O clássico musical ‘Funny Girl‘ vai ganhar um revival na Broadway, estrelado por Beanie Feldstein no papel de Fanny Brice.

Sua estreia está programada para o primeiro semestre de 2022, marcando o primeiro retorno do aclamado espetáculo aos palcos da Broadway após 58 anos.

A produção será dirigida pelo vencedor do Tony Award Michael Mayer (Hedwig and the Angry Inch, Spring Awakening), com coreografia de Ellenore Scott (Head Over Heels, So You Think You Can Dance), O livro será revisado pelo vencedor do Tony Award Harvey Fierstein (Kinky Boots, La Cage Aux Folles).

A vindoura versão será nova, e não será uma transferência do revival de Mayer em Londres, lançado em 2015.



Por meio de um comunicado oficial, Feldstein – que se popularizou com o filme ‘Fora de Série -, comemorou o novo projeto, ponderando sobre seu amor de infância pelo clássico musical.

“A primeira vez que interpretei Fanny Brice foi na minha festa de três anos, com uma roupa de leopardo da cabeça aos pés que minha mãe fez para mim. Portanto, é seguro dizer que assumir esse papel icônico, na Broadway e não no quintal da minha família, é realmente o meu sonho de toda a vida. Estou imensamente grata por poder fazer isso ao lado de uma equipe criativa tão notável e mal posso esperar para que o público volte ao teatro!”

Aproveite para assistir:

Funny Girl‘ estreou originalmente na Broadway em 1964 com um livro de Isobel Lennart, música de Jule Styne e letras de Bob Merrill.

A trama acompanha a história de Fanny Brice, cujo talento cômico e voz única a fizeram passar de jovem intérprete de music hall do Brooklyn para uma estrela do entretenimento. Mas seu sucesso avassalador acaba afetando diretamente o seu relacionamento tempestuoso com Nicky Arnstein, um complexo homem.



O espetáculo foi indicado para oito Tony Awards, incluindo o de Melhor Musical, mas não conseguiu vencer nenhuma dessas categorias.

Barbra Streisand interpretou Fanny Brice tanto na Broadway, bem como na adaptação cinematográfica – ‘Funny Girl – Uma Garota Genial‘, lançada em 1968. Su performance ainda lhe rendeu um Oscar de Melhor Atriz.

Não deixe de assistir: