Amy Schumer, Regina Hall e Wanda Sykes vão apresentar a cerimônia do Oscar; Confira o cartaz!

A 94ª edição do Oscar acontece no dia 27 de Março, e foi um longo caminho para encontrar um apresentador, ou no caso deste ano… três.

O Oscar anunciou que as comediantes Amy Schumer, Regina Hall e Wanda Sykes vão comandar a cerimônia, que terá um apresentador pela primeira vez desde que Jimmy Kimmel apresentou em 2018.

Confira o cartaz:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ABC (@abcnetwork)

 

Resolvemos dar uma ajuda para você, nosso querido leitor, em sua jornada para assistir a todos – ou ao menos os principais – indicados desta nova edição do Oscar, que ocorre no dia 27 de março. Separamos para você as plataformas onde os principais filmes indicados podem ser encontrados. Confira abaixo e boa maratona.

Netflix

A pioneira dentre as plataformas de streaming no mundo, e ainda a maior em número de assinantes, a Netflix é também a que possui a maior quantidade de produções relevantes para esta edição do Oscar 2022. São nada menos que 7 longas-metragens e 4 curtas para os aficionados. Confira abaixo.

Ataque dos Cães

O carro-chefe da Netflix este ano no Oscar é este drama western que possui nada menos que 12 indicações, incluindo melhor filme, direção (Jane Campion), ator (Benedict Cumberbatch), três coadjuvantes (Jesse Plemons, Kirsten Dunst e Kodi Smit-McPhee) e roteiro adaptado. A trama narra a vida de dois irmãos muito diferentes, vivendo em Montana no ano de 1925, e as consequências trágicas que aos poucos se desenrolam quando um deles decide se casar. O filme é um forte candidato a sair com a estatueta principal da noite e também de direção – Jane Campion é a única mulher da história com duas indicações ao prêmio de diretora e pode ser a terceira mulher a vencer a estatueta.

Não Olhe para Cima

Não deixe de assistir:

Afetuosamente conhecido como o filme do “negacionismo”, essa sátira mordaz sobre o mundo em que vivemos, no qual até mesmo ameaças à nossa integridade como espécie são questionadas por líderes gananciosos e seus seguidores, tem realização de um verdadeiro especialista no gênero: Adam McKay (A Grande Aposta e Vice). Fora isso, conta com um dos elencos mais recheados de anos recentes, encabeçado pelos astros Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence. Não Olhe para Cima foi indicado para 4 Oscar, incluindo melhor filme e roteiro original.

A Filha Perdida

Drama que marca a estreia da atriz indicada ao Oscar Maggie Gyllenhaal como diretora, A Filha Perdida é baseado no romance da prestigiada escritora italiana Elena Ferrante e chega ao Oscar 2022 com 3 nomeações, incluindo roteiro adaptado pelo própria Gyllenhaal. Fora isso, também temos outro feito impressionante do filme, este é o terceiro longa que indica duas de suas atrizes interpretando a mesma personagem – com nomeações para Olivia Colman e Jessie Buckley dividindo o papel de Leda em fases diferentes da vida.

Tick, tick… BOOM!

Este ano o jovem Andrew Garfield vestiu novamente o uniforme do herói Homem-Aranha e emocionou plateias com seu desempenho em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa. Mas a ótima temporada do ator não terminaria por aí, e por este musical da Netflix, que narra a biografia do compositor e criador de musicais para o teatro Jonathan Larson, Garfield recebeu sua segunda indicação de melhor ator no Oscar. Na trama, sob muita pressão, o sujeito entregou Rent – Os Boêmios, uma das peças mais icônicas de todos os tempos no gênero. O filme marca a estreia do Midas dos musicais no teatro na atualidade, Lin-Manuel Miranda, na direção de um longa.

Mães Paralelas

A mais recente adição da Netflix dentre os filmes que buscam prêmios nas principais categorias foi este novo trabalho do renomadíssimo cineasta espanhol Pedro Almodóvar. Exibido no Brasil na abertura do Festival do Rio, o longa estava programado para sua estreia no streaming logo depois. Porém, com a surpresa de suas indicações ao Oscar – melhor atriz para Penélope Cruz e trilha sonora – Mães Paralelas ganhou sobrevida nos cinemas e estreou, mesmo que brevemente, nas telonas, onde muitos puderam conferi-lo. A história fala sobre duas mulheres bem diferentes, gerando uma forte conexão no dia em que ambas dão à luz a seus bebês na maternidade.

A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas

Embora o domínio na categoria de melhor animação do ano seja da Disney, a Netflix entra firme na disputa com o elogiadíssimo A Família Mitchell… e pode sair com o Oscar. Seria algo inédito para o streaming. A história mostra uma família levando sua filha mais velha para a faculdade, onde ela estudará cinema, e terminam no meio de uma guerra onde as máquinas desenvolvem consciência e começam a atacar os humanos.

A Mão de Deus

Não fosse pelo fato de Drive My Car estar indicado também na categoria principal de melhor filme (além de filme estrangeiro), essa produção italiana do cultuado Paolo Sorrentino teria grandes chances de sair vitoriosa de sua indicação na categoria de produção estrangeira. A história narra a jornada de amadurecimento de um rapaz ao lado de sua família, tendo como pano de fundo a chegada do ídolo Diego Maradona para jogar no time italiano do Napoli.

A Sabiá Sabiazinha

Indicado na categoria de curta-metragem de animação, o filme utiliza a técnica do stop-motion para contar a história de uma passarinha criada como filha de uma família de camundongos, percebendo com o tempo que é diferente deles.

Audible

Na categoria de curta documentário, a Netflix chega com três dos cinco candidatos. Começamos com este que fala sobre um time de futebol americano para estudantes surdos de Maryland. A narrativa acompanha as ansiedades dos jovens sabendo que precisarão em breve enfrentar o mundo.

Onde Eu Moro

Outro curta-metragem documental, o filme de 40 minutos de duração é um recorte de entrevistas emotivas com moradores de rua dos EUA. Um tema de extrema importância humanitária mundial é o assunto destas histórias que formam o curta.

Três Canções para Benazir

Produção afegã sobre o romance de um casal recém-casado vivendo em Kabul, onde o rapaz precisa decidir entre suas obrigações militares ou sua família. O curta, também disponível na Netflix, possui 20 minutos de projeção e está indicado na categoria no Oscar.

Disney Plus

Levando em conta que o estúdio do Mickey possui duas plataformas de streaming, além da Disney+, também a Star+ (para seus filmes mais adultos e violentos), ele é o segundo com maior número de indicações nesta edição do Oscar – mesmo assim ficando atrás da Netflix.

Amor, Sublime Amor

Na Disney+, o carro-chefe é esta superprodução musical dirigida por Steven Spielberg. Os cinéfilos mais experientes sabem muito bem que o novo filme é um remake de uma produção de mesmo gênero bem famosa, que também foi sucesso no Oscar, na década de 1960. Essa história de “Romeu e Julieta” cantada se passa num bairro pobre latino de Nova York, onde gangues de famílias rivais se digladiam e dois jovens se apaixonam. A produção foi indicada para 7 Oscar, incluindo melhor filme, direção para Spielberg e atriz coadjuvante para a novata Ariana DeBose.

Encanto

Como dito, a Netflix pode até ter conseguido emplacar uma produção sua indicada como melhor animação em 2022, mas quem domina a categoria é mesmo a Disney, com nada menos do que três filmes este ano. O primeiro é este Encanto, homenagem do estúdio aos povos latinos, em especial os colombianos. A história passada na Colômbia, fala sobre uma jovem que é a única em sua família que não possui poderes mágicos.

Luca

Em 2021, a Disney tinha em seu objetivo criar animações verdadeiramente globalizadas, contando sobre povos e culturas diferentes. Antes da Colômbia de Encanto, o estúdio resolveu dar uma passadinha na Itália, para em sua Riviera contar sua própria versão infantil do drama adulto Me Chame Pelo Seu Nome (2017). Brincadeiras à parte, a história narra a amizade entre dois meninos no local, sendo um deles um ser marinho disfarçado de humano.

Raya e o Último Dragão

Falar sobre a cultura asiática não é novidade para a Disney. E aqui é exatamente o que o estúdio faz mais uma vez, ao retratar um mundo mágico, onde dragões existem, mas estão quase todos extintos. Raya, a protagonista, parte em missão para encontrar o último deles. O filme é o terceiro da Disney disputando a estatueta de melhor animação em 2022.

Cruella

Sucesso surpresa deste ano, Cruella conta a história de origem de uma das vilãs mais adoradas da Disney, vivida na juventude pela vencedora do Oscar Emma Stone. O filme se comporta com uma versão light e feminina de Coringa (2019), possuindo as mesmas entrelinhas anárquicas. As indicações que o filme conquistou foram para figurino e maquiagem.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis

Por falar em Disney e na cultura asiática, sua parceira Marvel deu o primeiro grande passo nesse sentido com Shang-Chi, uma grande celebração do povo e da cultura do oriente. O filme de super-herói recebeu indicação de melhores efeitos visuais.

Star Plus

O Beco do Pesadelo

Seguimos com a Disney, mas em seu domínio mais adulto. No Star+, o carro-chefe é O Beco do Pesadelo, que ainda não estreou na plataforma, mas promete lançamento para o dia 16 de março – bem a tempo para ser conferido antes da cerimônia do Oscar em 27 de março. Novo trabalho do mexicano Guillermo del Toro, o longa flerta com os gêneros do suspense, do noir e até mesmo do terror, e traz Bradley Cooper à frente de um grande elenco, no papel de um golpista. A obra recebeu 4 indicações ao Oscar, incluindo melhor filme.

Os Olhos de Tammy Faye

O filme que mais faz os cinéfilos se perguntarem onde irão assisti-lo é esta biografia de uma televangelista polêmica que deu a terceira indicação para a talentosa ruiva Jessica Chastain como atriz. E a resposta é: no streaming do Star+. Através de suas redes sociais a plataforma anunciou a estreia exclusiva do drama no Brasil em seu streaming – só não divulgou ainda a data. Espera-se que seja antes do dia 27, para os fãs conferirem a performance nomeada da musa Chastain. Além da atriz, o filme ainda foi indicado para melhor maquiagem.

Free Guy – Assumindo o Controle

Um dos filmes mais adiados dos últimos anos, parte do público já estava perdendo a fé nesta superprodução de alto conceito estrelada por Ryan Reynolds. Mas aí veio a primeira reviravolta quando Free Guy de fato estreou: o filme era bom! E Free Guy foi além ainda descolando uma indicação para melhores efeitos visuais.

Amazon Prime Video

O segundo streaming com maior número de assinantes no mercado, o Amazon Prime Video também colheu algumas indicações para suas produções.

CODA – No Ritmo do Coração

A principal indicação da Amazon foi para esse drama leve, que é pura representatividade para a comunidade surda-muda. Remake do francês A Família Bélier, a produção americana teve ainda mais prestígio, descolando 3 indicações importantes no Oscar: melhor filme, ator coadjuvante (Troy Kotsur) e roteiro adaptado.

Apresentando os Ricardos

Esse lançamento exclusivo da Amazon Prime Video tem bastante cacife. A biografia de uma das Primeiras Damas da TV norte-americana, a humorista Lucille Ball (imortalizada pela série I Love Lucy), e seu tempestuoso casamento com o marido, o cubano Desi Arnaz, é escrita e dirigida pelo mestre Aaron Sorkin, e traz como suas 3 indicações ao Oscar, as performances arrebatadores de Nicole Kidman (Lucy), Javier Bardem (Desi) e J.K Simmons.

Um Príncipe em Nova York 2

Finalizando as indicações da Amazon Prime Video no Oscar, temos esta continuação querida por muitos e odiada por outros. Eddie Murphy retorna na sequência do adorado filme de 1988, com a mentalidade politicamente correta dos dias de hoje. Mas se tem uma coisa que todos concordam é a maquiagem, que infelizmente não foi feita por Rick Baker do original (indicado ao Oscar), mas ainda assim descolou uma nomeação.

HBO Max

Uma das plataformas de streaming que mais cresceram durante a pandemia, após uma reforma estrutural completa, a HBO Max apostou em estreias simultâneas com os cinemas e emplacou inúmeros sucessos. No Oscar 2022 emplacou dois filmes importantes.

Duna

A ficção científica de Denis Villeneuve, baseada num cultuadíssimo livro do gênero, foi um dos maiores sucessos do ano, abraçado por crítica e público. A força do longa foi tanta que Duna descolou 10 indicações ao Oscar – um dos maiores em nomeações do ano. Das 10, as mais importantes são melhor filme e roteiro adaptado.

King Richard – Criando Campeãs

Outro golaço da Warner / HBO Max neste Oscar foi o drama biográfico sobre as tenistas norte-americanas Venus e Serena Williams, ou melhor, de sua família, em especial seu dedicado pai, que as elevou ao patamar onde se encontram. O astro Will Smith entrega um de seus melhores desempenhos no papel do patriarca e descolou uma nomeação – com chances reais de levar a estatueta desta vez. King Richard recebeu um total de 6 indicações, incluindo melhor filme, atriz coadjuvante (Aunjanue Ellis), além da citada de Smith para melhor ator.

Apple Plus

A Tragédia de Macbeth

Quando falamos de um filme em preto e branco que adapta novamente o conto clássico de Shakespeare, isso pode não criar um interesse imediato no espectador. Para os escolados, será apenas mais uma versão, e todo o resto será repelido pela proposta. Mas quando falamos que tal filme tem direção dos irmãos Coen, e é protagonizado por Denzel Washington e Frances McDormand, a coisa muda de figura. O principal lançamento da Apple+ no Oscar 2022 obteve 3 indicações ao Oscar: melhor ator (Washington), direção de arte e fotografia.

Bônus: Mubi

Drive My Car

O filme japonês que surpreendeu com sua indicação na categoria principal estreia em breve nos cinemas brasileiros, e você poderá conferi-lo na telona de sua sala preferida. O negócio é que o filme já foi anunciado pela plataforma de obras cult Mubi, de forma exclusiva. Porém, sua estreia no streaming deve ocorrer apenas depois de sua estadia em circuito comercial, sem uma data anunciada ainda para o streaming. O drama sobre mistérios do passado vindo à tona para um jovem viúvo, obteve 4 indicações importas: melhor filme, diretor (Ryûsuke Hamaguchi), roteiro adaptado e filme estrangeiro.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS