Ranking | Da PIOR à MELHOR produção do ‘MonsterVerse’

Iniciado em 2014, o MonsterVerse é um dos poucos universos compartilhados do cinema que realmente deram certo, virando uma verdadeira máquina de dinheiro. Além de resgatar monstros gigantes icônicos do cinema, como Godzilla, Kong e o Ghidorah, a saga dos titãs nas telonas parece cada vez mais aberta ao absurdo e à diversão descompromissada.

Com o lançamento de Godzilla e Kong: O Novo Império, o CinePOP rankeou as produções do MonsterVerse, da pior à melhor, incluindo a série do Apple TV+ e o novo filme. Confira!

Godzilla II: Rei dos Monstros

Fosse pelo elenco de peso, que incluía a jovem Millie Bobby Brown no auge de Stranger Things, ou pela quantidade espetacular de monstros clássicos prometidos nos trailers, Godzilla II: Rei dos Monstros havia despertado a curiosidade dos fãs. Porém, nem mesmo o visual incrível de criaturas lendárias dos cinemas, como Ghidorah, Rodan e Mothra, foi o bastante para salvar essa bomba. Apesar de ter essa turminha da pesada interagindo e destruindo tudo por onde passavam, o filme deu mais atenção para um insuportável e desinteressante drama humano ao longo de mais de 2h. Acabou se mostrando uma grande e chata decepção.

Godzilla

Dirigido por Gareth Edwards, Godzilla foi o pontapé inicial desse universo cinematográfico. Com a proposta de revitalizar o ícone dos monstros para a atualidade, esse longa foi conduzido como uma mistura de ação com ficção científica. Para isso, o estúdio convocou um diretor que era praticamente indie na época, mas que havia feito um excelente trabalho brincando com escalas em seu projeto anterior. E seu grande mérito é justamente esse. Ele esconde o Godzilla ao máximo, criando no público a expectativa para vê-lo em tela. O problema é que isso acaba reduzindo o tempo de tela do monstro, que quase não é visto, ficando à sombra do drama desinteressante de um jovem militar ausente de carisma. É uma boa ficção, mas poderia ser melhor.

Godzilla e Kong: O Novo Império

Praticamente um ‘Kong 2’, esse longa acompanha o gorila gigante mais famoso dos cinemas levando sua vida longe do contato humano, na Terra Oca. Depois que um monstro ancestral o humilha e consegue chegar à superfície, Kong vai precisar da ajuda de seu inimigo mortal, o Godzilla, para tentar deter essa ameaça comum. Apostando na diversão total e na destruição em massa de cartões-postais do mundo, o diretor Adam Wingard conseguiu explorar ao máximo os poderes dos titãs que estão no título, promovendo uma aventura de arrancar risadas e perder o fôlego, sendo uma experiência de pura diversão nas telonas. Infelizmente, o núcleo humano volta a ser um problema, chegando a ser meio incômodo em certos momentos.

Monarch – Legado de Monstros

Não deixe de assistir:

Lançada no finalzinho de 2023, essa série original do Apple TV+ tem um trunfo espetacular, que é ter seu protagonista vivido por pai e filho em diferentes épocas. O Coronel Lee Shaw é vivido por Kurt Russell e Wyatt Russell nas décadas de 2010 e 1950, respectivamente. Focada no Godzilla e sua relação com a criação da organização Monarch, a série acompanha paralelamente um grupo de cientistas tendo os primeiros contatos com o ‘Zilla’ nos anos 50 e dois irmãos que estão atrás do pai em 2015, após o ataque do Godzilla no filme de 2014. O núcleo do século XX é muito mais interessante, mas a série sabe trabalhar bem a ficção, o mistério e a aventura de seus personagens, além de trazer monstros inéditos para esse universo.

Kong: A Ilha da Caveira

Primeiro filme do MonsterVerse a abraçar de vez a aventura em vez da ficção, Kong: A Ilha da Caveira é um espetáculo. Na trama, um grupo de cientistas e militares vão para a Ilha da Caveira resgatar soldados e colher uma substância que só existe lá. O núcleo humano é conduzido por Tom Hiddleston, um mercenário, e uma fotojornalista interpretada por Brie Larson. Em meio aos mistérios e criaturas monstruosas da ilha, a dupla tenta sobreviver e acaba encontrando o Kong, guardião do povo local. Cheio de situações de tirar o fôlego, o longa é esteticamente instigante e narrativamente agradável de acompanhar, já que os humanos têm dramas que importam de verdade e são carismáticos, além do protagonista, o Kong, ser incrível.

Godzilla vs Kong

Em primeiro lugar no ranking, Godzilla vs Kong conquistou até mesmo o público que não é tão voltado aos filmes de monstros gigantes. Também dirigido por Adam Wingard, o longa equilibra perfeitamente a participação dos humanos, que é reduzida para dar prioridade a uma série de lutas de monstros gigantes pulverizando prédios, cidades e até mesmo lutando em mar-aberto, com o Godzilla no mar e o Kong em um porta-aviões. É uma aventura realmente divertida e caótica, sendo o auge do MonsterVerse. Um sucesso total!

E aí, concorda com o ranking? Diga nos comentários!

Godzilla e Kong: O Novo Império está em cartaz nos cinemas.

Mais notícias...

Pedro Sobreirohttp://cinepop.com.br/
Jornalista apaixonado por entretenimento, com passagens por sites, revistas e emissoras como repórter, crítico e produtor.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS