A cada nova plataforma de streaming surgida no mercado, a proposta é oferecer conteúdo inédito e de qualidade para poder rivalizar com as líderes: estas sendo a Netflix e a Amazon, respectivamente. A Disney+ chegou com os dois pés na porta, garantindo produções do maior estúdio da atualidade que engloba além das queridas animações, os filmes e séries da Marvel (a maior e mais confiável fonte de rentabilidade do cinema atual), o universo da LucasFilm (Star Wars e Indiana Jones) e sucessos recentes em live-action (Cruella, Mulan, Malévola e O Rei Leão).

Com a mesma intenção de fazer frente neste segmento para lá de competitivo, a HBO Max estreou tirando do ar o antigo aplicativo da casa, a HBO Go. A reformulação veio à altura, mesclando as produções do canal a cabo (cuja ênfase são seriados que ainda mantém favoritismo do público em questão de qualidade e aceitação, vide Game of Thrones, Família Soprano, Westworld, True Detective e os recentes Big Little Lies e Mare of Easttown), com os acervos da Warner e DC, desde blockbusters, clássicos de várias décadas passadas e animações. Mas a grande jogada da HBO Max, aproveitando a pandemia em que cinemas se mantiveram fechados em grande parte do mundo ou funcionando à toque de caixa, foi definir um acordo em que todos os lançamentos da Warner no ano estreassem de forma simultânea nas salas de cinema e na sua própria plataforma.

Aqui, no entanto, nessa nova matéria, não iremos abordar esta questão. Iremos focar em filmes disponíveis na plataforma da HBO Max que não tiveram um lançamento nos cinemas brasileiros e que em sua maioria estão sendo exibidos pela primeira vez de forma inédita no país através do novo streaming da praça. A maioria, produções prestigiadas com grandes nomes envolvidos. Ou seja, dicas imperdíveis para você desfrutar no conforto de sua casa, direto da HBO Max. Confira abaixo.

Let Them All Talk



Começamos com um filme que não possui título em português, por ser uma produção original da HBO Max – mas que seria algo do tipo “Deixe Todos Falarem”. E escolhemos este para abrir a lista de indicações pelo motivo de se tratar do mais recente longa de ninguém menos do que o monstro onipresente e tesouro do cinema mundial, Meryl Streep. Lançado em dezembro de 2020, o filme tem direção do prestigiado vencedor do Oscar Steven Soderbergh. Na história a recordista de indicações ao Oscar, Streep, interpreta uma autora buscando esquecer o passado traumático e para isso embarca numa viagem ao lado das amigas (papel da duas vezes vencedora do Oscar Dianne Wiest e da indicada Candice Bergen) e do sobrinho (o jovem indicado ao Oscar Lucas Hedges). Falta tarimba a este drama cômico? Não falta.

Confinamento

Essa é fresquinha. Outra produção original da HBO Max, este romance cômico e criminal foi lançado no início de 2021 – o que o faz um dos mais recentes lançamentos no acervo da plataforma. E sua qualidade moderna está em perfeita sintonia com os tempos pandêmicos – o que tanto o título em português quanto o original (Locked Down) demonstram. Quem comanda o show são dois astros igualmente não estranhos ao maior prêmio da Academia. Anne Hathaway (vencedora do Oscar por Os Miseráveis) e Chiwetel Ejiofor (indicado ao Oscar por 12 Anos de Escravidão) vivem um casal em vias de separação, precisando conviver juntos mais um tempo após o confinamento atingir o Reino Unido. Assim, tirando proveito da situação, a dupla decide realizar um roubo a uma joalheria. Coisa boba. A direção é de Doug Liman (No Limite do Amanhã).

Superinteligência

Aproveite para assistir:





Lançado em novembro de 2020, esta mistura de comédia romântica e ficção científica é uma estreia exclusiva e original da HBO Max, ou seja, chega agora ao Brasil com exclusividade para os assinantes da plataforma. Quem impulsiona o longa é a comediante sensação Melissa McCarthy, em mais uma das produções dirigidas pelo marido Ben Falcone. A dupla contribuiu juntos nas comédias Tammy, A Chefa e Alma da Festa. E este ano entregaram para a Netflix Esquadrão Trovão. O casal está fechando projetos com todas as grandes plataformas, e aqui sobra para a HBO Max. Na trama, uma inteligência artificial que sai de controle, com a voz de James Corden, está dividida entre destruir ou salvar a humanidade. Tudo vai depender de sua análise sobre a personagem de McCarthy, uma mulher comum em busca de um romance.

Nem um Passo em Falso

Aqui temos filmes de todos os gêneros, para todos os gostos. Para os que curtem obras mais sérias e sombrias, essa é a pedida. Outro longa de Steven Soderbergh, que vem se tornando prata da casa da HBO Max, trata-se de um thriller criminal com fortes elos com o neo clássico Os Suspeitos (1995), de Bryan Singer. Igualmente, um grupo de criminosos é escalado para um trabalho que parecia simples. Porém, quando a coisa sai totalmente fora do controle, eles precisam se unir para descobrir o que estava por trás de sua contratação e missão. Encabeçando o elenco estelar, o vencedor do Oscar Benicio Del Toro, Don Cheadle, Jon Hamm, David Harbour e Brendan Fraser. O filme estreou há pouquíssimo tempo e fez seu debute em junho no Festival de Tribeca.

O Comediante

Por falar em Festival de Tribeca, aqui temos um filme protagonizado por seu idealizador, um dos astros mais renomados e importantes de Hollywood, Robert De Niro. Ao contrário dos demais até agora na lista, O Comediante é um filme um pouco mais antigo, e completa 5 anos de seu lançamento em 2021. No entanto, o filme se manteve inédito no Brasil durante todo esse tempo, e no mundo, após passar em alguns festivais, estreou praticamente apenas nos EUA. Com uma premissa para lá de interessante, o filme traz De Niro no papel de um comediante stand-up decadente e envelhecido. Acontece que seu repertório era baseado no politicamente incorreto e em insultos, algo muito em voga, digamos, nos anos 90. Assim, ele precisa se reinventar, ao mesmo tempo em que inicia uma amizade com uma garçonete vivida por Leslie Mann.

O Clube dos Meninos Bilionários

Filme de 2018, igualmente inédito nos cinemas brasileiros, este longa sofreu um bocado nas bilheterias por um simples, porém, derradeiro motivo: a participação do “maldito” Kevin Spacey como um dos chamarizes. Para termos uma ideia, quando explodiram suas acusações de assédio vindas de várias fontes, a produção de Todo o Dinheiro do Mundo, de Ridley Scott, achou por bem remover o ator do filme e adicionar o saudoso Christopher Plummer em seu lugar. E este foi lançado em 2017. O Clube… estreou no ano seguinte, e optou por deixar Spacey no elenco, o que custou muito para seu marketing. O filme estreou apenas em 12 cinemas dos EUA, e fez pouquíssima bilheteria graças a isso. Muita gente boa, em especial os jovens promissores do elenco, sentiram o baque. Gente como Ansel Elgort, Taron Egerton, Emma Roberts, Billie Lourd e Jeremy Irvine. Ah sim, não ajuda a trama apostar em playboys inescrupulosos na década de 80 como chamariz, mesmo que na forma de crítica ao comportamento.



An American Pickle

Outra produção exclusiva da HBO Max, lançada em 2020, que chega agora para os brasileiros. Comédia insana protagonizada por Seth Rogen, um especialista neste tipo de filme, o ator vive um imigrante trabalhando numa fábrica de picles nos EUA que, após um acidente ao cair num dos tonéis, termina conservado por 100 anos sem envelhecer, voltando à vida numa Nova York moderna e se vendo totalmente como o típico peixe fora d’água. A ótima Sarah Snook, da elogiada série da casa Succession, coprotagoniza.

A História Pessoal de David Copperfield

Cria do Festival de Toronto, esta produção de 2019 também chega ao Brasil sem ates ter passado pelos cinemas daqui e de grande parte do mundo. Dono de um visual muito chamativo de cores, figurinos e direção de arte, a proposta é reimaginar o clássico literário de Charles Dickens sobre um jovem órfão que consegue prosperar na vida, se tornando um ilustre cidadão, apesar de todas as dificuldades impostas a ele. Quem interpreta o protagonista é o indiano Dev Patel. E o elenco conta ainda com nomes de peso como Tilda Swinton, Hugh Laurie (Dr. House) e Gwendoline Christie (Game of Thrones).

O Jardim Secreto


Por falar em reimaginação de clássicos, aqui temos a reinterpretação de uma obra literária de teor infanto-juvenil lançada em 1911. O material fonte é um dos mais queridos da literatura, tendo ganhado diversas adaptações ao longo dos anos, com a primeira datando de 1949. Uma das mais famosas é a versão da Warner de 1993, com Maggie Smith no elenco. Agora, a mais recente roupagem desta história muito querida dos fãs é parte do acervo da HBO Max, num filme lançado em 2020, inédito no Brasil. A história fala sobre uma menina enviada para viver com o tio, após a morte dos pais, tentando se adaptar em sua mansão e descobrindo no local, entre outras coisas, um jardim secreto. No recente longa, o chamariz é a presença de Colin Firth.

Armas em Jogo

O eterno Harry Potter, Daniel Radcliffe, foi por muitos anos prata da casa da Warner, sendo uma de suas galinhas dos ovos de ouro mais valiosas. Após o fim da série de enorme sucesso, o jovem ator resolveu apostar nos mais variados tipos de filmes subversivos, que o transformaram em tudo, desde um sujeito amaldiçoado com chifres, o corcunda Igor de Frankenstein, em galã de comédia romântica e até mesmo um cadáver durante um filme inteiro. Aqui, neste longa de 2019, ele não para com a “esquisitice” e protagoniza nesta história ultra pop com clima de videogame na pele de um sujeito que tem armas presas nas mãos. Imagine Edward Mãos de Tesouras e troque as tesouras por armas de fogo.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva