Em novembro de 2020, foi confirmado que Letitia Wright, Lupita Nyong’o, Winston Duke e Angela Bassett vão reprisar seu papéis em ‘Pantera Negra 2‘, mas ainda não há atualizações sobre o retorno de Daniel Kaluuya (‘Corra!’).

Durante uma entrevista para o The Hollywood Reporter, o intérprete de W’Kabi foi questionado sobre o assunto e gerou dúvidas quanto à situação.

“Não tenho ideia se vou retornar. Não posso chegar para [o diretor] Ryan [Coogler] e dizer: ‘Ei, me coloque no filme’. Ele está vivendo sua vida e trabalhando duro em outros projetos.”

Ele completou:

“Acho que a história precisa seguir seu próprio rumo. O primeiro filme foi um importante momento para todos nós. E eu não quero estar na sequência só para cumprir tabela. Eu também sou um fã e quero que tudo saia da melhor forma.”

Enquanto as novidades não chegam, a Marvel confirmou que ‘Pantera Negra 2‘ estreia em 08 de julho de 2022.



Anteriormente, o Comic Book anunciou que as câmeras começam a rodar em junho deste ano

Lembrando que o próximo filme do astro éJudas e o Messias Negro‘.

Na trama, Kaluuya interpreta Fred Hampton, ativista político e presidente do Panteras Negras em Illinois, que foi assassinado aos 21 anos pelo FBI.

Aproveite para assistir:



A produção chegará aos cinemas nacionais em 25 de fevereiro de 2021.



Confira o trailer:

Estrelado pelo indicado ao Oscar Daniel Kaluuya (‘Corra!’, ‘Pantera Negra‘), o longa também conta LaKeith Stanfield (‘Atlanta’, ‘Joias Brutas’) como William O’Neal, Dominique Fishback (‘Coração de Ferro‘) e Jesse Plemons (‘Breaking Bad‘).

Com a ajuda de um criminoso chamado William O’Neal, o FBI investe na tenativa de silenciar Hampton e o Partido dos Panteras Negras. Mas eles não conseguiram matar o legado de Fred Hampton. 50 anos depois, suas palavras ainda ecoam… Mais alto do que nunca.

Embora sua vida tenha sido interrompida, o impacto de Fred Hampton continuou a reverberar. O governo viu os Panteras Negras como uma ameaça militante ao status quo e vendeu essa mentira a um público assustado em um momento de crescente agitação civil. Mas a percepção dos Panteras não correspondia à realidade. Nas cidades do interior dos Estados Unidos, eles ofereciam café da manhã gratuito para crianças, serviços jurídicos, clínicas médicas e pesquisas sobre anemia falciforme e educação política. E foi o presidente Fred de Chicago que, reconhecendo o poder da unidade multicultural por uma causa comum, criou a Coalizão Arco-Íris – unindo forças com outros povos oprimidos da cidade para lutar por igualdade e empoderamento político.



Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE