Existe uma aspereza no humor britânico tão única, que lhe garante um sabor excepcional para um bom amante de comédias. Muitas vezes desconfortável e inconveniente, essa modalidade mais caricata e unapologetic de fazer rir sempre surpreende a audiência, justamente por não seguir a estrutura convencional do humor norte-americano, com o qual estamos mais habituados e que frequentemente prepara o público para as sacadinhas que estão por vir. Essa astúcia cômica – que voa diante dos olhos – se mescla a um quadro de terror sobrenatural em Truth Seekers, nova série original da Amazon Prime Video, desenvolvida e estrelada por Simon Pegg e Nick Frost.

Se tem uma dupla que sabe extrair o mais puro néctar desse tipo de comédia mais caricata e indelicada é justamente Simon Pegg e Nick Frost. Um dos maiores bromances da indústria cinematográfica (lado a lado de Chandler e Joey de Friends), a dupla de melhores amigos nerds é conhecida por trazer a atmosfera do entretenimento britânico para dentro de suas narrativas insanas, que brincam e satirizam com os mais diversos gêneros, flertam com a sanguinolência aqui e acolá e ainda exploram a atmosfera inglesa, com fotografias que realçam a beleza clássica e às vezes bairrista de alguns cantos charmosos da Inglaterra.

Em Truth Seekers, e Pegg e Frost mais uma vez nos hipnotizam, em uma produção que carrega em si uma profunda e complexa mitologia que atravessa os séculos e até mesmo o mundo dos vivos. Apresentando uma trama que explora um grupo de “Caçadores da Verdade” (como o próprio título da série pontua), que perambulam pelas ruas das cidades e vilarejos à procura de manifestações fantasmagóricas, a série reúne a perspicácia cômica da escrita da dupla, à uma vibe fantasmagórica com ares de Os Caça-Fantasmas.



Aproveite para assistir:



Se espelhando neste clássico oitentista para calcar sua narrativa, a série de terror cômico é autêntica em seu próprio desenvolvimento e se sustenta como uma produção original que tem muito a oferecer para a audiência. Sarcástica e ácida, ela traz a essência do clássico humor britânico desconcertante – que nos deixa desconfortáveis em alguns momentos -, mesclando esse alívios humorísticos com cenas cuja dramaticidade é bem alta. Colocando dois gêneros em conflito em uma mesma trama, a produção se torna um deleite ainda maior para quem ama uma comédia mais irreverente e que fuja dos padrões.

Com cenas de terror que até conseguem resultar em pequenos sustos, Truth Seekers é ainda uma deliciosa fusão cultural. Trazendo a temática de almas-penadas e manifestações horripilantes para a era contemporânea, a produção faz aqui o que a versão mais recente de Caça-Fantasmas deveria ter feito em 2016. Se aliando à geração do YouTube, sem tirar suas raízes dos clássicos de terror dos anos 90, a série se insere na era digital dos influencers e youtubers com o auxílio de uma antiga Handycam da Sony, que garante um ar mais assustador e oldschool, se espelhando no pioneiro A Bruxa de Blair.

Trazendo uma sucessão de referências da cultura POP que vão de Friends a neoclássicos do terror, a série original tem suas falhas, deixou alguns pequenos furos de roteiro salpicados em um episódio e outro, mas é sólida e consistente. Com uma mitologia que permite uma expansão gigantesca da trama, Truth Seekers é fruto de um delicioso e equilibrado hibridismo artístico, possui episódios curtos e com sua dinâmica em tela funcionando bem do começo ao fim, tem potencial para um futuro ainda mais desbravador e tragicômico.



Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE