Às vezes eles interpretam melhores amigos em frente às câmeras e mal permanecem por mais de 5 minutos no mesmo ambiente por trás delas. Se o grande desafio é fazer os dramas nos bastidores não ultrapassarem para dentro das telas, muitas vezes não há muito como esconder da mídia que um dos seus protagonistas não gosta do outro — ou que um deles tem um sério problema com os produtores e roteiristas. 

As recentes acusações de mau comportamento da atriz Lea Michele nos bastidores de Glee, algo que vinha sendo um forte rumor desde os tempos áureos da série, aliás, fizeram os fãs relembrarem todos os problemas que fizeram o clima nos bastidores virar notícia. E, como não foram poucos, o CinePOP resolveu relembrar esta e outras séries que tiveram mais drama com as câmeras desligadas do que com elas ligadas. 

Glee

Os “ataques de estrelismo” da intérprete de Rachel Berry foram denunciados por membros do elenco principal da série — incluindo Heather Morris, intérprete de Brittany S. Murphy, que confirmou que era “muito difícil” trabalhar com a atriz. Após a publicação de Samantha Ware em suas próprias redes sociais gerar uma onda de acusações contra Michele, outras pessoas confirmaram o clima hostil, e embora Amber Riley não tenha dito que sofreu maus-tratos, deu apoio aos colegas que se sentiram lesados.



Esta não é a primeira vez que Glee fica sob holofotes controversos. Naya Rivera (Santana Lopez) escreveu em seu livro autobiográfico que o convívio com Lea era complicado e que sua personagem chegou a ser ofuscada a pedido da protagonista. O próprio showrunner, aliás, já se pronunciou sobre as confusões internas que não soube administrar:

Aproveite para assistir:



“Foram os melhores e os piores momentos da minha vida. Havia muita briga, muita gente dormindo com muita gente e terminando. Foi um bom treinamento para ser um pai, vou dizer isso”, falou para a Entertainment Weekly. “Se eu pudesse voltar no tempo, teria feito as coisas de forma diferente com muitos daqueles atores. Ainda sou muito próximo a alguns deles (…) mas com outros não fluiu muito bem, e disso eu me arrependo”, completou em declaração ao THR. 

Grey’s Anatomy

Foram tantas as crises nos bastidores de Grey’s Anatomy que temos uma matéria completa apenas listando as 10 principais. Aqui, portanto, vamos relembrar a confusão com Katherine Heigl. Embora a eterna Izzie Stevens tenha deixado a série em março de 2010, a confusão começou dois anos antes, quando a atriz retirou a sua inscrição para concorrer ao Emmy alegando que “não sentia que tinha recebido material o  suficiente para ser considerada uma indicada”. A situação, é claro, causou um incômodo, e Shonda Rhimes justificou que a personagem tinha menos tempo de tela porque a própria atriz havia requisitado uma agenda mais leve, em virtude de seus demais compromissos. 

Ainda assim, apesar de ter voltado para a temporada cinco, ela acabou se cansando da situação e anunciando sua saída. “Trabalhamos duro para encontrar uma forma amigável e graciosa de deixar o passado para trás. É triste mas é o que eu quero.” Mesmo que tenha parecido uma saída supostamente amigável, tanto Rhimes quanto Ellen Pompeo confirmaram posteriormente que foi uma situação desconfortável para todos os envolvidos.



Um Maluco no Pedaço

A troca de atrizes para o papel de Tia Vivian a partir da 4ª temporada ocorreu porque Janet Hubert teve um conflito com o astro Will Smith. À época, os dois alegaram que o motivo foi “divergência criativa”, também conhecida como a desculpa oficial para “treta das bravas”. Posteriormente, Smith confessou que ele e a atriz não se entendiam bem nos bastidores, e os rumores dizem que ele deu um ultimato para os produtores. Entre ela e ele, não dava para fazer Um Maluco no Pedaço sem… o maluco do pedaço. 

The Good Wife

A dinâmica entre Julianna Margulies e Archie Panjabi era bem diferente daquela entre Alicia e Kalinda em The Good Wife. Quando os rumores de que elas estavam filmando separadamente começaram a se espelhar, as especulações aumentaram e o motivo, supostamente, seria um ciúme da vitória de Panjabi no Emmy, e o afastamento das duas dificultou toda a rotina da produção, embora o real motivo nunca tenha sido oficializado. 



Two and a Half Men

Charlie Sheen, que era literalmente o rei do show na comédia que já foi a mais bem-sucedida da televisão, não era exatamente uma pessoa fácil de se lidar, mas as coisas pioraram quando ele passou a apresentar um comportamento errático que se transformou em violência verbal. O ator lutava contra abuso de substâncias, mas a situação ficou tão desconfortável que ele foi demitido da série e substituído por Ashton Kutcher

Buffy the Vampire Slayer

Buffy e Willow eram amigas nas telas, mas Sarah Michelle Gellar e Alyson Hannigan começaram a ter problemas de convívio a partir da 3ª temporada, já que Hannigan supostamente se irritava com o comportamento de Gellar, que tinha vontade de priorizar sua carreira em ascensão e estava pronta para encerrar os trabalhos em BtVS a qualquer momento. Quando a série enfim foi encerrada, em seu sétimo ano, foi justamente porque a protagonista disse “basta”.



O que não quer dizer, é claro, que não exista uma legião de fãs apaixonados por Buffy até hoje. Clássico é clássico.

Sex and the City

Quando filmavam Sex & the City, rumores apontam que Kim Cattrall e Sarah Jessica Parker preferiam rodar suas cenas separadamente, obrigada. Isso porque Parker recebia o maior salário entre as principais, o que causou um desconforto quando elas não precisavam estar juntas em cena. 



Arquivo X

A questão salarial não era restrita apenas à série da HBO, e outra que enfrentou algo semelhante foi Arquivo X. No final dos anos 90, o conflito entre equipe e elenco se acirrou porque Gillian Anderson supostamente recebia apenas metade do salário de David Duchovny. O próprio ator, inclusive, chegou a mover um processo contra a Fox em 1997 por disputas salariais, mas parece que tudo se resolveu eventualmente, já que a série teve uma sobrevida em 2016.

The 100

A série adolescente pós-apocalíptica da CW se viu no meio de águas turbulentas em 2016 quando matou dois personagens queridos pelo público e foi extremamente criticada por reforçar estereótipos negativos de representatividade LGBT. O drama ficou ainda mais confuso quando Ricky Whittle, que na época interpretava Lincoln, concedeu uma entrevista ao Afterbuzz TV e revelou que a morte de seu personagem não aconteceu porque ele queria sair para seguir outros trabalhos (o ator viria a protagonizar Deuses Americanos logo após), mas porque o showrunner Jason Rothenberg tornava o clima nos bastidores insuportável, fazia perseguições e eventualmente teria o “forçado” a pedir demissão. 

Desperate Housewives


Desperate Housewives não sofreu por falta de drama, mas um deles acabou com um processo de US$ 20 milhões. Isso quando Nicollette Sheridan, que interpretava Edie, acusou o criador Marc Cherry de abuso, quando ele teria a agredido na cabeça durante uma briga. A personagem foi eventualmente morta na série, algo que causou um franco declínio de audiência.  

Star Trek

Embora na USS Enterprise o clima fosse agradável, William Shatner e George Takei preferiam ignorar a existência um do outro fora das câmeras. Takei afirmava que Shatner era egoísta, e o outro também não fazia questão de esconder o clima desagradável entre ambos da mídia. 

Community

É Dan Harmon vs Chavy Chase em uma das comédias mais amadas da TV, um drama que, segundo o criador da série, tomou proporções bastante exageradas na mídia.

Tudo escalonou quando Pierce Hawthorne deveria fazer uma piada de cunho racista, e o ator negou-se a rodar a cena. No momento, ele disse a palavra n*gga (um termo altamente ofensivo), e saiu da sala deixando para trás uma Yvette Nicole Brown bastante desconfortável. Ele afirma que  estava dizendo a palavra para provar seu ponto de vista contra a piada do roteiro, e não direcionando-a a qualquer um dos presentes. 

Mas quando retornou disposto a, no fim das contas, gravar a tal cena, descobriu que toda a discussão havia sido vazada para a imprensa.

O seu comportamento errático já havia sido um problema antes, quando o ator se recusou a gravar uma cena importante para o episódio final da 3ª temporada. Depois disso, Harmon ligou para Chase a fim de tirar satisfações, e ouviu uma resposta bastante mal-educada. 

A suposta briga entre Dan Harmon e Chevy Chase foi transformada em manchetes de jornais e revistas por semanas. No fim das contas, insatisfeito e cansado, Chase saiu na metade da 4ª temporada da comédia, após Harmon ter sido demitido no final da 3ª (e felizmente recontratado para a 5ª).

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE