Netflix é indiscutivelmente um dos pilares da indústria audiovisual do mundo na atualidade. Surgida como locadora, transformada em plataforma de streaming quando o conceito ainda engatinhava, a empresa trilhou seu caminho de pioneirismo para vir a se tornar a dominante e mais tradicional num mercado que, hoje, abriga diversas outras companhias visando se estabelecer. E como era de se esperar, com o mercado super aquecido para este tipo de serviço, hoje a Netflix enfrenta a concorrência pesada de rivais como a Amazon, a Disney+ e a HBO Max.

Antes da pandemia, discutia-se a legitimidade de estúdios como a Netflix adentrando premiações tradicionalistas como o Oscar. Após a pandemia, tal discussão tornou-se inútil, com as plataformas de streaming sendo o único caminho numa época de salas de cinema ainda não funcionando como antes. A Netflix naturalmente começou a investir também em suas próprias produções, como citado, muitas chegando até a maior noite para a sétima arte: os prêmios da Academia de cinema. Para além de obras prestigiadas pelos maiores prêmios do cinema, dentre centenas de produções anuais, também temos obras super elogiadas pelos críticos e adoradas pelos fãs, que se tornam verdadeiras preciosidades.

Pensando nisso, nesta nova matéria resolvemos homenagear os filmes originais da Netflix mais elogiados pelos fãs e pelos críticos. O ano de 2021 ainda não chegou ao fim, mas já tivemos o prazer de assistir à algumas obras bastante memoráveis que prometem ficar na imaginação do público por um bom tempo – ou quem sabe para sempre. Aqui, para esta matéria, levamos em conta o somatório das avaliações da imprensa no Rotten Tomatoes, mas também as notas do público no Rotten e no IMDB. Portanto, confira abaixo os 10 Melhores Filmes Originais da Netflix em 2021 (até o momento) e não esqueça de comentar apontando os seus.

Leia também: Os 10 PIORES Filmes Originais da Netflix de 2021 (Até o Momento)



10) Rua do Medo: 1994 – Parte 1

Provando que a Netflix também faz muita coisa boa, começamos a lista com uma das apostas mais criativas da empresa para o ano de 2021 e que rendeu um belíssimo resultado para a plataforma. Especialmente direcionado para o público mais jovem e para os aficionados por terror (apesar de ser bem intenso e violento), a trilogia Rua do Medo é baseada numa série de livros de sucesso e pegou os fãs de Stranger Things em cheio. O primeiro da trilogia, com uma pegada Pânico passada nos anos 1990, conquistou 83% de aprovação dos críticos, que o definiram como “um início promissor da trilogia, que honra seu material fonte com bastante apelo de slasher retrô”. O público foi menos generoso com uma média em torno de 6.3 de aprovação.

Aproveite para assistir:

09) Bad Trip

A Netflix também gosta de experimentar com gêneros e estilos de produções. Aqui, a plataforma investe nas infames “câmeras escondidas” para pegadinhas, mas com uma narrativa, no estilo Borat e Vovô Sem Vergonha. A “história” acompanha dois melhores amigos em viagem de carro pelas estradas dos EUA – aprontando com espectadores incautos. Com uma avaliação de 77% de aprovação, os críticos o definiram como “engenhosas pegadinhas de câmera escondida que sempre acertam surpreendendo seus alvos, Bad Trip se revela na verdade uma viagem inspiradora”. O público desta vez igualmente abraçou o longa, garantindo-lhe uma média de 6.8 de aprovação.



08) Alma de Cowboy

Este tem tudo para ser um dos grandes anos da carreira do talentoso Idris Elba. Em cartaz nos cinemas brasileiros com o sucesso de crítica O Esquadrão Suicida, o ator ainda verá outro lançamento na Netflix este ano, o aguardado faroeste com atores negros Vingança & Castigo, a ser lançado em 3 de novembro. Por enquanto ficamos com este drama que o coloca para atuar com o menino “prata da casa” Caleb McLaughlin – o Lucas de Stranger Things. Na trama, o rapaz vive o filho de Elba descobrindo um mundo de caubóis urbanos. Com 80% de aprovação da imprensa, os especialistas o definiram como “bem atuado e uma direção sólida, uma história à moda antiga sobre pai e filho que apresenta uma parte pouco vista da cultura americana”. O público o avaliou com 7.1 de aprovação.

07) Oxigênio

Um dos preferidos do ano na Netflix para o público brasileiro, esta ficção científica é um destes filmes passados em um único ambiente com um único ator. Quem comanda o show é a francesa Mélanie Laurent, que vive uma mulher acordando em uma câmara criogênica, precisando correr contra o tempo para sair dela antes que seu ar acabe. Com 88% de aprovação, os especialistas o definiram como “um suspense que precisa ser visto pelos fãs de ficção científica”. Os fãs garantiram uma média de 7.4 de aprovação.

06) Em Busca de ‘Ohana

Em sexto lugar temos esta aventura para toda a família que celebra a cultura havaiana em grande estilo. Na trama, dois adolescentes criados no Brooklyn, em Nova York, recebem a oportunidade definitiva de se reconectarem à sua hereditariedade havaiana ao descobrirem um mapa para um tesouro – no melhor estilo Os Goonies. Com 85% de aprovação, os críticos disseram que “embora pareça familiar, o filme diverge dos demais onde mais precisa, dono de muito coração e homenageando a cultura havaiana”. Os fãs chegaram junto com 83% de aprovação.

05) Pieces of a Woman



Aqui chegamos à metade da lista, com um drama dilacerador indicado ao Oscar de melhor atriz para a protagonista Vanessa Kirby. No filme, a atriz britânica interpreta uma mulher decidida a dar à luz de forma natural em casa – quando o parto dá errado começa a sua luta para encontrar um possível culpado enquanto se afunda na depressão. Um filme muito impactante. Com 75% de aprovação dos críticos, que o definem como “o desempenho de Vanessa Kirby cria um pungente retrato da dor”. Os fãs foram ainda mais longe dando uma aprovação maior do que os críticos para o filme, com 85% de avaliação.

04) Rua do Medo: 1666 – Parte 3

Aqui temos mais uma parte da trilogia Rua do Medo no ranking dos melhores filmes originais da Netflix em 2021. Este é o encerramento da trilogia, que para os fãs é o segundo melhor dos filmes. Aqui, voltamos ao passado para a origem da maldição da bruxa, num filme que remete aos verdadeiros clássicos do gênero. Com impressionantes 90% de aprovação, os críticos disseram que “o último filme encerra a trilogia com uma escandalosa nota alta”. Com uma avaliação um pouco menor do público, o filme garantiu 78% de aprovação. É seguro dizer que a Netflix teve o aval para continuar a série literária nas telas.

03) A Escavação

O ano de 2021 começou com ótimos dramas no acervo da Netflix. Após Pieces of a Woman, temos também na lista, numa posição ainda mais alta, um dos melhores longas adultos dos últimos tempos. A plataforma investe em todo tipo de filme para todo tipo de público, desde a garotada que curte Rua do Medo, até os mais velhos que irão se deliciar com este drama de época protagonizado por Carey Mulligan e Ralph Fiennes. A obra retrata a história de amizade entre uma rica herdeira (Mulligan) e um escavador profissional (Fiennes), ao descobrirem um bem histórico muito valioso em sua propriedade. Com 87% de aprovação, os críticos o definiram como “performances belas e equivalentes da dupla protagonista, o filme transborda com um tesouro na forma de um drama de época”. Os fãs chegaram junto com uma aprovação de 7.8.


02) Rua do Medo: 1978 – Parte 2

Aqui encerramos a trilogia com a parte 2, o mais bem avaliado pelos fãs e críticos. O filme é protagonizado desta vez por outra “prata da casa da Netflix”, a ruivinha Sadie Sink – a Max de Stranger Things. Desta vez voltamos para a década de 1970 e para os filmes slasher raiz passados em acampamentos de verão. Com 88% de aprovação, os críticos o definiram como “uma esperta e subversiva reviravolta nos filmes slasher, mostra que o acampamento de verão nunca foi tão assustador graças às atuações do elenco”. Os fãs chegam junto garantindo 81% de aprovação. A Netflix com certeza não perderá tempo em confeccionar novos episódios da Rua do Medo.

01) O Tigre Branco

Pegando carona no hype do sucesso Parasita, vencedor do Oscar, a Netflix criou uma história similar para chamar de sua, trocando o cenário da Coreia do Sul para a Índia – embora o longa seja baseado num livro. Na trama, um rapaz indiano de origem humilde é escolhido para trabalhar para a família mais rica e influente de sua cidade. Eles também são poderosos desprezíveis que se consideram acima do bem e do mal. No local, o humilde jovem irá aprender as artimanhas com seus patrões sem escrúpulos. O Tigre Branco realmente impressionou os críticos com 91% de aprovação, que o definiram como “bem atuado e belissimamente produzido, destila a força de seu material fonte na forma de um drama sombrio, porém, muito atraente”. Os fãs também adoraram com 80% de aprovação.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: