Durante uma longa entrevista para a Vanity Fair, o premiado roteirista Chris Terrio falou sobre as dificuldades que passou enquanto trabalhava no roteiro da versão oficial de Liga da Justiça’.

Lançado em 2017, o longa passou por uma série de alterações no roteiro original promovidas por Joss Whedon (‘Os Vingadores’).

Whedon foi contratado pela Warner Bros para assumir o lugar de Zack Snyder, que foi afastado do cargo após o suicídio da filha.

Ao longo desse processo de transição, Terrio confessou que estava se sentindo cada vez mais deprimido.



Ele não mencionou o nome de Whedon diretamente, mas sugeriu que não conseguia mais aturar as exigências do diretor.

“Ser o obrigado a aceitar a reformulação do roteiro foi algo intimidador do início ao fim. Eu passei a última década trabalhando nesses personagens para ver todo o meu trabalho ir por água abaixo, isso me deixou muito mal… ‘O filme que você escreveu simplesmente não é nada’. Essa foi a sensação que eu tive. Doeu. Dói pensar que me importei tanto com esses personagens, sabe? Tipo, eu não fiz nada da vida a não ser me dedicar a este projeto por muito tempo.”

O cineasta disse que só seguiu em frente em respeito ao que Snyder havia iniciado.

“Eu só continuei porque o filme era ideia de Snyder, mesmo sendo uma visão totalmente diferente. Eu devia continuar, apesar da minha dor. Eu Não me sentia no direito de ficar deprimido, porque Zack e Debbie Snyder estavam lidando com uma tragédia familiar e era algo infinitamente mais perturbador do que eu estava passando.”



Mesmo assim, o resultado do novo roteiro foi tão vergonhoso que Terrio quis remover seu nome dos créditos.

“Eu assisti ao filme algumas semanas antes da estreia. Assim que os créditos rolaram, eu fiz uma ligação para o meu advogado e disse: ‘Quero tirar meu nome do filme, é terrível.'”

No entanto, o cineasta vencedor do Oscar pelo roteiro de ‘Argo‘ decidiu não ir em frente com a decisão.

Aproveite para assistir:



Questionado por que desistiu da ação, ele respondeu:

“As edição já estavam finalizadas e os arquivos já haviam sido enviados para distribuição. Eu preferi evitar dar trabalho às pessoas que não tinham nada a ver com isso, pois seria preciso reverter o frete e refazer as cópias, isso podia acabar atrasando a estreia. Eu teria meu nome envolvido em duas polêmicas, como uma delas não podia ser mais evitada, eu deixei rolar. Eu nunca disse nada sobre ‘Liga da Justiça’ desde então, mas o filme não representar o meu trabalho. Eu nem fui convidado para a estreia e nunca quis reassistir aquilo.”

Felizmente, a verdade veio à tona com a estreia do Snyder Cut deLiga da Justiça’.

Após três semanas em exibição na HBO Max, o longa continua reverberando ao redor do mundo e a campanha em prol da restauração do SnyderVerse (#RestoreTheSnyderVerse) segue conquistando muitos adeptos.



E, por hora, a petição criada no site Change.org já ultrapassou a marca de 16 mil assinaturas. Com o objetivo de alcançar 25 mil apoiadores, a campanha tenta chamar a atenção da Warner Bros. para o futuro da ‘Liga da Justiça de Zack Snyder‘, salientando que a franquia ainda possui grandes possibilidades de desenvolvimento.

E não só os fãs apoiam a iniciativa. O astro Jared Leto recentemente comentou sobre a campanha, em um vídeo compartilhado pelo diretor David Ayer em seu Twitter.

Além dele, Joe Manganiello também ponderou o seu desejo de ver a franquia de Snyder sendo resgatada:

Em seu perfil do Twitter, o intérprete de Slade Wilsen/Exterminador, publicou uma imagem inédita do personagem junto com a tag da campanha, demonstrando seu entusiasmo pelo papel.

Confira:


Você acha que o estúdio deveria atender os pedidos ou seguir em frente?

“Na ‘Liga da Justiça‘ de Zack Snyder, determinado a garantir que o sacrifício final do Superman (Henry Cavill) não fosse em vão, Bruce Wayne (Ben Affleck) alinha forças com Diana Prince (Gal Gadot) com planos de recrutar uma equipe de metahumanos para proteger o mundo de uma ameaça iminente de proporções catastróficas. A tarefa é mais difícil do que Bruce imaginou, já que cada um dos recrutas deve enfrentar os demônios de seus próprios passados para transcender o que os impediu, permitindo que se unissem e, por fim, formassem uma liga de heróis sem precedentes. Agora unidos, Batman (Affleck), Mulher Maravilha (Gadot), Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) podem ser tarde demais para salvar o planeta de Steppenwolf, DeSaad e Darkseid e suas terríveis intenções . ”.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva