Antes da estreia de ‘Tenet‘, projeções da Forbes indicavam que o longa deveria arrecadar pelos menos US$ 800 milhões para cobrir seus gastos de produção e divulgação.

Orçado em US$ 200 milhões, o longa gastou mais US$ 180 milhões em marketing, fazendo o diretor Christopher Nolan sentir a pressão da Warner Bros.

Mesmo após uma longa campanha para incentivar o máximo de salas de cinema a permanecerem abertas, Nolan viu seu filme arrecadar apenas US$ 363,7 milhões.

Considerando a pandemia do Coronavírus, até que foi uma marca bastante impressionante, já que nem mesmo as vacinas haviam sido aprovadas, na época.



No entanto, além da bilheteria abaixo do esperado, a Warner também sofreu um prejuízo adicional de US$ 50 milhões para enviar o filme às pressas aos cinemas selecionados, como revelou o Screen Rant.

O lançamento também foi bastante criticado pelo público, já que a maioria condenou a decisão do estúdio por falta de noção ao expor as pessoas ao vírus em ambientes fechados.

Aproveite para assistir:

Vale lembrar que a estreia de ‘Tenet‘ havia sido adiada três vezes entre meados de julho e o final de agosto, quando foi lançado em poucos cinemas no Reino Unido.

Nos EUA, o longa estrelado por John David Washington e Robert Pattinson estreou no mês seguinte, fazendo US$ 9,3 milhões no primeiro fim de semana de estreia.



Ao fim de sua corrida, ‘Tenet fez apenas US$ 58,4 milhões no território norte-americano e US$ 305,2 milhões no mercado internacional.

Confira a sinopse:

“Armado com apenas uma palavra – Tenet – e lutando pela sobrevivência do mundo inteiro, o Protagonista (John David Washington) viaja através de um mundo crepuscular de espionagem internacional em uma missão que irá desenrolar em algo para além do tempo real.

Não viagens no tempo. Inversões”.



 

Comentários

Não deixe de assistir: