Embora a Secretaria de Cultura do Reino Unido tenha rejeitado os fatos apresentados na 4ª temporada da aclamada série original da Netflix, ‘The Crown‘, alegando que tudo deva ser absorvido como uma grande ficção, a gigante do streaming segue provando o contrário.

Coincidentemente após a publicação do jornal Daily Mail, a plataforma de streaming compartilhou um novo e pesado vídeo, intitulado Diana: Em Suas Próprias Palavras.

O material em questão reúne parte das fitas originais da Princesa Diana, em que ela confere detalhes de todo o abuso psicológico e emocional que sofreu ao longo do seu período diretamente vinculado à Coroa.



As gravações de áudio, que já foram apresentadas em diversos documentários, trazem Diana revelando o comportamento abusivo de Charles, que a traiu com Camilla Parker-Bowles ao longo de todo o seu casamento com a princesa.

No vídeo compartilhado pela Netflix, Diana confere detalhes gráficos do instante em que confrontou a amante do esposo sobre a relação que ambos mantinham. A princesa vai ainda mais além e relata pontualmente a resposta dissimulada da Camila e como ela justificou sua conduta, afirmando que a realeza já tinha tudo nessa vida e que o caso extraconjungal era a única coisa que lhe restava.

Aproveite para assistir:



Assista ao vídeo:

Entenda o caso

A série traz detalhes de como era a frágil e sofrida união matrimonial entre o casal real e segundo o showrunner Peter Morgan, a produção buscou se ater aos fatos ao máximo possível.

Mas para o secretário de Cultura do Reino Unido, Oliver Dowden, a história não seria essa. Em uma entrevista ao site Daily Mail, ele ponderou que a Netflix deveria deixar claro que tudo não passa de uma bela ficção:



“É uma obra de ficção lindamente produzida, então como acontece com outras produções de TV, a Netflix deveria deixar claro no começo que não passa disso. Sem esse aviso, eu temo que uma geração de espectadores que não viveu para testemunhar esse eventos venha a confundir fato com a ficção”.

De acordo com a publicação, existe uma crescente preocupação em relação à imagem do Príncipe Charles, que passa a maior parte da temporada maltratando e traindo a esposa com a Camilla Parker-Bowles. Aparentemente, um amigo próximo de Charles teria dito:

“É quase sinistro que Peter Morgan esteja usando um leve entretenimento para propagar um agenda republicana e as pessoas não conseguem enxergar isso. Elas foram atraídas nas primeira temporadas, até que elas já não conseguem ver que estão sendo manipuladas. É uma propaganda altamente sofisticada”.

O ciclo leva o público para os anos 80 e traz Elizabeth (Olivia Colman) batendo de frente com a primeira-ministra Margaret Thatcher (Gillian Anderson), enquanto o príncipe Charles (Josh O’Connor) entra em um tumultuado casamento com Lady Diana Spencer (Emma Corrin).



Olivia Colman (Rainha Elizabeth II), Tobias Menzies (Príncipe Philip) e Helena Bonham Carter (Princesa Margaret) retornam.

Baseada na premiada peça de teatro ‘The Audience‘, a produção conta a história dos bastidores do início do reinado da Rainha Elizabeth II, revelando as intrigas pessoais, romances e rivalidades políticas por trás dos grandes eventos que moldaram a segunda metade do século 20.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE