Elenco do futuro spin off de Game of Thrones vai ganhando corpo e especulações sobre a história vão aparecendo

Nos últimos dias os perfis oficiais da HBO nas redes sociais anunciaram três novos nomes para compor o elenco de House of Dragon: Matt Smith (Dr. Who e The Crown), Olivia Cooke (Bates Motel) e Emma D’Arcy (Hanna). A série promete abordar o início da dinastia Targaryen em Westeros, do momento da chegada de Aegon Targaryen, da unificação e, ao que tudo indica, a guerra civil conhecida como Dança dos Dragões entre facções da família real.

Da mesma forma que sua antecessora, House of Dragon terá à sua disposição dois materiais fonte para adaptar ou buscar inspiração. Os livros em questão se chamam Mundo de Gelo & Fogo e Fogo e Sangue. O primeiro é um enorme glossário de toda a história do mundo criado pelo escritor George R. R. Martin e que foi organizado e produzido pela dupla de fãs Elio M. Garcia e Linda Antonsson.

Durante suas 321 páginas o leitor terá um vislumbre de momentos famosos nos livros e série como a Longa Noite, a Queda de Valíria, a formação de alguns impérios pelo continente de Essos e de como foi o reinado de cada monarca Targaryen. Nesse trecho em especial, o livro explica como era a personalidade de cada rei e dos familiares que o cercavam, bem como de seus impactos no reino de Westeros. Por reservar capítulos inteiros para cada monarca e personagem da sua geração, O Mundo de Gelo & Fogo pode ser um material tão detalhado quanto criativo para House of Dragon.



O enorme almanaque sobre o mundo de George R. R. Martin traz muitas informações sobre Westeros

Já o outro material é também o livro Fogo e Sangue que possui uma premissa um pouco diferente da obra anterior. Enquanto que O Mundo de Gelo & Fogo é algo muito mais geral e expande a mitologia de locais além Westeros, Fogo e Sangue mergulha em detalhes sobre a família Targaryen em si, fazendo uso de uma estrutura de narrativa consecutiva (quase como o que acontece na saga principal de Song of Ice and Fire), ao contrário do glossário mencionado que trabalha muito mais por seções de assuntos diversos.

Sendo assim, o primeiro livro (porque ao que tudo indica em algum momento no futuro longínquo haverão outros) abrange o período entre a chegada de Aegon Targaryen e suas irmãs, além de seus dragões, e a guerra civil interna entre os membros da família real que eventualmente mobilizou todas as famosas grandes casas de Westeros: como os Lannister, Stark, Tully e que gerou praticamente a extinção dos dragões (só retornando quando Daenerys dá a luz a seus três filhotes).

Pela Dança dos Dragões, a guerra mencionada anteriormente, ter sido um evento tão importante na mitologia dessas obras quanto é atualmente uma oportunidade para a HBO reproduzir o sucesso que obteve com o episódio Batalha dos Bastardos em termos de um confronto em larga escala bem produzido, é especulado que a primeira temporada aborde ao menos o início da hostilidade ou até mesmo a transforme no evento principal da temporada.

O episódio da Batalha dos Bastardos foi um marco na televisão

O que reforça esse pensamento é a confirmação dos personagens interpretados por Matt Smith e Emma D’Arcy como sendo os príncipes Daemon e Rhaenyra Targaryen respectivamente. Ambos desempenham papéis chave no estopim e continuidade da guerra; a confirmação da presença de ambos já na primeira temporada indica que esse episódio pode ter um peso diferente. Reforçando ainda mais a linha de pensamento estão os outros dois atores confirmados até o momento: Olivia Cooke e Paddy Considine.



Interpretando Alicent Hightower e Viserys Targaryen (não o irmão da Daenerys), respectivamente, ambos irão representar personagens que “semearam” o que seria a Dança dos Dragões. Com quatro personagens que tem ligação direta com o episódio, não seria de se espantar se a primeira temporada reservasse muito mais espaço para essa guerra do que para outros momentos anteriores tão importantes quanto.

O certo é que House of Dragons terá um orçamento tão confortável quanto Game of Thrones, bem como a mesma pressão de repetir o fenômeno cultural que foi a premiada série. O comando da produção ficará a cargo da dupla Miguel Sapochnik (este que dirigiu o episódio da Batalha dos Bastardos) e Ryan Condal (Colony), além de ter George R. R. Martin atuando como consultor próximo. Até o momento a HBO não liberou uma data precisa para a estreia, mas espera-se que seja em algum momento de 2022.  

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva