cultura.

Aproveite para assistir:

Em ‘Dumbo‘, as apresentações musicais dos corvos homenageiam shows de menestréis racistas, onde artistas brancos com rostos pintados de preto e roupas esfarrapadas imitam e ridicularizavam africanos escravizados nas plantações do sul dos EUA.

O líder do grupo de dança chama-se Jim Crow, o mesmo nome das leis que promoviam a segregação racial na região.



Imagem da Lei Jim Crow, zombando dos povos negros, ao lado do personagem homônimo de ‘Dumbo

Em ‘Aristogatas‘, um felino músico é retratado como uma caricatura racista dos povos do Leste Asiático, com traços estereotipados exagerados, como coloração amarelada e dentes salientes.

Ele canta em inglês com sotaque forçado e toca piano com hashis, aqueles talheres de sushi.

Esse retrato reforça o estereótipo do ‘estrangeiro desengonçado’, enquanto o filme também traz letras que zombam da língua e da cultura chinesa.

Em ‘A Cidadela dos Robinsons‘, os piratas que perturbam a família Robinson são morenos e retratados como uma aberrações em relação aos traços europeus.

Na trama, a família Robinson é suíça e são atacados por piratas morenos que usam maquiagem exagerada e se vestem de forma ‘selvagem’, reforçando sua barbárie.

Eles falam em uma linguagem indecifrável, apresentando uma representação racista dos povos asiáticos e do Oriente Médio.



Apesar da polêmica, você ainda pode encontrar os filmes na Disney+, exceto nos perfis infantis.

Comentários

Não deixe de assistir: