Ainda que Lady Gaga não tenha muitas colaborações ao longo de sua carreira, as poucas parcerias que fecha são simplesmente icônicas – como é o caso do vibrante pop de “Telephone”, ao lado de Beyoncé, ou então do incrível jazz explorado em “Anything Goes”, junto a Tony Bennett.

Hoje (22), Gaga entregou uma das melhores iterações de sua nova era, Chromatica, ao performar ao lado da vencedora do Grammy Ariana Grande na elegante explosão de house-pop e synth-dance intitulada “Rain On Me”. E, para celebrar esse interessante marco em sua carreira, separamos uma singela lista com as melhores colaborações de Gaga.

Confira:


  1. HEY GIRL (feat. Florence Welch)

A era Joanne pode não ter agradado o público de forma geral, apesar de ganhar aclame por parte da crítica especializada – mas, sem sombra de dúvida, explorou um lado bem mais intimista e pessoal da lenda do pop. Com “Hey Girl”, Gaga une-se à icônica Florence Welch para dar vida a uma ballad mid-tempo regada a sintetizadores e rendições impecáveis que vão muito além da estética country-pop do álbum.

Aproveite para assistir:

  1. ANYTHING GOES (com Tony Bennett)

Depois de ser injustamente massacrada pela crítica com o lançamento do subestimado ARTPOP, Gaga resolveu limpar sua imagem ao unir-se com Tony Bennett alguns meses depois de terem realizado um dueto irretocável. O incrível resultado tomou forma com “Anything Goes”, uma música promocional que resgata o classicismo dos anos 1920 e imprime uma identidade refrescante, original e adornada com uma química apaixonante entre os lead singers.

  1. JUST DANCE (feat. Colby O’Donis)

Ainda em 2008, Lady Gaga lançava seu primeiro single oficial – o retumbante e dançante “Just Dance”. Estendendo suas ramificações para o dance-pop dos anos anteriores, a artista invade uma house party caótica e, através de versos bem demarcados, apenas canta sobre dançar. E tudo isso ao lado da adição muito bem-vinda de Colby O’Donis.


  1. VIDEOPHONE (com Beyoncé)

“Videophone” faz parte, na verdade, da fantástica discografia da nossa Queen-B, mas a música não poderia ficar de fora. Misturando elementos do pop comercial com os acordes mascarados do R&B, a track merecia mais atenção do que já tem, visto que caiu no esquecimento nos anos que seguiram seu lançamento. De qualquer forma, a premiadíssima composição é nata do final dos anos 2000 e é um ponto alto da carreira de ambas as artistas.

  1. DO WHAT U WANT (com Christina Aguilera)

Esqueça da faixa que conhecemos de ARTPOP. “Do What U Want” tem uma versão infinitamente melhor que perdeu a chance de se tornar um grande hit comercial por ter sido performada ao vivo apenas uma vez. Na releitura feita por Gaga e Christina Aguilera, o synth-pop é guiado por poderosas vozes que envolvem-se em uma fusão sem precedentes e que funciona do começo ao fim.


  1. THE LADY IS A TRAMP (com Tony Bennett)

Três anos antes de colaborarem no premiado Cheek to Cheek, Tony Bennett e Lady Gaga trabalharam juntos em Duets II: The Great Performances com uma releitura bastante cômica de “The Lady Is a Tramp”. Ainda marcada por sua era Born This Way, Gaga começou a mostrar sua versatilidade identitária com um ícone da música clássica, entregando um fraseamento perfeito do jazz e uma atuação teatral divertidíssima.

  1. RAIN ON ME (com Ariana Grande)

A mais recente música de Gaga é, basicamente, uma das melhores canções do ano. Abusando sem escrúpulos dos sintetizadores propositalmente repetitivos e voltando-se para o house-pop dos anos 1990, a artista é auxiliada pelos vocais de Ariana Grande para dar vida a uma construção futurista, acompanhada de um videoclipe distópico de tirar o fôlego.


  1. DIGGIN’ MY GRAVE (com Bradley Cooper)

Em meio a tantas incursões de enorme sucesso crítico e comercial, “Diggin’ My Grave” pode ter passado despercebido por parte dos fãs. A infusão de country-rock é uma das melhores faixas da trilha sonora de Nasce Uma Estrela, seja pelo fry de Bradley Cooper, pela estrondosa entrega de Gaga ou pelos solos da guitarra e do baixo que se entrelaçam em um bridge de tirar o fôlego.

  1. TELEPHONE (feat. Beyoncé)


“Telephone” é uma das canções mais relembradas da década passada e, até hoje, é considerada uma das melhores do século. Representando o suprassumo da indústria fonográfica ao unir Gaga e Bey alguns anos depois de “Videophone”, a impactante electro-pop coloca dois dos nomes mais poderosos da música em uma matança desenfreada que as liberta através de metafóricos e cínicos versos – e um clipe recheado de referências cinematográficas.

  1. SHALLOW (com Bradley Cooper)

A balada romântica “Shallow” não poderia ficar de fora de nossa lista. Com versos bastante simbólicos que discorrem acerca de aceitação e até mesmo depressão, o dueto entre Gaga e Cooper é o ponto máximo do filme que estrelaram em 2018 – e que levou vários fãs a acreditarem que estavam tendo um caso romântico.

O sucesso comercial e crítico garantiu o primeiro lugar da Billboard para os dois artistas e, com o circuito de festivais, mais de cinquenta prêmios – incluindo dois Grammys, um Oscar, um BAFTA, um Globo de Ouro e um Critics’ Choice Awards. Mais do que isso, a canção carrega consigo um legado empoderador incrível que serviu de inspiração para tantas outras investidas country-pop que viriam mais tarde.

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE