Personagem é figurinha recorrente no universo da DC Comics mas ainda é pouco conhecido do público

A ala de personagens mágicos da DC é muito ampla e tem bases bem fincadas, ainda assim ela tradicionalmente tende a não ser tão explorada quanto os grupos que orbitam a Liga da Justiça; no entanto isso pode estar para mudar. Recentemente Pierce Brosnam foi confirmado como o Senhor Destino em Adão Negro, futuro filme a ser protagonizado por Dwayne Johnson.

Mesmo que o nome do ex-007 para o papel do feiticeiro tenha sido uma surpresa, positiva diga-se de passagem, a noção de que o personagem estaria na obra não foi; isso porque, em 2020, durante o evento da DC Fandome foram reveladas artes conceituais para Adão Negro. Em uma delas é possível ver os membros da Sociedade da Justiça da América, sendo um deles o Senhor Destino.



Isso por si só é muito interessante, pois a Sociedade da Justiça foi o primeiro grupo de fato dos quadrinhos lançado em 1940. Criada pelo Gardner Fox o grupo não só introduziu o conceito do crossover como se conhece hoje mas também foi responsável por criar dois dos membros do super grupo: o Gavião Negro e o Senhor Destino.

Enquanto que o primeiro tem suas origens muito fincadas no antigo Egito, o segundo já é um pouco diferente. Senhor Destino foi criado também em 1940 durante a revista Fun Comics #61, integrando assim o período da Era de Ouro dos quadrinhos. Sua origem remonta a uma exploração conduzida pelo arqueólogo Sven Nelson junto a seu filho Kent que acaba por descobrir a tumba do deus sumério Nabu, senhor do conhecimento.

Aproveite para assistir:

Senhor Destino marcou presença durante a Era de Ouro dos quadrinhos

Nesse local a dupla encontra um sarcófago que, ao interagir com os visitantes, libera um gás venenoso que mata Sven. O desolado Kent então se vê frente a frente com o próprio Nabu que se apieda do jovem e lhe concede seu elmo, que por sua vez é a fonte do seu poder. De cara é possível conferir que a origem dele, segundo Fox, compartilha dos elementos que muito faziam sucesso com outras origens de heróis da época: a morte de um ente querido, o chamado inesperado para o heroísmo, uso aberto de elementos fantásticos.

O diferencial para histórias como as do Superman é que o Senhor Destino tinha seu pé fincado em elementos abertamente mágicos e bem estruturados em termos de regra e mitologia própria. Prova disso era que, por mais simples que pudesse soar, o personagem estava inserido em um grupo maior conhecido como Lordes da Ordem cuja responsabilidade era justamente manter a ordem no universo enquanto que oposto a eles haviam os Lordes do Caos. Mostrando que desde cedo já havia um sistema simples mas eficiente de dualidade como regra.



Essa questão de dualidade também é muito interessante e enriquece o herói no sentido de que ela está diretamente ligada a fonte dos seus poderes. O assim chamado Elmo do Destino (ou Elmo de Nabu) ao ser colocado pelo indivíduo concede os poderes místicos do deus sumério porém ele também desencadeia a possessão do hospedeiro pela própria divindade cujo objetivo é manter a ordem no universo.

Mesmo que essa não seja uma ideia que remonta ao material original e só foi introduzida em histórias posteriores, a questão do conflito pessoal eterno entre o que o portador quer e o que o elmo deseja abre margens para tratar o Senhor Destino não como mais um super herói pura e simplesmente mas como um ser muito poderoso que deseja manter a ordem mas que internamente vive em conflito.

A dualidade promovida pelo Elmo de Nabu torna o personagem bem interessante

Além dos quadrinhos, o personagem já fez participações especiais em outras mídias sendo a mais famosa no clássico desenho da Liga da Justiça de 2001. Suas participações geralmente abriam o leque para que outros integrantes da ala mágica da editora também pudessem participar tais como a feiticeira Zatanna, o demônio Etrigan além dos vilões Morgana Le Fay e seu filho Mordred.

Logo, a presença confirmada de Kent Nelson em Adão Negro pode indicar sim uma ambição da Warner em começar a introduzir o lado do ocultismo tão forte na DC Comics; além do que em um futuro próximo o projeto da Liga da Justiça Sombria (equipe que reúne os principais ocultistas) deve vir a ser realizada após diversos adiamentos. 

 

Comentários

Não deixe de assistir: