A 92ª edição do Oscar foi marcada de surpresas e momentos emocionantes. Além da vitória quase completa de ‘Parasita’ nas principais categorias da premiação, a compositora Hildur Guðnadóttir quebrou o “recorde” da Academia em que uma mulher ficou sem levar a estatueta de Melhor Trilha Sonora.

Guðnadóttir já vinha sido aclamada nas outras premiações, tendo levado para casa um Globo de Ouro, um Grammy e um Critics’ Choice. Agora, a artista germano-islandesa completou o ciclo ganhando o Oscar por seu incrível trabalho em Coringa – apenas a quarta mulher a ser condecorada na categoria e a primeira desde 1997.

“Para as garotas, para as mulheres, para as mães, para as filhas, que ouvem a música borbulhando, por favor falem. Precisamos ouvir suas vozes”, ela disse em seu discurso.

O longa-metragem também levou para casa o prêmio de Melhor Ator para Joaquin Phoenix.

Assista à nossa crítica do filme:

Aproveite para assistir:

 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE