Rogue One: Uma História Star Wars‘ foi um sucesso de crítica e público, arrecadando US$ 1,056 bilhão pelo mundo, a partir de um orçamento de US$ 200 milhões.

Acontece que os roteiristas Chris Weitz e Gary Whitta revelaram ao IGN que tiveram medo de um possível fracasso por conta do “título genérico” do derivado.

“Quando o filme foi anunciado, tudo o que o público sabia é que seria um filme de guerra ambientado entre ‘A Vingança dos Sith e ‘Uma Nova Esperança‘… Acho que todo mundo esperava um título dramático, e várias especulações surgiram online.”, disse Weitz. “‘Rogue One‘ foi uma boa escolha, mas confesso que fiquei com medo, porque parecia muito genérico, porque só faz sentido quando você assiste ao filme.”

O roteirista também revelou os títulos alternativos e um deles traria uma referência a Obi-Wan Kenobi.

“Lembro que um dos títulos seria ‘The Dark Times‘ (A Era das Trevas), seria uma referência ao discurso de Obi-Wan Kenobi enquanto ele conversa com Luke em ‘Uma Nova Esperança‘.”

Whitta disse que ‘Rogue One‘ foi escolhido porque queriam um título misterioso e curto, que funcionaria como uma marca registrada dos filmes derivados, como ‘Solo‘.



“Chegamos a cogitar o título ‘Sombra da Estrela da Morte‘, mas era longo e entregava muito da história… Até que pensamos em ‘Rebelião‘. Esses títulos curtos seriam incríveis para uma série de filmes derivados… Quando o roteiro ficou pronto, ficou claro que ‘Rogue One‘ seria a melhor escolha. Quando o público entende o porquê desse título, tudo faz sentido.”

E você, concorda com a opinião dos roteiristas?

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva