‘Duna: A Irmandade’: Mark Strong é confirmado no elenco da série derivada!

Através do Instagram, diretor Johan Renck anunciou que já foram iniciadas as gravações de ‘Duna: A Irmandade’ (Dune: The Sisterhood), série derivada da adaptação de Denis Villeneuve.

Na publicação, ele confirmou a escalação do ator Mark Strong (‘Shazam!’, ‘Lanterna Verde’) ao marcá-lo junto com o elenco confirmado.

No entanto, ainda não há detalhes sobre o papel que o astro irá desempenhar na atração, já que Renck apenas escreveu:

“Neste dia, começamos a filmar ‘Duna: A Irmandade‘ para a HBO Max. Através de uma trama que ocorre milênios antes da história que todos vocês conhecem, descemos ao coven que um dia será chamado de Bene Gesserit. Diga comigo: ‘Não devo temer. O medo é o assassino da mente. O medo é a pequeno morte que traz a obliteração total’.”

Confira:

Emily WatsonShirley Henderson e Indira Varma estrelam a produção. Travis Fimmel (‘Vikings’), Sarah-Sofie Boussnina (‘A Colônia’), Shalom Brune-Franklin (‘O Turista’), Faoileann Cunningham (‘O Homem do Norte’), Aoife Hinds (‘Normal People’) e Chloe Lea (‘Foundation’) também fazem parte do elenco.

Diane Ademu-John entra como criadora, roteirista, co-showrunner e produtora executiva, enquanto Alison Schapker também será co-showrunner e produtora executiva. O vencedor do Emmy Johan Renck irá dirigir os dois primeiros episódios.

A história de ‘Duna: A Irmandade‘ se passa 10 mil anos antes dos eventos do filme, abordando duas irmãs Harkonnen entre os perigos e disputas políticas da saga espacial. A origem da irmandade Bene Gesserit também será explorada.

Por enquanto, a série ainda não tem previsão de lançamento.

Não deixe de assistir:

Lembrando que o primeiro filme, que já tem a sequência confirmada, está disponível no catálogo da HBO Max!

Crítica | Duna – Denis Villeneuve corresponde às expectativas?

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS