Com todo mundo em casa durante boa parte de 2020, o público brasileiro teve a oportunidade de conferir diversas produções nacionais novas, muitas das quais estavam previstas inicialmente para estrear nos cinemas e acabaram indo direto para as plataformas de streaming. Confira agora o que rolou de melhor no audiovisual brasileiro neste ano:

11 – ‘M-8: Quando a Morte Socorre a Vida’ (cinema)

Premiado no Festival do Rio 2019, o aguardado ‘M-8’ estreou no final do ano nos cinemas brasileiros trazendo uma linha narrativa voltada no protagonista Mauricio (Juan Paiva), único estudante preto num curso de Medicina e que vive um embate por perceber que os corpos utilizados para pesquisa e teste na faculdade são corpos pretos como ele.



10 – ‘Alice Júnior’ (filme, Canal Brasil/NOW/Netflix)

Um dos melhores títulos juvenis lançados esse ano tem como protagonista uma menina trans que passa a estudar em um colégio católico e tem que lidar com os preconceitos e as divergências nesse novo universo. Através da comédia, o filme debate inclusão, direitos e sexualidade.



9 – ‘Reality Z’ (série, Netflix)

E se durante um reality show ocorresse uma invasão zumbi no mundo exterior, contaminando a todos e isolando os participantes da casa, que ficariam sem saber o que está acontecendo? Misturando aventura, terror e comédia, a série de zumbi nacional da Netflix alcançou bom ibope ao divertir o público de maneira despretensiosa.

Aproveite para assistir:



8 – ‘Sob Pressão: Plantão Covid’ (série, Globoplay)

Embora com apenas dois episódios especiais abordando a pandemia que assolou o mundo nesse ano de 2020, a série conseguiu novamente se superar, carregando emoção e veracidade às situações fictícias, aproximando os espectadores do mundo enfrentado pelos profissionais da saúde – esse ano mais do que nunca.

7 – ‘Desalma’ (série, Globoplay)



A sombria série ‘Desalma’ chamou a atenção dos espectadores por trazer uma leitura de Brasil mais sinistra. Situada em uma cidade do interior do sul do país, a trama de ficção ao mesmo tempo trabalha ocultismo e bruxaria e a cultura escandinava em solo brasileiro.

6 – ‘As Five’ (série, Globoplay)

O primeiro spin-off da série de sucesso ‘Malhação’ chegou para chocar e se desgarrar por completo do aspecto inocente apresentado no horário vespertino em rede nacional. Nos seis episódios, temas como sexo e sexualidade, emprego e liberdade são abordados de forma aberta e mais realista no grupo das cinco amigas de São Paulo.


5 – ‘Coisa Mais Linda’ (série, Netflix)

A 2ª temporada da série ‘Coisa Mais Linda’ fez valer cada dia de espera. Girando o eixo da história de Malu (Maria Casadevall) para Adélia (Pathy Dejesus), a trama ganhou espaço geográfico, saindo da clássica zona sul e subindo o morro, mostrando que a realidade das mulheres ali era bem diferente das socialites da ponte Rio-São Paulo.

4 – ‘Pacarrete’ (cinema)

Embora tenha participado dos festivais em 2019, ‘Pacarrete’ estreou nas salas de cinema em 2020, já na fase de reabertura das salas. Baseada numa história real, a trama é centrada numa senhora, de nome Pacarrete, que quer fazer uma apresentação de balé para o aniversário da sua cidade, Russas, mas os moradores a consideram maluca e excêntrica. De muita sensibilidade, o filme debate a relevância da cultura para uma sociedade que não dá importância aos seus próprios moradores e sua própria história.

3 – ‘Babenco – Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou’ (cinemas/NOW)

Escolhido pela academia brasileira para ser o representante nacional na corrida por uma indicação ao Oscar 2021, o filme tem estrutura documental e registra poeticamente os últimos momentos de vida do diretor portenho-brasileiro Hector Babenco. É também o primeiro trabalho de direção da atriz Bárbara Paz.

2 – ‘AmarElo – É Tudo Pra Ontem’ (documentário, Netflix)

Produzido e assinado pelo cantor Emicida, o documentário – que estreou em dezembro na Netflix – rapidamente alcançou o posto de favoritos do ano na lista de muita gente, incluindo alguns dos críticos daqui do CinePOP. Gravado em novembro de 2019 no Theatro Municipal de São Paulo, o filme ultrapassa a música e faz um retrato da importância da cultura preta para a formação do Brasil.

1 – ‘Bom dia, Verônica’ (série, Netflix)

Uma das séries mais comentadas e buscadas no Google, agradou espectadores, críticos e celebridades. Comandada pela investigadora Verônica (Tainá Müller), os oito episódios da primeira temporada abordam a violência contra a mulher no ambiente doméstico e no trabalho. Se você ainda não assistiu, corre ver, porque a série já está ganhando diversos prêmios e a temporada de premiações internacionais ainda vai começar!

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva