Filme assistido durante o Festival de Toronto 2020

Uma vida adulta jogada às traças, ofuscada pela brilhante juventude de um garoto prodígio, The Kid Detective, traz aqui Adam Brody – astro de The O.C. – como um clássico estereótipo de manchild que fora incapaz de trilhar uma jornada adulta excepcional, ainda que sua infância como um perspicaz detetive tivesse sugerido o contrário. Cambaleando entre o vício de álcool e drogas, ele hoje sobrevive em meio aos lamentos de um caso jamais resolvido. E sofrendo pelo misterioso desaparecimento da sua melhor amiga, ele se vê diante de uma nova e peculiar morte, que o levará de volta às suas memórias mais doloridas.

Em alguns aspectos, a construção de The Kid Detective é quase um paralelo metafórico com as famosas estrelas mirins de Hollywood, que atingiram toda a sua glória no auge da infância/adolescência e já na vida adulta testemunham toda a sua popularidade definhar em uma epifania de puro ostracismo. Como se o personagem Abe Applebaum (Brody) fosse um retrato tragicômico de tantos atores que foram da veneração pública ao esquecimento absoluto, o longa – que mescla o drama com a comédia – possui um viés coming of age, que de maneira ardilosa e bem sarcástica, explora o quão difícil é crescer sob os holofotes da pressão e validação alheia.

Uma produção totalmente canadense, a dramédia tem o seu pico mais alto na própria caracterização de Applebaum, por Adam Brody. Fazendo uma pequena mistura ao estilo neurótico e peculiar de Seth Cohen, da clássica série teen The O.C., seu protagonista é uma combinação caricata proposital que funciona e se destaca em meio a um elenco pouquíssimo conhecido pelos cinéfilos em geral. Com uma atuação surpreendente e cativante, o astro é o grande destaque de The Kid Detective, em meio a uma trama que funciona, mas tem suas falhas.

Aproveite para assistir:

Com um viés narrativo que por vezes segue demais o formato mais caricato das produções canadenses, The Kid Detective começa de forma mais lenta e com seu ritmo pouco demarcado. No entanto, a produção consegue crescer de forma mais vertiginosa, à medida que a trama escalona diante da audiência. Com um roteiro híbrido que navega entre a tragédia da vida real e o humor de um protagonista peculiar que teima em não querer assumir as responsabilidades da vida adulta, o longa é grandioso ao saber unir ambos os gêneros – que são tão díspares entre si -, mas peca por muitas vezes dissimular a audiência com a sua trilha sonora original, correndo o risco de até mesmo confundir alguns cinéfilos mais distraídos.

Ainda assim, a dramédia consegue virar seu próprio jogo de detetive, ao fingir levar a audiência para uma conclusão mais óbvia e clichê, apenas para surpreendê-la com um plot twist avassalador e chocante, que traz um gosto profundamente amargo ao humor da trama. Imperfeito, mas poderoso em sua essência, The Kid Detective é um conto tragicômico que usa as pressões sociais como background para um drama, cujo desfecho é como uma inesperada pancada na alma.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE