Os anos podem continuar passando, mas o Homem-Aranha de Sam Raimi continuará marcado na história como uma das melhores produções super-heroicas de todos os tempos.

A competente e envolvente narrativa não apenas trouxe personagens bastante complexos e bem construídos às telonas, mas também rendeu alguns dos momentos mais icônicos da indústria cinematográfica – afinal, como esquecer o apaixonante beijo entre o herói (Tobey Maguire) e a ingênua Mary Jane (Kirsten Dunst)?

Lançado em 2002, o filme completa hoje, 03 de maio, dezenove anos – e, para celebrar o legado e a importância da produção, separamos uma breve lista com dez curiosidades dos bastidores do longa.

Confira abaixo:



SEM MÉTODO

Quando pensamos em adaptações de quadrinhos de super-heróis, é costume que os atores se familiarizem com a história, seja para conhecer o background dos personagens, seja para dar maior veracidade na hora da atuação. Mas esse não foi o caso de Maguire: o astro nunca tinha lido qualquer história do Homem-Aranha, tendo aceitado o papel porque gostou do roteiro.

TREINO CONSTANTE

A conhecida sequência em que Peter Parker pega a bandeja de almoço de Mary Jane não envolveu técnicas de CGI. Com a ajuda de uma substância grudenta para manter o objeto grudado em sua mão, eventualmente, depois de 156 tomadas, ele conseguiu performar a acrobacia do jeito que fora planejada.



FÃ DE CARTEIRINHA

Uma das razões pelas quais a Sony Pictures contratou Raimi para dirigir foi o fato do realizador ser um ávido colecionador de HQs em seu tempo livre, com uma coleção de mais de 25 mil volumes. Não é surpresa que, anos depois de ter dado início à franquia, voltou para a Marvel para comandar o vindouro ‘Doutor Estranho no Multiverso da Loucura’.

REFERÊNCIAS

Aproveite para assistir:



Quando Peter Parker está testando seus poderes pela primeira vez, ele pronuncia diversas frases clássicas da DC Comics, arquirrival da Marvel Comics, incluindo: Para o alto e avante! (de Superman) e Shazam! (de Capitão Marvel). Maguire improvisou as falas, que não estavam no roteiro original.

ITENS DE COLECIONADOR

Depois dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, a Sony recolheu os cartazes que traziam as Torres Gêmeas refletidas nos olhos o Homem-Aranha. Nem todos os pôsteres foram reavidos; os que ainda circulam agora viraram raros itens de colecionador.

FLEXIBILIDADE ATLÉTICA



O figurino do Duende Verde originalmente seria mais blindada e aparelhada, mas Willem Dafoe, que deu vida ao personagem, decidiu fazer as próprias acrobacias e rejeitou o design por uma roupa mais atlética. O traje final era composto de 580 peças e levava meia hora para que Dafoe o colocasse.

MUDANÇA DE ELENCO

Elizabeth Banks fez audições para o papel de Mary Jane Watson. Entretanto, o papel da protagonista foi para Dunst, enquanto Banks deu vida a Betty Brant, secretária do editor J. Jonah Jameson (J.K. Simmons).

BEM-VINDOS AO COLÉGIO

Para criar o visual dos alunos do colégio, o departamento de figurino mandou câmeras descartáveis para os professores de Nova York e pediu a eles que as distribuíssem aos alunos, para que tirassem fotos de si mesmos e servissem de referência.


J. JONAH JAMESON

Alguns dos atores considerados para viver J. Jonah Jameson incluíram R. Lee ErmeyHugh LaurieHarve PresnellDennis FarinaMichael Keaton e vários outros. O próprio Stan Lee comentou que gostaria de interpretar o personagem e até mesmo fez teste para o papel, mas foi determinado que ele não era certo para vivê-lo nas telonas. Mais tarde, Lee elogiaria o trabalho de Simmons como o editor-chefe do Clarim Diário.

ESCOLHAS DIFÍCEIS

Antes de Raimi ser contratado para comandar o longa, a cadeira de diretor havia sido oferecido para Chris Columbus. Entretanto, o realizador optou por trabalhar em ‘Harry Potter e a Pedra Filosofal’ e na sequência, ‘Harry Potter e a Câmara Secreta’.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva