O filme mais caro da história da Netflix, ‘Alerta Vermelho‘, já se tornou um sucesso entre os assinantes do streaming. Mas a produção tem sido alvo de uma grande polêmica entre usuários do Twitter, que encontraram um erro grotesco envolvendo a geografia do Brasil.

Em um determinado momento do longa, que é estrelado por Dwayne Johnson, Gal Gadot e Ryan Reynolds, um dos protagonistas descobre as coordenadas de uma relíquia histórica que há anos estava procurando.

De acordo com a trama, seguindo a latitude e a longitude que aparecem na tela, as coordenadas indicariam que o objeto em questão estaria em uma província no norte da Argentina.

No entanto, o marcador na verdade aponta para uma região no sul do Brasil, dando a entender que tal província argentina ficaria dentro do nosso país.



O erro de localização geográfica não passou despercebido e muitos usuários do streaming chamaram a atenção.

Confira algumas das reações:

Aproveite para assistir:



O longa é escrito e dirigido por Rawson Marshall Thurber (‘Arranha-Céu’).

Na trama, quando a Interpol emite o alerta vermelho – um pedido global de busca e apreensão dos criminosos mais procurados do mundo – é hora de o melhor investigador do FBI, John Hartley (Dwayne Johnson) entrar em cena. A caçada vai colocá-lo no meio de um ousado plano de assalto, forçando-o a se unir ao golpista Nolan Booth (Ryan Reynolds) para capturar a ladra de obras de arte mais procurada do mundo, ‘O Bispo’ (Gal Gadot). Esta grande aventura vai levar o trio ao redor do globo, passando por pistas de dança, uma prisão isolada, pela selva e, o pior de tudo, constantemente um na companhia do outro. O elenco estelar conta ainda com Ritu Arya e Chris Diamantopoulos. Dirigido e escrito por Rawson Marshall Thurber (Central de Inteligência, Arranha-Céu: Coragem sem Limite) e produzido por Hiram Garcia, Dwayne Johnson e Dany Garcia, da Seven Bucks Productions, por Beau Flynn, da Flynn Picture Co., e pela Thurber’s Bad Version, Inc., Alerta Vermelho é um elegante jogo de gato e rato ao redor do globo. 



COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: