Faltam sete dias para o ano de 2020 (finalmente!) acabar e começa agora aqui no CinePOP nossos balanços sobre tudo que aconteceu nesse ano muito louco. E, olhando bem, dá para fazer uma retrospectiva de 2020 com os filmes mais comentados nesses doze meses. São filmes maravilhosos ou muito ruins, ou que simplesmente causaram algum burburinho e, no futuro, vamos lembrar que comentamos sobre eles esse ano. Quais desses fizeram parte do seu ano?

1 – ‘Parasita’ (cinema)



O filme sul-coreano estreou nos cinemas brasileiros em novembro de 2019, mas foi no início de fevereiro que ele se consolidou mundialmente ao abocanhar quatro Oscars, incluindo quatro dos principais: Melhor Filme, Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Roteiro Original e Melhor Diretor.

2 – ‘Sonic’ (cinema)

O zum zum zum do live action de ‘Sonic’ começou bem antes da sua chegada às telonas – na verdade, começou no dia em que o trailer foi divulgado e o público caiu no pau dizendo que o porco-espinho mais famoso dos games havia ganhado uma estética esquisita. De lá pra cá a Paramount refez as cenas do Sonic com uma nova estética e o filme acabou surpreendendo e agradando a todo mundo que foi assistir láááá em fevereiro, quando ainda não sabíamos o que estava por vir.

Aproveite para assistir:



3 – ‘Aves de Rapina’ (cinema)

O aguardado filme solo da Arlequina gerou grande expectativa, mas não arrastou as multidões para as salas de cinema – seja porque era um filme girl power (o que gerou o descontentamento de muitos nerds por aí), seja porque a execução do filme dividiu a opinião de críticos e do público.



4 – ‘Um Lugar Silencioso 2’ (em aguardo)

A continuação do sucesso de John Krasinski estava programada para estrear em março, nosso editor-chefe Renato Marafon foi na premiere mundial nos Estados Unidos e… ficou por isso mesmo. Na semana que o filme ia estrear, o mundo virou um lugar silencioso de verdade. Agora o filme está programado para estrear em 2021.

5 – ‘A Menina Que Matou os Pais / O Menino Que Matou Meus Pais’ (em aguardo)



Os filmes dividiram opiniões desde que foram anunciados, por contarem a história do caso real de Suzane Von Richthofen que, com a ajuda do namorado e do irmão deste (os irmãos Cravinho), mandou matar os próprios pais. Programado para março, cada um dos filmes contaria um ponto de vista dos acusados, mas, embora não tenha chegado a estrear nos cinemas, continuou causando pelas redes sociais. Ficou para 2021 também.

6 – ‘O Poço’ (Netflix)

Possivelmente o primeiro longa que todo mundo viu lááááá no início da pandemia, na primeira semana, e imediatamente chegou (e ficou) como o filme mais visto da Netflix por muito tempo. Fez muita gente repensar a própria gula e o consumo desenfreado de alimentos.


7 – ‘365 DNI’ (Netflix)

Um dos filmes mais polêmicos do ano, seja pela sua temática (um bonitão que sequestra uma bonitona, que se apaixona por ele), seja pelas cenas de sexo um bocado realista demais. Muita gente viu, detonou, comentou, e ele continua até hoje entre os mais vistos da Netflix.

8 – ‘Mulan’ (DisneyPlus)

Desde que foi anunciado o live action de ‘Mulan’, os fãs da princesa guerreira espernearam nas redes sociais por causa do corte de pontos chave do desenho animado da Disney. Aí os cinemas fecharam, o filme não conseguiu estrear, a Disney ficou numa sinuca e resolveu estrear o filme direto na sua plataforma de streaming, o Disney+ – causando nova polêmica, pois na época a DisneyPlus não estava disponível no mundo inteiro.

9 – ‘O Inferno de Gabriel’ (Passionflix)

Milhões de leitores no mundo inteiro aguardaram a estreia desse filme – e não se decepcionaram. Em 2020 a plataforma Passionflix estreou três filmes inspirados nos livros da franquia, que fez com que os fãs passassem literalmente o ano inteiro esperando para se apaixonar pelo novo filme do romance entre Prof. Emerson e Julia.

10 – ‘Black is King’ (Disney+)

Em um ano em que as lutas pela igualdade racial e social tomaram as ruas no mundo inteiro, ‘Black is King’, dirigido pela cantora Beyoncé para a Disney+, se tornou símbolo de uma narrativa visual preta empoderada, afro-referenciada e orgulhosa de si.

11 – ‘A Liga da Justiça: Snyder Cut’ (HBO Max)

O filme, claro, ainda não estreou, mas foi neste ano de 2020 que os fãs da DC tiveram a boa notícia de que a HBO/Warner iria liberar a versão o Zack Snyder para o seu ‘A Liga da Justiça‘. A expectativa está alta e a estreia está programada para 2021 na plataforma HBO Max, que ainda não está disponível no Brasil.

12 – ‘Scooby! O Filme’ (aluguel sob demanda)

Desde que foi anunciado as origens da amizade entre Scooby e Salsicha, os geeks ficaram em polvorosa, mas, numa dolorosa decisão, a Warner optou por lançar o filme direto nas plataformas de aluguel sob demanda. O filme é lindo, e se tornou um desses que todos nós teríamos adorado ver nas telonas.

13 – ‘Tenet’’ (cinema)

Christopher Nolan chiou até não poder mais, dizendo que queria porque queria que seu ‘Tenet’ entrasse nas grades de cinema. Entrou, mas o público não foi. E os que foram, não entenderam. Aí o filme causou prejuízo (posto que esperava-se arrecadar muito) e agora Nolan culpa o público, por não ter ido ver seu filme, e à produtora, por não ter feito milagre e por agora decidir lançar tudo no streaming dela. Taí uma discussão que rendeu o ano inteiro.

14 – ‘Bob Esponja: O Incrível Resgate’ (Netflix)

Sucesso há anos na tv, o anúncio de um novo filme do morador mais famoso da Fenda do Bikini trouxe felicidade para os fãs, mas, diante da impossibilidade de estrear nas telonas, o filme foi direto para a Netflix e, mesmo trazendo Keanu Reeves como participação especial, a espera pelo filme foi melhor do que o resultado final.

15 – ‘The Batman’ (em produção)

Ok, esse filme não estreou em 2020, mas foram tantas novidades divulgadas sobre ele esse ano, que não dá para pensar em 2020 sem pensar em ‘The Batman’: no início das gravações, nas primeiras imagens de Battinson, na interrupção e na retomada das filmagens e, claro, naqueeeele primeiro trailer divulgado na DC Fandome. Fala a verdade, foi ou não foi o melhor momento de agosto?

16 – ‘Convenção das Bruxas’ (cinema)

O anúncio de um remake do clássico de terror juvenil ‘Convenção das Bruxas’ trouxe expectativa e temor aos fãs da versão cult, e, depois de muito aguardo, o filme chegou aos cinemas com a maioria das salas do mundo ainda fechadas, deixando um gostinho amargo para quem tanto esperou. Quem viu, não gostou muito; quem não viu, ficou desejando ter podido ver.

17 – ‘Borat 2’ (Amazon Prime)

Ninguém esperava por esse filme, mas ele veio e foi uma das melhores coisas desse ano. Borat voltou, no meio da pandemia, para jogar na cara da sociedade a hipocrisia que rege o governo estadunidense e, bom, o de outros países também.

18 – ‘Babenco – Alguém Precisa Ouvir o Coração e Dizer: Parou’ (cinemas)

O longa documental de estreia de Bárbara Paz na direção, sobre os últimos dias de vida do marido – o diretor Hactor Babenco – foi eleito o filme que irá representar o Brasil na corrida por uma indicação ao Oscar 2021.

19 – ‘Mulher-Maravilha: 1984’ (cinema)

Depois do enorme sucesso do primeiro filme, os fãs da DC aguardaram com a expectativa lá em cima pelo segundo filme. Gal Gadot e Patty Jenkins vieram ao Brasil na CCXP e o hype foi lá em cima; os cinemas fecharam, o filme ganhou várias novas previsões de estreia e, fechando esse ano louco de 2020, chegou aos cinemas brasileiros e levou 500 mil espectadores em seu primeiro final de semana…

É verdade que ninguém conseguiria adivinhar como seria esse 2020. Mas, daqui a um tempo, quando revermos esses filmes dessa lista, sempre lembraremos um pouquinho de como estávamos em 2020 por conta desses filmes que nós assistimos – ou não – durante esse ano.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva