Mais um ano termina e outro se inicia – e, como é de costume, relembrar os tempos que não irão voltar é sempre uma experiência melancólica e nostálgica para qualquer pessoa. E é claro que isso não seria diferente com o mundo da música.

Para começar 2022, resolvemos relembrar de alguns álbuns icônicos que foram lançados há vinte anos – desde clássicos como Come Away with Me, de Norah Jones, e A New Day Has Come, de Céline Dion, até as estreias de Avril LavigneJustin Timberlake no cenário fonográfico.

Confira:

COME AWAY WITH ME, Norah Jones



Lançamento: 26 de fevereiro

Atualmente, Norah Jones se consagrou como uma das maiores artistas de todos os tempos – e, há duas décadas, fazia sua grandiosa estreia no mundo da música com o memorável Come Away with Me. Considerado um dos discos de maior sucesso crítico e comercial de todos os tempos, a obra vendeu mais de 27 milhões de cópias ao redor do mundo e levou para casa a estatueta de Álbum do Ano do Grammy Awards.

Aproveite para assistir:

A NEW DAY HAS COME, Céline Dion

Lançamento: 22 de março



Rainha das power-balladsCéline Dion já havia se consagrado como uma das artistas mais respeitadas da música em 2002 – mas isso não a impediu de explorar novos estilos com seu sétimo álbum em língua inglesa, A New Day Has Come. Contando com sucessos como a faixa-titular, “I Surrender”“I’m Alive”, Dion mergulha de cabeça em incursões mais aventurescas e começa a fazer sua transição para a música moderna, especialmene para o dance-pop.

C’MON C’MON, Sheryl Crow

Lançamento: 16 de abril

Com vendas de mais de 2 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos, ‘C’mon C’mon’ foi o quarto álbum de estúdio da adorada musicista Sheryl Crow. Conquistando uma estatueta do Grammy por Melhor Performance Vocal Rock e outras três indicações, a produção se estende por treze faixas, que incluem os hits “Soak Up the Sun”“Steve McQueen”.

THALÍA, Thalía

Lançamento: 21 de maio

Thalía não é apenas conhecida por encarnar a personagem titular da clássica novela ‘Maria do Bairro’, mas também é uma respeitada artista musical apelidada de Rainah do pop mexicano pelos especialistas na música. Com seu sétimo álbum de estúdio epônimo, a popstar finalmente encontrou o estilo que a eternizaria no cenário fonográfico, misturando pop latino e pop-rock e discorrendo sobre temas como amadurecimento e empoderamento. Aclamado pela crítica, o disco conta com quatro singles, incluindo as faixas “Tú y Yo”“No me enseñaste”.



LET GO, Avril Lavigne

Lançamento: 04 de junho

Let Go é um dos álbuns mais importantes dos anos 2000 e, além de marcar a estreia de Avril Lavigne no mundo da música, contribuiu para a ascensão do pop-punk na cultura mainstream e ajudou a pavimentar a emergência de artistas femininas do gênero. A obra também traz certas referências ao rock alternativo e ao movimento post-grunge, guiado pelos icônicos singles “Complicated”“Sk8er Boy”“I’m With You”.

HEATHEN, David Bowie

Lançamento: 11 de junho


O 23º álbum de estúdio do lendário David Bowie foi influenciado pelos ataques terroristas de 11 de setembro às Torres Gêmeas e representou o retorno do artista ao mercado musical estadunidense, entregando seu disco mais bem-sucedido em dezoito anos no país. A obra contou com três singles oficiais, “Slow Burn”“Everyone Says ‘Hi'”“I’ve Been Waiting for You”, e vendeu 1 milhão de cópias ao redor do mundo.

CENTURY CHILD, Nightwish

Lançamento: 24 de junho

A banda de metal sinfônico finlandesa Nightwish é uma das mais importantes e reconhecidas do gênero em questão e, em 2002, lançava seu quarto álbum de estúdio oficial, Century Child. Marcando a estreia do baixista e vocalista Marko Hietala e o primeiro disco do grupo a trazer uma orquestra, a obra foi aclamada pela crítica especializada e recebeu certificado de platina dupla no país de origem (além de 350 mil cópias mundialmente entre 2002 e 2003).

SONGS ABOUT JANE, Maroon 5

Lançamento: 25 de junho

Não apenas artistas solos faziam estreias marcantes vinte anos trás, mas diversas bandas de fama inconstestável também dominavam as paradas e as playlists da época – como foi o caso de Maroon 5. O grupo pop-rock lançou Songs About Jane há duas décadas e, apesar de não ter feito o barulho prometido à época de divulgação, ascendeu a um sucesso internacional gigaantesco, auxiliado pelos singles “Harder to Breathe”“This Love”“She Will Be Loved”. Além de garantir elogios da crítica, o disco vendeu mais de 5 milhões de cópias ao redor do planeta.

HEATHEN CHEMISTRY, Oasis

Lançamento: 01 de julho

Trazendo músicas promocionais como “The Hindu Times” e “Stop Crying Your Heart Out”Heathen Chemistry’ foi o quinto álbum lançado pela banda de rock inglesa Oasis. O disco introduziu o guitarrista Gem Archer e o baixista Andy Bell, além de marcar a última presença do bateirista Alan White, que deixaria o grupo no começo de 2004. Apesar das críticas mistas, a produção recebeu certificação de tripla platina no Reino Unido.

BY THE WAY, Red Hot Chili Peppers

Lançamento: 09 de julho

O oitavo álbum de estúdio da banda Red Hot Chili Peppers viria a ganhar diversos aplausos por parte da crítica especializad e do público. Alcançando o segundo lugar da Billboard 200, a produção marcou uma profunda mudança no estilo que o grupo vinha apresentando até então, trazendo maior emoção e melodia para as composições e a lírica das canções – algo creditado ao guitarrista John Frusciante“The Zephyr Song”“Can’t Stop”“Universally Speaking” fazem parte dos singles promocionais do disco.

HIJAS DEL TOMATE, Las Ketchup

Lançamento: 20 de agosto

Pode ser que você nunca tenha ouvido falar do trio feminino Las Ketchup, ou de seu álbum de estreia Hijas del Tomate. Mas certamente a música mais famosa do grupo já deve ter passado em sua playlist alguma vez na vida – “The Ketchup Song (Aserejé)”, que foi regravado sob o título “Ragatanga” pelo grupo brasileiro Rouge. Ao ganhar popularidade, o disco foi bem recebido pela crítica e faturou uma indicação ao Grammy Latino de Melhor Álbum Pop em 2003.

SEAN-NÓS NUA, Sinéad O’Connor

Lançamento: 08 de outubro

A icônica e excêntrica artista Sinéad O’Connor se tornou uma das powerhouses da música alternativa, mais especificamente do folk rock – e não faria diferente com seu sexto álbum de estúdio, Sean-Nós Nua. O título faz referência ao popular gênero homônimo e significa “novo velho-estilo”. Praticamente todas as faixas do disco se tornaram singles promocionais e renderem à cantora e compositora uma sólida recepção por parte da crítica.

8 MILE (OST), Artistas Variados

Lançamento: 29 de outubro

A trilha sonora do filme 8 Mile – Rua das Ilusões’ se tornou uma das mais reconhecidas do século e trouxe o rapper Eminem como produtor executivo. O álbum debutou em primeiro lugar na Billboard 200, vendendo mais dde 3,4 milhões de cópias e conquistando o coração da crítica e do público. Vale lembrar que Eminem levou o Oscar de Melhor Canção Original para casa pela faixa “Lose Yourself”.

STRIPPED, Christina Aguilera

Lançamento: 29 de outubro

Apesar das críticas mistas, Stripped alcançou um status cult anos depois de ser lançado. O quarto álbum da popstar Christina Aguilera marcou a transição total do teen pop para a música contemporânea adulta, permitindo que a artista tomasse controle total da identidade sonora e estabelecesse o alter-ego Xtina. Incorporando elementos do pop, do R&B e do hip hop, a produção marcou os anos 2000, conquistou diversas indicações ao Grammy Awards, vendeu mais de 10 milhões de cópias e causou controvérsia pela imagem indesculpavelmente sedutora que Aguilera começava a pintar na mídia mainstream.

JUSTIFIED, Justin Timberlake

Lançamento: 05 de novembro

Ultrapasssando a marca das 10 milhões de cópias vendidas ao redor do mundo, Justified foi o álbum de estreia do cantor estadunidense Justin Timberlake. Anos depois de ter participado da boyband NSYNC, Timberlake decidiu apostar fichas na carreira solo e pegou faixas originalmente escritas por Michael JacksonThe Neptunes para modificá-las em uma imagem orientada pelo R&B e pelo pop“Cry Me a River”“Like I Love You”“Rock Your Body” fazem parte dos singles promocionais.

THE BLUEPRINT 2: THE GIFT & THE CURSE, Jay-Z

Lançamento: 12 de novembro

Em 2002, Jay-Z lançava seu sétimo álbum de estúdio, ‘The Blueprint 2: The Gift & The Cruse’. Funcionando como sequência de ‘The Blueprint’, disco lançado no ano anterior, a produção estreou em primeiro lugar nos charts da Billboard, vendendo 545 mil cópias em apenas uma semana. Trazendo produção de nomes como TimbalandThe Neptunes, a obra contou com os singles “03 Bonnie & Clyde”“Hovi Baby”“Excuse Me Miss” e teve recepção favorável por parte da crítica especializada.

UP!, Shania Twain

Lançamento: 18 de novembro

Abarcando diversos elogios por parte dos especialistas internacionais, o quarto álbum de estúdio da Rainha do Country Shania Twain fez um barulho gigantesco à época de seu lançamento. Além de vender 874 mil cópias em apenas uma semana nos Estados Unidos, o vibrante Up!’ foi aplaudido pelo conteúdo lírico das músicas e pelo amadurecimento da artista. Misturando countrypop, as faixas também incorporam elementos do cenário oriental, apostando no multiculturalismo sonoro.

CHICAGO (OST), Artistas Variados

Lançamento: 19 de novembro

Poucas trilhas sonoras são tão memoráveis e automaticamente reconhecidas quanto a de Chicago – e a adaptação cinematográfica de Rob Marshall traria um elenco de peso para regravar as canções da pela teatral de forma espetacular. Contando com as vozes de Catherine Zeta-JonesRenée ZellwegerRichard Gere, o álbum, lançado oficialmente em 2002, foi ovacionado pela crítica especializada e trouxe rendições irretocáveis de “All That Jazz”“Cell Block Tango”“Razzle Dazzle”.

THIS IS ME… THEN, Jennifer Lopez

Lançamento: 25 de novembro

Em ‘This Is Me… Then’Jennifer Lopez colabora novamente com os produtores e compositores Cory RooneyTroy OliverDan Shea para seu terceiro álbum de estúdio – dedicando as faixas principalmente à relação que tivera com o ator Ben Affleck. Trazendo estilos que variam desde o R&B até o soul, a produção prestou homenagem a nomes como Michael JacksonLuther VandrossStevie Wonder e deu origem a músicas de enorme sucesso, incluindo “Jenny from the Block”“I’m Glad”.

JUST WHITNEY, Whitney Houston

Lançamento: 10 de dezembro

O quinto álbum da lendária cantora Whitney Houston foi um dos grandes últimos lançamentos de 2002 – e o primeiro sob o contrato com a Arista, que a artista assinou pelo valor de nada menos de US$100 milhões (o maior da época para uma performer feminina). Mesmo com críticas mistas, a obra caiu no gosto popular, atingindo o nono lugar da Billboard 200 e rendendo os singles “Whatchulookinat”“One of Those Days”“Try It On My Own”“Love That Man”.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: