A lista de pré-selecionados ao Oscar 2021 foi revelada nos últimos dias e, apesar de ter sido massacrado pela crítica e ter arrecadado uma fraca bilheteria, a ação Bloodshot está elegível à categoria de Melhor Efeitos Visuais.

O longa, estrelado por Vin Diesel, disputa um lugar na premiação ao lado de títulos como ‘Aves de Rapina’‘Amor e Monstros’‘Mank’‘O Céu da Meia-Noite’‘Mulan’‘O Grande Ivan’‘Soul’‘TENET’ e ‘Bem-Vindo à Chechênia’.

Lembrando que os indicados oficiais serão revelados no dia 15 de março.

Assista à nossa crítica do filme:



Crítica | Bloodshot – Vin Diesel estrela estiloso filme recheado com ação e reviravoltas

Aproveite para assistir:

A adaptação de Bloodshot arrecadou apenas US$ 10.5 milhões em seu primeiro final de semana nos EUA, pois causa da epidemia de Coronavírus, que foi responsável pelo fechamento da maioria dos cinemas do país. No mercado internacional, a produção se saiu um pouco melhor, com US$ 15.1 milhões através de 50 mercados (conquistando o topo em metade deles), totalizando uma estreia global de US$ 25.6 milhões.



O público deu ao longa uma nota B.

 

Uma bala atravessando a cabeça de sua esposa é tudo o que Ray Garrison (Vin Diesel) consegue ver antes de sua morte. Quando acorda, também se torna a única coisa que consegue se lembrar. Garrison não está morto, mas também não está vivo da forma tradicional. Ray acabou sendo utilizado como cobaia para o experimento do Dr. Emil, que substituiu seu sangue por uma nano tecnologia que lhe permite se recuperar de graves lesões. A partir desse momento, Ray Garrison se torna o poderoso Bloodshot, uma máquina de matar que tenta se lembrar de seu passado e buscando vingança por acontecimentos recorrentes em seus pensamentos.

O elenco ainda conta com Eiza Gonzalez, Toby Kebbell, Michael SheenTalulah Riley, Alex Hernandez e Sam Heughan.

Dirigido por Dave Wilson, o longa é baseado nos quadrinho homônimo criado por Kevin VanHook, Yvel Guichet, Don Perlin e Bob Layton.



COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: