Com um doce toque de despedida já pairando no ar, Supergirl retorna com sua 6ª e última temporada sem tempo a perder. Recuperando o seu fôlego rapidamente, o episódio inaugural retoma os fatos do ciclo anterior com dinamismo e ritmo, trazendo uma eletrizante sequência de abertura que rapidamente arrebata o público. E caminhando com intensidade para mais um novo capítulo do entrave entre Lex Luthor e Kara Danvers, a produção original do Warner Channel acelera o seu passo e entrega a sua última e já saudosa abertura de temporada para os fãs que viveram esse pequeno grande universo desde 2015.

Supergirl — “Rebirth” — Image Number: SPG520A_0439r — Pictured: Melissa Benoist as Supergirl — Photo: Dean Buscher/The CW — © 2021 The CW Network, LLC. All Rights Reserved.

E os ânimos estão aflorados, logo na estreia. Com o mundo correndo risco nas mãos de um dos vilões mais amados/odiados do universo dos quadrinhos, Supergirl e seu time de aliados ficam diante de uma forte ameaça digna de final de série. E com a trama se elevando rapidamente em poucos minutos, o episódio Rebirth entrega uma sequência de cenas de ação energizadas, que nos surpreendem em meio à reviravoltas que seguem até o instante final do capítulo.

E em Rebirth, Jon Cryer mais uma vez se diverte em cena. Se apropriando da figura vilanesca de Luthor, ele ainda chega no auge do seu personagem, em um momento performático em que dança e se vangloria de sua própria soberba e poder – da forma mais egocêntrica possível. E em meio a intensos confrontos diretos com a heroína, já percebemos a série se desdobrar de forma ainda mais vasta em seus vindouros capítulos finais, prometendo uma temporada cheia de tretas ainda maiores, pautadas também por conflitos emocionais que devem se prolongar até os últimos episódios.

Supergirl — “Rebirth” — Image Number: SPG520A_0286r — Pictured: Jon Cryer as Lex Luthor — Photo: Dean Buscher/The CW — © 2021 The CW Network, LLC. All Rights Reserved.

Com as cenas de ação se intercalando com momentos mais sóbrios e regados por aquela mesma dramaticidade que já vimos no passado entre os personagens, a série honra as nossas expectativas logo de cara e anuncia um reinício enérgico e cativante. Com Kara travando uma batalha ainda mais pessoal nessa reta final, Supergirl está de volta com o que promete ser uma jornada memorável e ainda mais regada por emblemáticas lutas girl power.



Assista ao trailer:

Aproveite para assistir:

Criada por Ali Adler, Greg Berlanti e Andrew Kreisberg, a série originalmente era exibida pela CBS, mas trocou de canal após o segundo ciclo, fazendo parte do catálogo da CW e entrando oficialmente para o Arrowverse.

Durante a destruição de Krypton, a pequena Kara Zor-El é enviada à Terra com o objetivo de proteger o primo Kal-El (Superman), que ainda bebê também é um dos sobreviventes da destruição de seu planeta natal. Durante o percurso, a nave de Kara se desvia da rota original e acaba em um planeta onde o tempo não passa. Aos 12 anos seu primo, que já havia se tornado o Superman, a resgata e entrega-lhe aos cuidados de uma família de amigos cientistas, os Danvers. Kara Danvers cresce como uma criança normal (ou quase isso) e, aos 24 anos, trabalha como assistente de Cat Grant na CatCo Worldwide Midia, sem que ninguém suspeite de seus superpoderes. Um dia, sua irmã adotiva, Alex, está em um avião que sofre uma pane e começa a cair. Kara, que sempre se deu muito bem com a irmã, decide salvá-la com a ajuda de seus superpoderes, Depois disso ela descobre que a irmã na verdade trabalha para o D.E.O. e junta-se à organização, dividindo-se entre a vida de assistente e de Supergirl.



O elenco conta com Melissa Benoist, Chyler Leigh, Mehcad Brooks, Katie McGrath, Jesse Rath, Nicole Maines, David Harewood e Azie Tesfai.

Não deixe de assistir: