Na semana passada, surgiram rumores de que os produtores da Marvel Studios estariam considerando ‘reviver’ Chadwick Boseman através de um modelo em CGI em ‘Pantera Negra 2′.

A informação foi revelada pela jornalista insider Grace Randolph, que afirmou que a sequência abriria com uma grande batalha em Wakanda – que terminaria na morte de T’Challa, e Shuri (Letitia Wright) assumiria o manto da Pantera Negra.

No entanto, Victoria Alonso, vice-presidente da Marvel, fez questão de desmentir os boatos em respeiro ao astro, falecido aos 43 anos, vítima de câncer.



Durante uma entrevista para o Clarin, ela foi questionada sobre assunto e disse que:

“Só há um Chadwick Boseman, e ele não está mais conosco. Nosso rei, infelizmente, morreu na vida real, não apenas na ficção, e estamos demorando um pouco para saber como iremos lidar com isso e o que faremos para homenageá-lo da forma correta, mas não [não será através de CGI]. Sua morte foi tão inesperado, tão dolorosa… Por isso, temos que pensar cuidadosamente sobre o que vamos fazer e como vamos honrar a franquia.”

Aproveite para assistir:



Em 2019, Alonso já havia dito ao Yahoo que a Marvel nunca consideraria usar CGI para recriar uma pessoa falecida, independentemente da situação.

“A captura de movimentos é incrível quando vemos um ator se transformar no Hulk ou no Thanos, como fizemos com Mark Ruffalo e Josh Brolin. O mesmo acontece quando rejuvenescemos um ator, como Samuel L. Jackson e Michael Douglas. Mas o resultado é bom porque eles estão lá como suporte… Reviver um ator que já morreu é um processo muito mais complicado. Por enquanto, não temos planos de fazer isso.”

Craig Hammack, supervisor de efeitos visuais da ILM, que trabalhou em ‘Capitã Marvel‘, disse que trazer alguém de volta dos mortos é uma questão moral e filosófica.



“Espero que esses efeitos não sejam usados de forma irresponsável, pois estamos lidando com a imagem de alguém que não está mais entre nós. Pessoalmente, não quero ver algo que não seja a atuação de uma pessoa em carne e osso.”

Os efeitos de rejuvenescimento através de CGI se tornaram muito populares atualmente, principalmente em filmes do MCU e da saga ‘Star Wars‘. O recurso foi usado até mesmo para reviver atores que já faleceram, como Peter Cushing (1913 – 1994), que teve sua imagem reproduzida em ‘Rogue One‘ (2016).

A Disney também já usou o mesmo recurso para trazer de volta a atriz Carrie Fisher, como a Leia em ‘Star Wars: Ascensão Skywalker‘, após sua morte em dezembro de 2016.

Em entrevista à Net-a-Porter, Letitia Wright revelou que voltar sem Boseman seria estranho.

“Ainda estamos de luto por Chad, então não é algo que eu queira pensar. A ideia de fazer isso sem ele é meio estranha. Estamos apenas sofrendo no momento, então estamos tentando encontrar a luz no meio disso”, revelou.



Vale lembrar que a personagem eventualmente se torna a soberana de Wakanda nos quadrinhos originais.

Em outubro do ano passado, Ryan Coogler assinou o contrato para retornar como roteirista e diretor de ‘Pantera Negra 2‘, depois de sua entrada excepcional no MCU com o filme que arrecadou mais de 1,3 bilhão de dólares no mundo inteiro.

O filme também tornou-se o primeiro do gênero super heroico a ser indicado para a categoria de Melhor Filme no Oscar.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE