Faz 14 anos desde que Tim Roth chegou ao MCU como intérprete de Emil Blonsky em ‘O Incrível Hulk‘, personagem que acaba se transformando no Abominável.

Depois de enfrentar o Hulk e se sentir humilhado pela derrota, o Abominável permaneceu todo esse tempo escondido, mas o público descobre que ele estava participando de lutas clandestinas, como foi mostrado em ‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis’.

Além disso, ele também fará parte da série da ‘Mulher-Hulk’.

E o astro parece bastante empolgado com a atração, principalmente depois de testemunhar a atuação da protagonista Tatiana Maslany.


Em entrevista para o E.T. Canadá, Roth rendeu elogios à performance da colega de elenco.

Aproveite para assistir:



“Ela é simplesmente incrível. O trabalho dela é realmente de cair o queixo. Quando lhe enviam um diálogo, assim do nada, ela tem uma incrível capacidade de absorver aquilo transmitir tudo para a tela tudo o que estava escrito de um jeito bem convincente. E ela é engraçada. Um dos sinais para reconhecer um bom ator é seu toque cômico e ela tem muito disso.”

Ele continuou, dizendo que improvisou diversas cenas junto com Maslany e Mark Ruffalo, o Bruce Banner.

Maslany e Ruffalo juntos eram muito engraçados, e podíamos improvisar, dependendo de com quem estávamos trabalhando em qualquer dia em particular. Alguns dos diretores com quem trabalhamos estavam prontos para improvisar, e isso foi engraçado, a ideia de improvisar com esses personagens em determinadas situações foi incomum, no mínimo.”


Lembrando que o elenco também conta com Ginger GonzagaRenée Elise Goldsberry e Josh Segarra. A rapper Megan Thee Stallion fará aparições na produção.

Kevin Feige, diretor criativo da Marvel Studios, disse que a série terá 10 episódios com cerca de 30 minutos de duração cada.

Anu Valia entra como co-diretora ao lado de Kat Coiro.

A história é centrada na advogada Jennifer Walters, prima de Bruce Banner que recebe uma transfusão de sangue do Hulk depois de ficar entre a vida e a morte ao ser baleada por bandidos. Por conta disso, ela acaba sofrendo uma transformação, tornando-se a Mulher-Hulk. Diferente do primo, ela consegue manter o controle de sua mente, mas sua aparência humana desaparece permanentemente.

Ao longo dos anos, ela se tornou uma heroína muito respeitada e já fez parte dos ‘Vingadores‘, ‘Defensores‘ e até mesmo do ‘Quarteto-Fantástico‘.


Criada por Stan Lee e John Buscema, ela foi introduzida nas HQ’s da Marvel em ‘The Savage She-Hulk’ #1, publicada em 1980.

Jessica Gao coordena o time de roteiristas.

Segundo o site The Direct, a série trará um aspecto bastante interessante e particular do Universo Cinemático Marvel à vida: a quebra da quarta parede.

As informações idnicam que haverá “diversos momentos” em que Jennifer Walters/Mulher-Hulk (Maslany) irá conversar diretamente com o público. Além disso, acredita-se que Jennifer terá ciência de que é um personagem dentro do MCU.

Vale lembrar que, apesar das similaridades com ‘Deadpool’ (que faz utilização do mesmo recurso nos filmes e nos quadrinhos), Mulher-Hulk não é estranha à quebra da quarta parede, como fez nas HQs The Sensational She-Hulk, de John Byrne, em que constantemente zombava dos heróis e fazia questão de lembrá-los de que “não eram reais”.



Não deixe de assistir: