‘Blade Runner 2049’: Denis Villeneuve “fez as pazes” com o possível fracasso

‘Blade Runner 2049’: Denis Villeneuve “fez as pazes” com o possível fracasso

COMPARTILHE!

A responsabilidade de reviver um dos maiores clássicos cults dos anos 80 é realmente grande e o cineasta Denis Villeneuve entende o tamanho do peso que dirigir ‘Blade Runner 2049’ traz sobre suas costas.

Mas em uma entrevista concedida ao site The Hollywood Reporter, ele afirmou que está com o coração tranquilo em relação às expectativas, afirmando que ele e um dos protagonistas, Ryan Gosling, chegaram a um acordo quanto à grande pressão de trazer de volta ‘Blade Runner’.

Diz ele que “fez as pazes” com a possibilidade de um fracasso:

“Eu e Gosling fizemos as pazes com a perspectiva de que as chances de um sucesso são bem limitadas. Eu embarquei nessa jornada porque o roteiro é realmente bom e forte, mas independente do que você faça e o quão bom você o faça, a produção sempre será comparada ao seu original, que realmente é uma obra-prima. Então, eu decidi fazer as pazes com isso e a partir do momento que você toma essa decisão, está livre”.

     

Villenueve também disse que dirigir ‘Blade Runner 2049’ foi um dos seus maiores desafios artísticos, considerando a versão original dirigida por Ridley Scott:

“Pegar o universo criado por Ridley Scott e transformá-lo em algo que fosse meu foi uma atribuição muito grande para mim. Mas tive o grande privilégio de receber a benção do diretor, que me deu o maior presente de todos, a liberdade para conduzir a sequência. Ele me disse: ‘o filme é todo seu e eu estarei aqui à disposição para ajudar. Mas se não precisar, estarei distante, te dando espaço’. E honestamente, ele não esteve no set de filmagens, mas sua presença era perceptível o tempo todo, pois eu estava completamente envolvido com seu universo. Então, de um jeito ou de outro, ele estava lá, bem próximo de nós”.


 

Denis Villeneuve revelou recentemente que não tem nenhum apreço tão grande pelo CGI em si, e sua sequência de Blade Runner’ foi para o campo dos efeitos práticos tanto quanto possível. Na verdade, Villeneuve pode contar nos dedos quantas vezes ele usou a famosa tela verde durante as filmagens.

“Sou muito da velha escola. Eu queria ter a chance de fazer o meu ‘Aliens’ [em ‘Chegada’] como animatronics. Eu odeio telas verdes. Isso suga toda a minha energia. Eu fico deprimido. O [Cinegrafista] Roger [Deakins] foi insanamente impressionante, sendo capaz de criar paisagens com truques. Para me foi belo. Acho que posso contar nos dedos quantas vezes eu vi uma tela verde em todos aqueles meses de filmagem. Haverá melhorias com o CG, é claro, mas o máximo possível foi desempenhado in-camera”.

O diretor está em alta, sendo um dos indicados ao Oscar 2017 por ‘Chegada’. Mas antes que ele se mova para dirigir seu projeto de sonho ‘Dune’, ele terá que finalizar a pós-produção de ‘Blade Runner 2049’.

Recentemente, Villeneuve conversou com a revista Variety sobre todos os seus vários projetos e revelou sua filosofia sobre o uso de CGI: “use o mínimo possível”. Ele afirmou que teria feito seus aliens de ‘Chegada’ apenas como bonecos em um aquário, se não fosse tão caro.

Denis Villeneuve, que será o diretor de ‘Blade Runner 2049‘, é tratado como um dos grandes diretores do cinema na atualidade, principalmente depois do que fez em ‘A Chegada‘ no final do ano passado.

Harrison Ford vive novamente o icônico Rick Deckard. Além de Ford, o filme é estrelado por Ryan Gosling, Robin Wright, Ana de Armas, Sylvia Hoeks, Carla Juri, Mackenzie Davis, Barkhad Abdi, David Dastmachian, Hiam Abbass e Lennie James. A produção executiva conta com Ridley Scott, que dirigiu o primeiro filme.

A sequência conta com a direção de Denis Villeneuve, que afirma que “Ridley Scott teve a ideia genial de unir ficção científica com film noir para criar essa visão única da condição humana. O novo ‘Blade Runner’ é uma extensão do primeiro filme”.

A história foi adaptada do romance ‘O Caçador de Androides’ (Do Androids Dream of Electric Sheep?), de Phillip K. Dick.

A estreia acontece dia 5 de Outubro.


Crítica | Annabelle 2 - A Criação do Mal - Vale a pena?



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.