Em 2011, o diretor Gareth Evans fez sucesso com o primeiro ‘Operação Invasão‘ (The Raid), que deu origem à elogiada sequência lançada em 2014.

Para quem não conhece, o filme original acompanha uma equipe de policiais, que acaba presa em um prédio durante uma operação. Cercados pela gangue do traficante mais famoso da cidade, o grupo precisa enfrentar a missão mais difícil de suas carreiras para sair do local com vida.

Apesar do sucesso entre os fãs, o 2º filme foi péssimo nas bilheterias e arrecadou apenas US$ 6,8 milhões pelo mundo, a partir de um orçamento de US$ 4,5 milhões.


Por conta disso, Evans anunciou que não iria investir em mais um filme, o que decepcionou muitos fãs.

Durante uma entrevista para o Movie Web, o cineasta tocou no assunto e revelou como seria a trama do 3º filme, caso a ideia fosse para frente.

Aproveite para assistir:

Pelo visto, a sequência seria focada no assassino Hideaki Goto (Kenichi Endo) e iria expandir o foco da franquia, levando a maior parte da trama para uma selva, com cenas de ação ao estilo ‘Predador‘.

“Depois dos eventos do 2ª filme, Goto se reúne com a gangue japonesa para eliminarem todos os policiais e políticos corruptos da cidade. Depois do massacre, as gangues são atacados logo no início do filme. Goto, seu filho e seu braço direito seriam os únicos sobreviventes… Então mostraríamos os créditos iniciais: ‘Operação Invasão 3‘.”

Ele continuou:

“Enquanto tentam sobreviver e descobrir quem os atacou, eles iriam se esconder na selva da Java Ocidental, onde Goto iria se encontrar sua mentora. A ideia era mostrar como um grupo de elite treinado para trabalhar nas ruas de Tóquio iria sobreviver a uma caçada na selva. Eu me inspirei no primeiro filme da franquia ‘Predador‘.”

Além de tudo isso, a trama teria espaço para uma reviravolta de tirar o fôlego, e Goto iria descobrir que seu braço direito era o traidor responsável pelo ataque no início do filme.

“Eu meio que não terminei de concluir a história, mas o filho de Goto seria morto na selva, e seu braço direito seria revelado como um traidor. No final, Goto iria lidar com isso de uma maneira bem trágica e voltaria a Tóquio para se vingar daqueles que tentaram matá-lo.”

Por fim o cineasta disse que a ideia acabou sendo engavetada por falta de investimentos e pelo seu interesse em outros projetos.


“Quando eu percebi, muitos anos se passaram e eu estava focado na direção de ‘Apóstolo‘ e estava prestes a começar a produção da série ‘Gangs Of London‘. Eu não tive tempo nem interesse de fazer ‘Operação Invasão 3‘.”

Apesar da fraca bilheteria, ‘Operação Invasão 2‘ permanece sendo elogiado pelos fãs e acumulou 80% de avaliações positivas no Rotten Tomatoes.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE