Ainda é inacreditável, e ainda é muito dolorido. Parece que não é verdade, mas hoje, 28 de agosto de 2021, completa um ano da morte do querido ator Chadwick Boseman. Foi em um fim de noite de uma sexta-feira que o mundo foi surpreendido pelo anúncio de seu falecimento, aos 43 anos de idade, em decorrência de um câncer de cólon diagnosticado em 2016, que o ator vinha tratando há quatro anos e não resistiu mais, falecendo em sua própria casa, nos EUA. Um ano se passou, e ainda não conseguimos encontrar palavras que sejam suficientes para falar de tão importante ator. Em sua homenagem, vamos relembrar a trajetória e o legado de Chadwick Boseman.

Início de carreira

Chadwick Boseman nasceu no estado da Carolina do Sul e começou a carreira com uma participação especial na série ‘Parceiros da Vida’ (Third Watch). Ele também realizou pequenos papéis nas séries ‘ER’ e ‘Law and Order’.



No cinema

O talento do ator rapidamente foi notado, e os papéis no cinema começaram a aparecer. Foi nessa trajetória que ele participou do longa ‘42: A história de uma lenda’, em que interpreta um jogador de baseball da liga nacional dos negros estadunidenses. Em 2019, fez um detetive de Nova York em ‘Crime Sem Saída’, e, em seguida, fez ‘Marshall: Igualdade e Justiça’, em que interpreta o primeiro juiz negro daquele país. Em 2020 estreia seu primeiro filme solo com a Netflix, ‘King‘.

Aproveite para assistir:

James Brown



Em 2015 Chadwick ganhou uma importantíssima missão: interpretar nos cinemas a lenda do soul James Brown. Chadwick se dedicou tanto em honrar a biografia do cantor, que no ano seguinte sua vida mudou para sempre com novas oportunidades.

Pantera Negra e Marvel

Foi em ‘Capitão América: Guerra Civil’ que Chadwick aparece pela primeira vez como T’Challa, herdeiro do trono de Wakanda. Neste filme, o personagem perde o pai em um atentado e, por isso, se torna o rei T’Challa. Depois, ele volta a dar vida ao rei de Wakanda nos dois filmes finais daquela sequência do MCU: ‘Vingadores: Guerra Infinita’ e ‘Vingadores: Ultimato’. No meio disso, Chadwick deu vida e voz ao filme solo do ‘Pantera Negra’, que se tornou um dos filmes de entretenimento mais importantes do mundo, pois, mais do que falar de ficção de heróis, o longa se tornou um símbolo de orgulho e resistência das pessoas pretas ao redor do mundo.

Spike Lee

Destacamento Blood’ foi o último longa gravado com Chadwick e estreou na Netflix em 2020. Dirigido por Spike Lee, o filme fala de um grupo de veteranos que retorna ao Vietnã para resgatar os restos mortais do seu líder. No longa Chadwick já aparece bem, bem magro.



28 de agosto de 2020

Com uma postagem em preto e branco em sua conta oficial no Twitter, a família Boseman confirmou ao mundo o falecimento do ator, em sua casa, cercado pela família. Na postagem, a família contava sobre o diagnóstico do câncer em estágio 3 que, mesmo após intenso tratamento, evoluiu para o estágio 4. O ator nunca antes havia falado publicamente sobre a doença que enfrentava. A postagem tem até hoje mais de 7 milhões de curtidas e mais de 157 mil comentários.

A Voz Suprema do Blues


O último filme lançado com a participação do ator é, também, um dos seus maiores papeis: nele Chadwick faz o trompetista insubordinado Levee Green, que constantemente bate de frente com a metodologia da cantora Ma Rainey, interpretado por Viola Davis. Indicado pela própria Netflix para concorrer ao Oscar, infelizmente Chadwick não levou a estatueta na categoria de Melhor Ator, perdendo para Anthony Hopkins por seu papel em ‘Meu Pai’. Apesar disso, a trajetória do longa rendeu diversas premiações póstumas ao ator, como o Globo de Ouro e o Critics Choice Awards de Melhor Ator. Nas ocasiões, Chadwick foi representado virtualmente por sua esposa por conta da pandemia, e ela sempre agradecia a todos com um discurso extremamente emocionante.

Hoje, 28 de agosto de 2021, um ano após sua morte, fãs e colegas prestam homenagens nas redes sociais, mantendo vivo a memória e o legado de Chadwick Boseman. Nós, do CinePop, realizamos essa matéria com muito carinho para homenagear nosso eterno Pantera Negra, e convidados vocês, leitores, a postar sua homenagem ao ator em suas redes sociais hoje.

Comentários

Não deixe de assistir: