terça-feira, fevereiro 27, 2024

Festival de Veneza anuncia Bradley Cooper, Sofia Coppola, David Fincher, Woody Allen, Luc Besson, Roman Polanski e mais

Após Berlim e Cannes, o Festival Internacional de Cinema de Veneza é o mais importante evento da indústria cinematográfica no segundo semestre do ano. De 30 de agosto a 9 de setembro de 2023, a Biennale celebra sua 80ª edição com uma seleção de filmes inéditos, sendo 23 em competição pelo Leão de Ouro.

Com o anúncio da seleção oficial na última terça-feira, dia 25 de julho, o evento já levantou três polêmicas: o impacto da greve em Hollywood no cinema mundial; a nomeação de apenas quatro mulheres, isto é, 17% na disputa do prêmio principal; além da presença de três diretores envolvidos em denúncias de abuso sexual.

De modo geral, o Festival de Veneza coloca cineastas veteranos estadunidenses e europeus em destaque e abre alguns espaços para o cinema latino-americano e asiático, representados por nomes conhecidos, como Pablo Larraín (Spencer) e Ryûsuke Hamaguchi (Drive My Car). Para orquestrar a premiação, o presidente desta edição é o oscarizado franco-americano Damien Chazelle, diretor de Babilônia (2022), O Primeiro Homem (2018), La La Land (2016) e Whiplash (2014).

Impacto da Greve dos Estados Unidos

Com a presença de grandes artistas e diretores estadunidenses no line-up, a greve de atores, atrizes e roteiristas de Hollywood teve um impacto modesto para o festival, de acordo com o diretor artístico do evento, Alberto Barbera. O efeito da greve, na verdade, tocou apenas na mudança do filme de abertura. 

Para substituir o anunciado Rivais (Challengers), de Luca Guadagnino, com Zendaya, Josh O’Connor e Mike Faist, o festival vai apresentar na noite de abertura Comandante, longa selecionado em competição oficial e dirigido pelo italiano Edoardo De Angelis. O filme é inspirado em uma história real e narra o resgate de 26 náufragos belgas durante a Segunda Guerra Mundial. 

Rivais, de Luca Guadagnino

Produzido pela MGM, a equipe de Rivais resolveu não participar do festival por conta da sua estratégia de lançamento. Como o drama romântico apoia-se na divulgação da sua protagonista Zendaya, a sua impossibilidade de promover o projeto fez com a estreia fosse mudada de setembro deste ano para abril de 2024. 

Segundo os especialistas da sétima arte, a escolha da produção seria uma prova da baixa (qualidade) possibilidade da presença do filme no Oscar. Rivais não seria, portanto, um Me Chame Pelo Seu Nome (2017), mas algo frustrante e sem prêmios como Até os Ossos (2022), ambos do cineasta italiano. 

Especulações à parte, outro indício da baixa ressonância da greve na Europa é o lançamento de títulos dos principais diretores dos EUA, como David Fincher, Sofia Coppola, Ava DuVernay, Michael Mann, Bradley Cooper e Wes Anderson

Não deixe de assistir:

Os Destaques da 80ª edição de Veneza

As cinebiografias parecem ser o carro-chefe desta edição são três de renomados diretores em disputa pelo Leão de Ouro. Na sua segunda incursão como diretor e na indústria musical, Bradley Cooper (Nasce uma Estrela) lança Maestro, um retrato da vida de Leonard Bernstein, compositor do famoso musical Amor, Sublime Amor (West Side Story), em parceria com a Netflix.

Dando continuidade à colaboração com a A24, Sofia Coppola apresenta a esperada biografia Priscilla, baseada nas memórias de Priscilla Presley no livro Elvis e Eu (1985). Esta é uma audaciosa produção da cineasta ítalo-americana um ano após o sucesso de Elvis, de Baz Luhrmann

Priscilla, de Sofia Coppola

Ainda no mundo das biopics, Michael Mann presenteia os espectadores com o drama de corrida Ferrari, com Adam Driver como o personagem título, Enzo Ferrari, e Penélope Cruz como sua esposa, Laura Ferrari. Ambos atores já viveram italianos anteriormente: Adam Driver em Casa Gucci (2021) e Penélope Cruz na segunda temporada da série American Crime Story: Versace (2018).

Adam Driver como Enzo Ferrari

Além de Maestro, a Netflix participa do festival com outras três produções. Baseado na série de graphic novel francesa de mesmo nome, The Killer é um suspense de ação psicológico conduzido por David Fincher. Estrelado por Michael Fassbender, o filme segue um assassino à sangue frio que começa a desenvolver consciência e torna-se mais emotivo diante de suas tarefas. Vale ressaltar que a atriz brasileira Sophie Charlotte está no elenco.

Sophie Charlotte em filme de David Fincher

A gigante do streaming também está competindo com o alegórico El Conde, de Pablo Larraín. O longa retrata o ditador Augusto Pinochet como um vampiro e o elenco é liderado pelo astro chileno Alfredo Castro. Já Wes Anderson apresenta The Wonderful Story of Henry Sugar, sua primeira produção original para Netflix, fora da competição. O projeto é uma comédia de 39 minutos baseada em um conto de Roald Dahl e estrelada por Benedict Cumberbatch, Ralph Fiennes, Dev Patel e Ben Kingsley.

The Wonderful Story of Henry Sugar, de Wes Anderson

Na disputa pelo Leão de Ouro está igualmente a norte-americana Ava DuVernay (Selma: Uma Luta pela Igualdade) com Origin, inspirado no livro de não-ficção Caste: The Origins of Our Discontents [Castas: as origens de nossos descontentamentos] de Isabel Wilkerson, ganhadora do Prêmio Pulitzer. As outras duas mulheres na seleção são: a veterana polonesa Agnieszka Holland, com filme político The Green Border, e a belga Fien Troch, com o drama Holly.

Ava DuVernay adaptação de ‘Castas’

Outros nomes conhecidos no páreo são do japonês Ryûsuke Hamaguchi, ganhador do Oscar por Drive My Car (2021), com o misterioso Evil Does Not Exist (O Mal não Existe) e o grego subversivo Yorgos Lanthimos, com o romance surrealista Pobres Criaturas. Estrelado por Emma Stone e Mark Ruffalo, o filme é a continuação de A Favorita (2018), do mesmo diretor, e estreia no Brasil no dia 2 de novembro de 2023.

Emma Stone em Pobres Criaturas

Fora da seleção oficial o destaque é o drama de guerra The Caine Mutiny Court Martialde William Friedkin, remake de A Nave da Revolta (1954), baseado no romance original de Herman Wouk. Friedkin também exibirá a cópia remasterizada de O Exorcista (1973) em comemoração ao 50º aniversário do clássico do horror. 

Três Diretores Polêmicos Selecionados

O Festival de Cinema de Veneza inclui na sua programação filmes assinados por cineastas acusados ​​​​de violação e/ou agressão sexual. A opção reacendeu o debate sobre conceder palco e audiência para esses homens, mesmo que os três casos sejam em si diferentes. Enquanto Luc Besson enfrenta uma acusação de estrupo na Bélgica, com julgamento adiado desde o fim do ano passado, seu drama DogMan — encabeçado por Caleb Landry Jones — está na competição pelo Leão de Ouro

Golpe de Sorte (Coup de chance), de Woody Allen

Fora da competição encontram-se a comédia de humor negro The Palace, de Roman Polanski, com Fanny Ardant e Mickey Rourke, e o suspense romântico Golpe de Sorte (Coup de chance), de Woody Allen, com Lou de Laâgee e Niels Schneider; primeiro filme do cineasta em francês. Apesar das alegações de abuso sexual em torno deles, ambos os diretores têm uma forte base de fãs na Itália.

O Brasil no Festival de Veneza

Diferentes dos festivais de Berlim e Cannes, o Brasil conta apenas com um título representante do país na Itália. Apresentado na seleção oficial, Sem Coração, de Nara Normande e Tião, faz parte da mostra competitiva Orizzonti com outros 17 longas. Em coprodução com França e Itália, o filme se passa no verão de 1996 no litoral de Alagoas. 

Sem Coração, filme brasileiro no Festival de Veneza 2023

Com distribuição da Vitrine Filmes, Sem Coração é inspirada nas memórias de infância e adolescência da diretora no território alagoano. A narrativa segue a jornada da jovem Tamara (Maya de Vicq) para descobrir os mistérios de uma menina apelidada de “sem coração”, por conta de uma cicatriz na altura do peito. O filme é baseado no curta de mesmo nome lançado pela dupla em 2014. [Assista aqui!]

COMPETIÇÃO OFICIAL

Comandante, Edoardo De Angelis (Itália) – Filme de Abertura
The Promised Land, Nikolaj Arcel (Dinamarca, Alemanha, Suécia)
Dogman, Luc Besson (França)
La Bête, Bertrand Bonello (França, Canadá)
Hors-Saison, Stéphane Brizé (França)
Enea, Pietro Castellitto (Itália)
Maestro, Bradley Cooper (EUA)
Priscilla, Sofia Coppola (EUA, Itália)
Finally Dawn, Saverio Costanzo (Itália)
Lubo, Giorgio Diritti (Itália)
Origin, Ava DuVernay (EUA)
The Killer, David Fincher (EUA)
Memory, Michel Franco (México, EUA)
Io Capitano, Matteo Garrone (Itália, Bélgica)
Evil Does Not Exist, Ryûsuke Hamaguchi (Japão)
The Green Border, Agnieszka Holland (Repùblica Tcheca, Polônia, Bélgica)
The Theory of Everything, Timm Kröger (Alemanha, Aùstria, Suíça)
Pobres Criaturas, Yorgos Lanthimos (Reino Unido)
El Conde, Pablo Larrain (Chile)
Ferrari, Michael Mann (EUA)
Adagio, Stefano Sollima (Itália)
Woman Of, Malgorzata Szumowska, Michał Englert (Polônia, Suécia)
Holly, Fien Troch (Bélgica, Holanda, Luxemburgo, França)

MOSTRA ORIZZONTI

A Cielo Aperto, Mariana Arriaga, Santiago Arriaga (México, Espanha)
El Paraiso, Enrico Maria Artale (Itália)
Behind the Mountains, Mohamed Ben Attia (Tunísia, Bélgica, França, Arábia Saudita, Qatar)
The Red Suitcase,Fidel Devkota (Nepal, Sri-Lanka)
Tatami, Guy Native, Zar Amir Ebrahimi (Geórgia, EUA)
Paradise is Burning, Mika Gustavson (Suécia, Itália, Dinamarca, Finlândia)
The Featherweight, Robert Kolodny (EUA)
Invelle, Simone Massi (Itália, Suíça)
Hesitation Wound, Selman Nacar (Turquia, Espanha, Romênia, França)
Sem Coração, Nara Normande, Tião (Brasil, França, Itália)
Una Sterminata Domenica, Alain Parroni (Itália, Alemanha, Irlanda)
City of Wind, Lkhagvadulam Purev-Ochir (França, Mongolia, Portugal, Holanda)
Explanation for Everything, Gábor Reisz (Hungria, Eslovàquia)
Gasoline Rainbow, Bill Ross, Turner Ross (EUA)
En Attendant La Nuit, Céline Rouzet (França, Bélgica)
Housekeeping for Beginners, Goran Stolevski (Macedônia, Polônia, Croácia, Sérvia, Kosovo)
Shadow of Fire, Shinya Tsukamoto (Japão)
Dormitory, Nehir Tuna (Turquia, Germany, França) 

MOSTRA ORIZZONTI EXTRA 

Bota Jonë, Luàna Barjami (Kosovo, França)
Forever Forever, Anna Buryachkova (Ucrânia, Holanda)
The Rescue, Daniela Goggi (Argentina, EUA)
Day of the Fight, Jack Huston (EUA)
In the Land of Saints and Sinners, Robert Lorenz (Irlanda)
Felicità, Micaela Ramazzotti (Itália)
Pet Shop Boys, Olmo Schnabel (Itália, Reino Unido, México)
Stolen, Karan Tejpal (Índia)
L’Homme D’Argille, Anaïs Tellene (França) 

FORA DE COMPETIÇÃO – SERIES

D’argent et de sang (Episodes 1-12), Xavier Giannoli, Fredéric Planchon (França, Bélgica)
I Know Your Soul (Episodes 1-2), criada por Jasmila Zbanic and Damir Ibrahimovic, dirigida por Alen Drjević e Nermin Hamzagic (Bosnia-Herzegovina)

FORA DE COMPETIÇÃO – NÃO-FICÇÃO

Amor, Virginia Eleuteri Serpieri (Itália, Lituânia)
Frente A Guernica, (Uncut Version) Yervant Gianikian, Angela Ricci Lucchi (Itália)
Hollywoodgate, Ibrahim Nash’at (Alemanha, EUA)
Ryuichi Sakamoto — Opus, Neo Sora (Japão)
Enzo Jannacci Vengo Anch’io, Giorgio Verdelli (Itália)
Menus Plaisirs, Frederick Wiseman (França) 

FORA DE COMPETIÇÃO – FICÇÃO

Society of the Snow, J.A. Bayona (Espanha, Uruguai, Chile) – Filme de Encerramento
Coup de Chance, Woody Allen (França, Reino Unido)
The Wonderful Story of Henry Sugar, Wes Anderson (EUA)
The Penitent, Luca Barbareschi (Itália)
L’Ordine Del Tempo, Liliana Cavani (Itália)
Vivants, Alix Delaporte (França, Bélgica)
Welcome to Paradise, Leonardo di Constanzo (Itália)
DAAAAAALI!, Quentin Dupieux (França)
The Caine Mutiny Court-Martial, William Friedkin (EUA)
Making of, Cédric Kahn (França)
Aggro Dr1ft, Harmony Korine (EUA)
Hit Man, Richard Linklater (EUA)
The Palace, Roman Polanski (Polônia, França)
Snow Leopard, Pema Tseden (China) 

Mais notícias...

Letícia Alassë
Crítica de Cinema desde 2012, jornalista e pesquisadora sobre comunicação, cultura e psicanálise. Mestre em Cultura e Comunicação pela Universidade Paris VIII, na França e membro da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine). Nascida no Rio de Janeiro e apaixonada por explorar o mundo tanto geograficamente quanto diante da tela.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS