Quem acompanhou a série ‘Power Rangers’ nos anos 90 deve se lembrar de uma versão mais animalesca do vilão Goldar.

No entanto, aqueles que foram ao cinema assistir o reboot se depararam com uma versão bem diferente e coberta com ouro.

Para explicar a escolha peculiar, o diretor Dean Israelite conversou com o site ComickBook e explicou que o objetivo era dar um destaque maior ao personagem, tirando-o das extremidades:

“Eu quis levá-lo a outros patamares, sempre voltando à mitologia que estamos criando. E nela, a Rita tem o controle de tudo aquilo que a cerca. Considerando esse poder de dominar os elementos que estão ao seu redor e criar coisas a partir deles, vemos ela montar seus exércitos naquilo que está diante dela na ocasião. E como a trama do filme se passa nesta mina de ouro, nós pensamos que seria lógico Goldar surgir a partir disso”.

Israelite também revelou que a escolha da matéria prima de Goldar é fruto do visual orgânico projetado para o filme:



“Honestamente, nós temos visto este vilão com aspecto de gárgula por muitos anos, desde o início da produção e eu quis criar a própria linguagem e estética do filme dos Power Rangers. E você consegue perceber que nos Zords e até mesmo em Zordon existe um design orgânico, bem vivaz, com uma vertente biomecânica”.

Lord Zedd pode ser o vilão de ‘Power Rangers 2’ – saiba mais!

‘Power Rangers 2’ pode ser CANCELADO após fracasso nas bilheterias 

Aproveite para assistir:

Crítica | Power Rangers



 

 

Comentários

Não deixe de assistir: