Filho de um médico, Fernando Meirelles sempre viajou desde sempre para diversos lugares. Quando adolescente, seu pai o presenteou com uma filmadora, daí nasceu seu amor pelo cinema. Cursou Arquitetura e Urbanismo na USP. Após alguns trabalhos já dentro do audiovisual, no final da década de 90, Fernando ganhou o livro Cidade de Deus e resolveu produzir e dirigir o filme baseado na obra se tornando um longa-metragem impactante na história da filmografia brasileira de todos os tempos. Daí em diante sua carreira como cineasta decolou e em 2005 realizou sua primeira produção internacional, o Jardineiro Fiel.

Meirelles é um dos cineastas brasileiros mais conhecidos internacionalmente, com direito até uma indicação ao Oscar de Melhor Direção. Hoje, ele faz 66 anos e resolvemos indicar alguns dos ótimos filmes dele.

 



Cidade De Deus

Aproveite para assistir:

Talvez a Obra-Prima da carreira de Meirelles, um filme que ficará marcado na memória de todos os cinéfilos e cinéfilas que já o assistiram, uma impactante produção do nosso audiovisual. Em 2002, chegou aos cinemas de todo o Brasil, Cidade de Deus, adaptado do livro homônimo de Paulo Lins. No filme conhecemos a trajetória da Cidade de Deus, desde a década de 60 até o início dos anos 80. Pelas histórias de personagens moradores da região, vamos vendo histórias que levaram o lugar a ser considerado uma das regiões mais violentas do Rio de Janeiro.

 



O Jardineiro Fiel

Um dos filmes de maior orçamento de todas as produções de Meirelles até hoje (25 milhões de dólares), e seu primeiro longa-metragem internacional do currículo, O Jardineiro Fiel é baseado no romance homônimo do escritor britânico (que tem muitas obras sobre espionagem) John le Carré. Na trama, conhecemos um diplomata britânico que trabalha em Nairóbi, no Quênia, que decide investigar as razões do assassinato de sua esposa, uma ativista de direitos humanos. O filme foi indicado a quatro Oscars, vencendo na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (Rachel Weisz).

 

Ensaio sobre a Cegueira

No ano de 2008, Meirelles trouxe para as telonas a adaptação homônima da obra do vencedor do prêmio Nobel, José Saramago, Ensaio sobre a Cegueira. Rodado no Brasil, no Canadá e no Uruguai, o filme nos mostra uma epidemia conhecida como cegueira branca atinge uma cidade. A mulher de um médico é a única pessoa que ainda consegue enxergar. Ela vai para um abrigo com seu marido cego e encontra outras pessoas na mesma situação que a dele. O elenco é muito bom, nomes como: Julianne Moore, Mark Ruffalo, Gael García Bernal, Danny Glover, Sandra Oh e Alice Braga enchem a tela de emoção.



 

Dois Papas

Uma igreja que se casa com uma era ficará viúva na próxima era. Dois Papas é um contratempo do pensar, dois dos maiores artistas de suas gerações, o tango vs pretzel, tudo isso envolto em suposições de dias de diálogos entre duas mentes completamente diferentes mas que amam o mesmo Deus. Indicado em algumas categorias no Globo de Ouro e no Oscar, essa produção Netflix é um leve filme, onde nos diálogos a magia acontece.

 


Domésticas

Baseado na peça Domésticas de Renata Melo, conhecemos cinco personagens que são grandes mulheres batalhadoras. Todas têm sonhos distintos mas vivem a mesma realidade: trabalhar com empregada doméstica. O filme percorreu muitos festivais pelo Brasil e também foi exibido no Festival de Roterdã.

 

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: