A Novelização de ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker‘ confirma que o Imperador Palpatine (Ian McDiarmid) visto no filme era mesmo um clone do vilão original, que teve seu corpo destruído ao cair no reator da Estrela da Morte.

No entanto, as versões iniciais do roteiro iriam mostrar o Lorde Sith com uma aparência ainda mais grotesca.

Durante uma entrevista para o TV Line, Neal Scanlan, supervisor de efeitos e maquiagem da Lucasfilm disse que o corpo do vilão estaria desmembrado e sua mente permaneceria ativa através de um suporte tecnológico.

“Um dos artistas conceituais trabalhou em diversos esboços de Palpatine, e [o diretor] J.J Abrams gostou muito de uma versão desmembrada do Imperador. Ele era mantido vivo através de um suporte tecnológico que conectava sua mente ao corpo, era bizarro. Por muito tempo, esta seria a versão final, mas achamos que seria muito trabalhoso explicar tudo isso em apenas um filme. Depois achamos que o público precisava rever o Imperador como o conheciam, de fato. Também fizemos questão trazer Ian [McDiarmid] de volta ao papel.”

Antes da estreia, McDiarmid admitiu ao Digital Spy que achou que nunca mais iria interpretar o vilão, já que então ele estava morto.



“Eu pensei que ele estava morto! Ele é jogado no reator da Estrela da Morte por Vader e havia sido atingido pelos próprios raios. Quando terminamos as gravações, eu perguntei a George [Lucas] se ele iria voltar, mas ele me disse: ‘Não, Palpatine está morto’. É claro que eu não imaginava que faríamos a trilogia prequel, na época… E mesmo assim, eu reprisei o papel quando ele ainda era o Chanceler e não havia sido revelado como um Lorde Sith… Na linha do tempo, ele continuava morto. Então, quando J.J. Abrams me ligou, eu fiquei sem palavras.”

Anteriormente, o astro conversou com o Comic Book e revelou qual foi sua reação ao receber a proposta de dar vida ao Lorde dos Sith em mais um filme da saga.

Aproveite para assistir:



“Foi uma grande surpresa quando recebi um e-mail de J.J. Abrams pedindo para conversar comigo. Assim que eu enviei meu número de telefone, ele me ligou, dizendo: ‘Estamos pensando em trazer o Imperador de volta. O que você acha da ideia?’ Eu fingi que estava calmo e respondi: ‘Parece uma ótima ideia!’ Mas eu estava gritando por dentro e não queria que ninguém percebesse minha ansiedade. Foi um momento incrível.”

O veterano disse que sonhava em retornar ao papel há muito tempo, então Abrams nem precisou convencê-lo sobre a ideia.

Abrams achou que precisava me convencer, mas a verdade é que eu amo esse personagem. Ele me disse: ‘Bom, seria ótimo finalizar a trilogia com o vilão que deu início a toda essa história’. E eu não poderia concordar mais.”

Abrams também falou sobre o impacto de ressuscitar o personagem e como seu retorno foi essencial para a conclusão da história.

“Quando você percebe o quão importante ele ainda é para a saga, seria estranho deixá-lo de fora. Ele não apareceu nos dois primeiros filmes [da atual trilogia], mas ele é essencial. Queríamos contar uma nova história, mas não seria possível concluí-la sem abordar temas, ideias e personagens que vimos antes.”

Assista nossa crítica:



O grandioso elenco conta com Daisy RidleyAdam DriverJohn BoyegaOscar Isaac, Lupita Nyong’o, Domhnall GleesonKelly Marie TranJoonas SuotamoBillie LoudNaomi AckieRichard E. GrantKery Russell e os veteranos Mark Hamill e Billy Dee Williams.

Carrie Fisher também aparecerá como a General Leia Organa através do uso de imagens nunca antes divulgadas de ‘O Despertar da Força‘.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE