Mel Gibson realmente está mostrando que tem talento de sobra e conhecimento para conceder ótimas produções, além de conseguir a proeza de mixar filmes Blockbusters e adicionar arte. Após o sucesso do polêmico ‘A Paixão de Cristo’ nas bilheterias, ele ressurge com este ‘Apocalypto’, que não fica atrás.

Imagens belíssimas e um ritmo frenético poderiam facilmente transformar a trama em um ótimo filme de ação de verão, mas Gibson vai além. Ele gravou todo o filme com a linguagem Yucateca, original da tribo em que se passa a história, e ainda assim consegue empregar humor, ação e um toque de cinema Hollywoodiano.



Apocalypto conta a história de Jaguar Paw (Rudy Youngblood), um homem que teve sua vida tranqüila abruptamente mudada por uma violenta invasão.
Governantes de um império Maia em declínio insitem que a chave para a prosperidade é construir mais templos e oferecer mais sacrifícios humanos e por isso, Jaguar Paw é capturado e levado em uma perigosa viagem a um mundo governado pelo medo e opressão, onde um terrível destino o aguarda.
Com a ajuda do acaso e guiado pelo amor a sua esposa e família, ele consegue escapar e agora fará uma corrida desesperada para voltar a casa e tentar salvar a tudo o que mais ama.

O roteiro chega a ser bastante autêntico e inteligente, tenta passar de maneira subliminar que encontramos atualmente o mesmo problema que ocasionou a queda do império Maia, e ao mesmo tempo nutre um filme totalmente frenético, com imagens belíssimas, atuações dignas e uma produção espetacular.

 




Crítica por:
Renato Marafon
Site Oficial : —

 

Aproveite para assistir:



 

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva