O Esquadrão Suicida já se tornou o grande sucesso de crítica e público do ano. O filme de James Gunn vem sendo enaltecido pelos fãs e especialistas como o melhor longa do chamado DCEU, o universo estendido da DC Comics no cinema – num total de dez filmes que incluem Mulher-Maravilha (2017) e sua sequência, Batman vs Superman (2016), Shazam! (2019) e Aquaman (2018), por exemplo.

O ano de 2021 marca não apenas o lançamento desta elogiada produção, mas também o aniversário de cinco anos da estreia da primeira versão da história nos cinemas. Esquadrão Suicida (2016), de David Ayer, não foi exatamente um mar de elogios, tanto da crítica quanto dos fãs, mas serviu para introduzir os personagens secundários no subconsciente do grande público e principalmente nos fazer apaixonar pela amalucada Arlequina (além, é claro, de transformar a musa Margot Robbie numa estrela internacional). Tanto que a personagem já apareceu em mais dois filmes e deve voltar em breve para novos rounds.

No entanto, Margot Robbie não foi a primeira escolha para viver a personagem nas telonas. De fato, não foi sequer a segunda ou terceira. Seja como for, ainda bem que a atriz conseguiu a vaga como a personagem, porque hoje não conseguimos imaginar ninguém além da loirinha australiana no papel. Aqui nesta nova matéria iremos propor uma volta no tempo, e revelar 10 Atrizes que há cinco anos quase viveram a Arlequina em Esquadrão Suicida antes de Margot Robbie. Confira abaixo e deixe seu comentário.

Emma Roberts



Embora todas as demais abaixo na lista tenham sido consideradas para viver Arlequina no cinema antes de Margot Robbie, apenas uma foi de fato oferecida oficialmente o papel. E ela foi (incrivelmente) a sobrinha de Julia Roberts e filha de Eric Roberts, Emma Roberts. O fato chama atenção pela atriz miúda não ter, por assim dizer, uma carreira de grande sucesso, elogios em alguma performance ou um filme que qualquer um possa citar. Seja como for, o papel de Arlequina poderia ter mudado tudo isso para a moça. Demonstrando uma decisão não muito sensata, Roberts recusou o convite em prol de atuar na série “falida” Scream Queens, que foi cancelada após duas temporadas.

Rooney Mara

Aproveite para assistir:

Agora mudamos totalmente o rumo da conversa. Ao contrário de Emma Roberts, a morena “dark” Rooney Mara surgiu no mundo do cinema com uma explosão – mesmo tendo pouco tempo de carreira. Isso porque Mara conseguiu muito destaque em seus desempenhos e na escolha de seus projetos. A atriz recebeu logo uma indicação ao Oscar por Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres (2011), de David Fincher, interpretando uma personagem que tem muito de Arlequina, mas num clima bem mais cru e sombrio. Mara ainda receberia uma segunda indicação ao Oscar por seu retrato sofrido e delicado em Carol (2015). No mesmo ano de Esquadrão Suicida, Mara participaria do indicado ao Oscar Lion – Uma Jornada para Casa.

Olivia Wilde



Olivia Wilde mesmo sem ter um grande sucesso para chamar de seu, ainda seria uma escolha mais interessante para Arlequina do que Emma Roberts. A atriz já participou de grandes produções, vide Tron – O Legado (2010) e Cowboys & Aliens (2011), o problema é que elas não foram um grande sucesso. No mesmo ano de Esquadrão Suicida, Wilde foi trabalhar com ninguém menos que Martin Scorsese em sua série Vinyl, da HBO. Porém, o programa não vingou e foi terminado na primeira temporada. Hoje, Wilde se descobriu como diretora de talento, e irá comandar um filme de super-herói feminino para a Sony: A Mulher-Aranha.

Emma Watson

A eterna Hermione da franquia Harry Potter (2001-2011) foi outra das atrizes cogitadas para viver Arlequina nas telonas em sua estreia. Tendo começado sua carreira no cinema bem novinha, Watson ficou inicialmente presa a papeis meigos e comportados (como uma Sandy norte-americana). Aos poucos, de uma forma não muito radical, ela começou a mudar esse estigma com papeis um pouco mais ousados, em filmes como As Vantagens de Ser Invisível (2012), Bling Ring (2013) e no fracasso Regressão (2015). Assim, teria sido interessante vê-la aceitando um papel tão diferente em sua carreira. Na época, Watson seguiu para a segurança do papel de Bela, no live-action da Disney, A Bela e a Fera.

Zooey Deschanel

Existem atrizes que causam um estardalhaço tão grande no mundo do cinema, mas depois simplesmente parecem se afastar por completo dos holofotes. Esse foi o caso com a morena de olhos azuis Zooey Deschanel. Em 2009, o mundo se apaixonou pela atriz graças ao papel de Summer, no irremediavelmente romântico e dolorido 500 Dias com Ela. Depois disso, sua carreira ficou restrita a produções independentes não muito famosas. Mesmo assim, Deschanel foi uma das atrizes cogitadas para ser a Arlequina nas telonas. O que teria sido curioso. À época do lançamento de Esquadrão Suicida, Zooey protagonizava seu maior sucesso, a série New Girl, da Fox, que ficou no ar de 2011 a 2018.

Lily Collins

Outra atriz mignon considerada para o papel da palhacinha do crime foi a filha do cantor Phil Collins, Lily Collins. Mesmo relativamente “sem sal”, digo que ela ainda seria uma escolha mais interessante para a personagem do que a que quase de fato a foi: Emma Roberts. Collins é outra que coleciona mais flops do que sucessos em sua carreira (vide Espelho, Espelho Meu, Sem Saída e Os Instrumentos Mortais), mas ela continua tentando. Ano passado, a atriz atingiu o auge de sua carreira e finalmente estrelou dois sucessos, ambos da Netflix: a série Emily em Paris (que já tem segunda temporada confirmada) e o indicado ao Oscar Mank, de David Fincher.



Mary Elizabeth Winstead

Atriz subestimada, Mary Elizabeth Winstead já esteve inclusive em alguns projetos do gênero quadrinhos no cinema. Em especial destaca-se Scott Pilgrim Contra o Mundo (2010), divertida salada pop de Edgar Wright. Winstead, no entanto, possui uma persona nas telas que se enquadra mais com o tipo durona / emburrada, do que propriamente uma personagem divertida como deve ser a Arlequina. Sendo assim, apesar de talentosa, talvez não fosse a melhor escolha para o papel. Mas Winstead não tem do que reclamar, já que no mesmo ano de Esquadrão Suicida, ela protagonizou o suspense Rua Cloverfield, 10 – um dos pontos altos de cinco anos atrás no cinema. Coincidentemente, Winstead viria a atuar lado a lado com a Arlequina em pessoa (e Margot Robbie a tiracolo) em Aves de Rapina (2020), onde interpretou a Caçadora.

Sara Paxton

Sara Paxton pode ser considerada a atriz menos conhecida desta lista. A jovem loirinha, embora carismática e talentosa, nunca conseguiu transcender ao time A de Hollywood, permanecendo na maior parte de sua carreira nas “sombras” em filmes menores e não muito famosos. Assim, caso fosse escolhida para o papel de Arlequina, ele seria o divisor de águas no currículo da atriz. Dentre os trabalhos mais conhecidos de Paxton está o papel da sereia em Aquamarine (2006), o remake A Última Casa (2009) e o filme de tubarão Terror na Água 3D (2011). Seu último trabalho de prestígio foi o drama político O Favorito (2018), com Hugh Jackman, dirigido por Jason Reitman.

Amanda Seyfried


Por um tempo o nome da atriz Amanda Seyfried esteve ligado à personagem Arlequina como um dos favoritos dos fãs. De fato, Seyfried se encaixa no perfil da personagem e teria sido interessante vê-la maquiada como a insana criminosa. A atriz é dona de uma carreira extensa e já esteve em superproduções e filmes elogiados, sendo os mais marcantes os musicais Mamma Mia e sua continuação, e Os Miseráveis. Apesar de todo o seu crédito no cinema, Seyfried nunca se tornou uma grande estrela, daquelas capazes de arrastar multidões ao cinema somente usando seu nome acima do título em um projeto. Ela é sempre a coadjuvante. Porém, podemos dizer que ela atingiu o ponto alto de sua trajetória ano passado ao ser indicada ao seu primeiro Oscar pelo papel no citado Mank, de David Fincher. Esse ano, porém, se viu levemente em baixa de novo ao protagonizar o “terror” Vozes e Vultos.

Evan Rachel Wood

Fechando a matéria, temos uma atriz que igualmente serviria como uma luva para o papel de Arlequina, em especial por ser uma intérprete de muita coragem. Apesar de seu talento, Evan Rachel Wood ficou mais conhecida por papeis dramáticos e pesados, e nem tanto pelas tiradas cômicas que a personagem exige. Wood começou a carreira bem jovenzinha, ainda menina em filmes como Aos Treze (2003). Em sua filmografia a atriz esteve no musical dos Beatles, Across the Universe (2007) e trabalhou com Woody Allen em Tudo pode dar Certo (2009), por exemplo. Apesar de estar mais acostumada a projetos menores, no mesmo ano de Esquadrão Suicida, Wood daria o maior passo de sua carreira ao protagonizar a série sensação da HBO, Westworld.

Comentários

Não deixe de assistir: