Muitos podem não saber, mas o diretor Darren Aronofsky chegou muito perto de fazer sua própria trilogia do Batman, antes mesmo de Christopher Nolan. Rumores indicavam que sua versão excluía Alfred, trocando-o por um sistema computadorizado.

O projeto nunca saiu do papel, mas o diretor falou sobre o assunto:

“Eu amo filmes de super-heróis. Eu cheguei muito perto de fazer alguns, mas simplesmente acabaram não dando certo.”

Quando perguntado quão próximo ele chegou de fazer ‘Batman: Ano Um‘, Aronofsky respondeu:

“Eu e Frank Miller trabalhamos em alguns roteiros. Eu acho que a versão do Nolan era exatamente o que o estúdio queria. Acredito que a minha versão era bem mais arriscada. Eventualmente, eu pude fazer ‘Fonte da Vida’, que era o filme que eu realmente queria fazer. Eu apenas escolhi ir atrás disso.”

Apesar do futuro do Cavaleiro das Trevas estar incerto, a DC está desenvolvendo não só um, mas sim dois filmes do Coringa. Uma das versões será estrelada por Joaquin Phoenix, e suas filmagens devem começar entre setembro e novembro deste ano.



Além disso, o plano é lançar um novo selo chamado de DC Dark ou DC Black. O site afirma que isso faz parte de uma mudança de estratégia da Warner após o péssimo resultado de Liga da Justiça nas bilheterias.

O longa contará com o orçamento de US$ 55 milhões, valor relativamente baixo.

Aproveite para assistir:

 

Comentários

Não deixe de assistir: