A adaptação de ‘Eternos‘ já está em exibição nos cinemas e a produção marca o primeiro blockbuster da carreira da aclamada cineasta independente Chloé Zhao.

Vencedora de dois Oscars neste ano por seu trabalho em ‘Nomadland‘, a diretora migrou para o gênero dos quadrinhos com um filme que tem dividido as opiniões dos críticos. E em uma recente entrevista ao portal JoBlo, Zhao comentou sobre a possibilidade de dar continuidade no seu trabalho dentro do MCU.

Ao ser questionada se voltaria à direção de uma possível continuação, a diretora mostrou que tem suas dúvidas, afirmando ainda que está ansiosa para dirigir um projeto de baixo orçamento:

“Fui encorajada a fazer um bom filme autônomo, muita encorajada a fazer isso. Acho que agora o filme pertence a vocês, não a mim, e queremos ver como essa criança crescerá neste mundo assustador, selvagem e lindo. E então precisamos assistir, ouvir e aprender e então ver para onde vamos a partir daí. Mas eu acho, talvez eu esteja errada sobre isso, mas me sinto que para os cineastas não importa o gênero, eles tendem a fazer o mesmo filme indefinidamente. Há certos temas, há certas coisas que eu continuaria insistindo em fazer e estou muito feliz em poder voltar a fazer filmes com cinco pessoas novamente”. 



Vale lembrar que o longa continua enfrentando problemas em seu lançamento. De acordo com o Deadline, o novo filme da Marvel não será exibido na Arábia Saudita, Catar, Kuwait, Bahrein e Omã.

Na Arábia Saudita, Bahrein e Omã, os censores queriam cortar todas as cenas de intimidade no filme e a Disney optou por não fazer as edições necessárias – o que foi responsável para os certificados de distribuição no longa não fossem emitidos.

Aproveite para assistir:

Já em Catar e Kuwait, o longa foi banido. Segundo o site, o problema não veio apenas da cena de beijo gay, mas porque esses mercados tem problemas históricos com a representação de deuses e profetas, que é algo que eles consideram blasfêmia.

Nos Emirados Árabes Unidos – o que inclui Jordânia, Líbano e Egito –, será lançada uma versão editada do filme que irá remover todas as cenas de intimidade – sejam elas heterossexuais ou homossexuais. Essa é uma prática normal nesses mercados.



Crítica | Eternos é o filme mais artístico, complexo e fora da caixinha da Marvel… pelo bem ou pelo mal!

Eternos‘ segue a jornada de seres quase imortais, produtos da divergência evolucionária que deu origem à raça humana milênios atrás. Os personagens se relacionam com diversos conceitos já introduzidos nos filmes anteriores do universo, desde os Celestiais (que deram as caras em ‘Guardiões da Galáxia‘) até Thanos, cuja própria mãe foi uma de suas vítimas.

O elenco conta também com Salma Hayek (Ajak), Kumail Nanjiani (Kingo), Lauren Ridloff (Makkari), Brian Tyree Henry (Phastos), Lia McHugh (Sprite), Gemma Chan (Sersi), Kit Harington (Cavaleiro Negro), Barry Kheogan (Druig) e Richard Madden (Ikaris).

Não deixe de assistir: