Ben Affleck interpretou o Batman por um breve período de tempo e vestiu o capuz do Homem-Morcego pela última vez em ‘Liga da Justiça‘, lançado em 2017.

Durante uma entrevista para a GQ, o astro foi questionado sobre os motivos que o fizeram abandonar o papel e sugeriu que teve uma péssima experiência depois que Zack Snyder foi afastado da produção.

“Infelizmente, a produção de ‘Liga da Justiça‘ foi marcada por uma tragédia pessoal quando a filha de Zack [Synder] faleceu. Depois disso houve uma série de barreiras, sabe? Um problema atrás do outro e isso é desanimador.”

Affleck disse que estava empolgado para dar o seu melhor em ‘Batman vs Superman‘, e o mesmo não aconteceu em ‘Liga da Justiça‘ porque ele não se sentia motivado.

O astro disse que essa foi a principal razão para pendurar a capa.

Aproveite para assistir:

“Me perguntaram se eu gostaria de dirigir e estrelar um filme solo do Batman e eu até topei, mas depois de um tempo eu havia perdido o entusiasmo e a paixão por essa coisa toda… Achei que estava na hora de passar a ideia para alguém que estivesse mais compromissado. Estava claro que eu deveria seguir em frente. Mas ainda carrego ótimas lembranças, principalmente de ‘Batman vs Superman‘.”

Recentemente, Ray Fisher fez diversas acusações envolvendo o comportamento abusivo do diretor Joss Whedon nos bastidores de ‘Liga da Justiça‘. Através de uma live no Instagram, o ator revelou que não pode falar amplamente sobre o que aconteceu, pois assinou um NDA, ou seja, um acordo de confidencialidade.

“Eu ainda estou sob contrato e assinei um NDA. Então, eu preciso ter muito cuidado sobre o que e como eu digo, ou posso ser processado. Para as pessoas que estão buscando por detalhes mais específicos, sinto muito por não poder divulgá-los no momento. Preciso ter certeza de como abordarei essa questão de forma apropriada. Isso vai levar tempo, mas nós venceremos e poderemos avançar no mundo.”

Entenda o caso

O ator Ray Fisher fez sérias acusações contra o diretor Joss Whedon, alegando que os produtores-executivos Geoff Johns e Jon Berg permitiram um comportamento “nojento e abusivo” durante as filmagens de ‘Liga da Justiça‘.


“O tratamento de Joss Whedon no set com o elenco e na equipe da ‘Liga da Justiça’ foi nojento, abusivo, pouco profissional e completamente inaceitável. Isso foi permitido, de várias maneiras, por Geoff Johns e Jon Berg. Responsabilidade> Entretenimento”, afirmou.

Pouco depois, o diretor Kevin Smith apoiou o ator Ray Fisher e revelou mais detalhes sobre o comportamento de Joss Whedon no set de ‘Liga da Justiça‘.

Segundo ele, já existiam histórias nos bastidores de que Joss Whedon estava “desmerecendo” o trabalho do Zack Snyder.

No episódio mais recente do podcast Fatman Beyond, Kevin Smith endorsou os comentários de Fisher:

“Um dia eu visitei o set de A Ascensão Skywalker, e fiquei conversando com pessoas que tinham trabalhado nas duas versões de Liga da Justiça. O pessoal dos efeitos especiais disse que Joss tinha o hábito de falar mal da versão de Zack [Snyder]. Ele cortava, descartava e era negativo quanto à versão de Zack, que ele havia assistido e que todas aquelas pessoas haviam feito juntas. Eles disseram que o set ficou bem tóxico”, afirmou. 

Vale lembrar que o papel do Ciborgue foi drasticamente reduzido nas refilmagens de Whedon, mas Zack Snyder prometeu que dará ao personagem o destaque merecido no novo corte do filme, que tem previsão de estreia para 2021 na HBO Max


Confira as imagens promocionais:



 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE