Star Wars’: Os Últimos Jedi‘ estabeleceu uma nova habilidade Jedi quando Rey (Daisy Ridley) e Kylo Ren (Adam Driver) conseguem se conectar mentalmente em um mesmo ambiente.

Na cena, Luke (Mark Hamill) acaba quebrando o laço entre eles junto com parte de um casebre onde Rey se escondia para se comunicar com o inimigo.

Acontece que, ao contrário do que muitos imaginavam, a cena não foi feita com um cenário gerado por computador, mas com efeitos práticos.

Em seu perfil do Twitter, o diretor Rian Johnson compartilhou um vídeo inédito dos bastidores revelando como a cena foi criada.



Na legenda, ele comemorou o Star Wars Day e escreveu:

Chris Corbould testando o efeito prático que sua equipe criou para ‘Os Últimos Jedi‘. Feliz #maythefourthbewithyou a todos os técnicos incríveis que realizaram coisas como essa ao longo dos anos e aos melhores fãs da galáxia.”

Confira:



Falando nisso, não é segredo que os fãs da saga  ficaram descontentes com a relação amorosa entre Rey e Kylo Ren em ‘A Ascensão Skywalker‘.

Acontece que as sementes dessa relação já haviam sido plantadas em ‘Os Últimos Jedi‘ (o filme anterior), mas de forma mais sutil.

Aproveite para assistir:



Em seu perfil do Twitter, a escritora Sariah Wilson (‘The Friend Zone‘) revelou que conversou com Johnson e ele disse que a conexão entre os dois personagens deveria ser mais romântica.

Em uma das publicações, ela diz que:

“Se alguém questionar se Reylo (Rey+Kylo) foi feito para ser romântico ou não, você pode parar de especular. Rian [Johnson] os via absolutamente como um romance.”

Confira:



Para quem não se lembra, essa conexão surgiu quando Kylo e Rey descobriram que podiam entrar nas mentes um do outro, e a partir daí surgiram diversas teorias nas quais os fãs torciam para que eles formassem um casal.

Em A Ascensão Skywalker, foi revelado que essa conexão era fruto de uma díade formada por eles: uma conexão tão forte que foi capaz de trazer Kylo de volta para o lado luminoso… No entanto, o desfecho acabou sendo bem criticado pelo público.

Lançado em 2019, ‘A Ascensão Skywalker‘ teve o pior percentual de aprovação entre toda a saga, registrando apenas 52% no Rotten Tomatores. Logo atrás vem ‘A Ameaça Fantasma‘ (53%) e ‘O Ataque dos Clones‘ (65%).

Mesmo assim, o desfecho da saga arrecadou US$ 1,058 bilhão pelo mundo, a partir de um orçamento de US$ 275 milhões.

Confira nossa crítica:


Dirigido por J.J. Abrams, o novo filme traz o desfecho da nova trilogia.

Os sobreviventes da Resistência enfrentam a Primeira Ordem mais uma vez no capítulo final da saga Skywalker.

O grandioso elenco conta com Daisy Ridley, Adam Driver, John Boyega, Oscar Isaac, Lupita Nyong’o, Domhnall Gleeson, Kelly Marie Tran, Joonas Suotamo, Billie Loud, Naomi Ackie, Richard E. Grant, Kery Russell e os veteranos Mark Hamill e Billy Dee Williams.

Carrie Fisher também aparece como a General Leia Organa através do uso de imagens nunca antes divulgadas de ‘O Despertar da Força‘.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva