Desde o anúncio oficial de que ‘Liga da Justiça‘ ganharia o Snyder Cut, o diretor David Ayer vem fazendo campanha para a realização de uma versão alternativa de ‘Esquadrão Suicida‘ (2016).

O cineasta tornou pública a sua insatisfação e explicou que seu projeto foi picotado, alegando que a versão que chegou aos cinemas não foi a que ele planejou.

E uma página do Twitter teve acesso a uma cena alternativa inédita do filme, que mostra uma discussão entre o Coringa (Jared Leto) e a Harley Quinn (Margot Robbie).

A cena apresenta uma conversa entre os dois personagens após o Coringa salvar sua amada da Força Tarefa X, e é completamente diferente da versão oficial.


No cinema, o reencontro entre eles é marcado com juras de amor feitas pelo Coringa, que parece completamente apaixonado pela Harley.

Aproveite para assistir:



No entanto, o vídeo mostra o Palhaço do Crime reagindo de forma contrária, sendo hostil em relação a ela e dizendo em um tom ameaçador que eles precisam conversar, enquanto Harley está visivelmente aterrorizada.

Confira:


Após o lançamento, o longa foi duramente criticado pela falta de ritmo e de identidade, apesar do estilo explosivo da condução.

Em entrevista ao CinemaBlend, o editor Kevin Hickman se abriu sobre o projeto e revelou de que forma os executivos do estúdio mudaram totalmente a visão que Ayer tinha para a obra.

“O filme que rodamos para Esquadrão Suicida estava um milhão de vezes melhor – e era um grande filme de elenco que tinha inúmeros outros personagens que seriam introduzidos e através dos quais explicaríamos a camaradagem criada entre todos eles. Então, Esquadrão Suicida era um desafio, porque tínhamos tantos personagens que, em dado momento, mostramos para o estúdio e eles queriam levar as coisas numa direção diferente. [A Warner Bros.] queria que a origem dos personagens acontecesse no início e inserir um nível de comédia no longa”.

Anteriormente, Ayer conversou com a EW e voltou a falar sobre o desejo pelo lançamento do corte original.

“Acredito que os estúdios agora percebem que podem existir versões oficiais e alternativas, e os fãs querem assisti-las. Eles amam os personagens e querem passar mais tempo com eles. As pessoas estão bem mais interessadas em como os filmes são feitos e querem fazer parte dessa jornada. Há espaço para coisas diferentes, versões diferentes, para serem compartilhadas com o público. Acredito que isso ajuda a reforçar nossa conexão com a comunidade. Mas devo dar o crédito para a Warner Bros. por apoiar o Zack [Snyder] e ter a coragem para explorar isso.”


Ele completa, “Eu entendo que faz parte dos negócios, mas é frustrante porque eu realmente fiz um drama profundo e a minha versão foi destruída, pois eles tentaram transformar o filme em um ‘Deadpool’ – o que não era para ser. Então, eu acabo sendo culpado, pois o meu nome está lá. Apesar de não representar o que eu realmente fiz, eu tenho que enfrentar a munição dos críticos e ser um bom soldado. Eu fiz um filme incrível, que acabou assustando os executivos.”

Infelizmente, a presidente e CEO da WarnerMedia, Ann Sarnoff, revelou que eles não pretendem lançar o Ayer Cut.

“Não iremos lançar a versão de David Ayer de Esquadrão Suicida, afirmou.

Não deixe de assistir: