De acordo com o Puck News, diversos estúdios estão em negociações para evitar a perda do direito de imagem doméstico de suas propriedades.

A Warner Bros briga para manter o direito de imagem doméstico de ‘A Hora do Pesadelo’, ‘Os Fantasmas se Divertem’ e ‘A Pequena Loja dos Horrores‘, entre outros títulos.

Já a MGM pode perder os direitos sobre a franquia Robocop‘, cujo último filme foi lançado em 2014.

A encerramento de propriedade sobre direitos autorais faz parte da Lei de Direitos Autorais de 1978, que ampliou o tempo de aquisição sobre determinadas obras.


De acordo com a lei, os criadores que transferiram seus direitos autorais para outra pessoa ou entidade podem recuperá-los após 28 anos.

Aproveite para assistir:



No entanto, desde a criação da lei, os estúdios argumentam com sucesso que após a venda de uma propriedade, a empresa passa a ser a detentora intelectual da obra, impedindo o criador original de influenciar criativamente em seu próprio trabalho.

Por outro lado, a lei estabelece que se um estúdio não produzir novos conteúdos relacionados às franquias adquiridas em tempo hábil, elas podem ser postas à venda a qualquer momento.

No caso da Warner e a disputa pelos títulos mencionados, vale lembrar que uma sequência de ‘Os Fantasmas se Divertem‘ vem sendo discutida há anos, mas sem atualizações significativas.


A Hora do Pesadelo‘ não teve uma nova edição desde o fracassado reboot estrelado por Jackie Earle Haley em 2010.

E, atualmente, o protagonista original, Robert Englund, está velho demais para querer reprisar o papel. Então o futuro dos filmes é incerto.

A Pequena Loja dos Horrores‘ teve duas adaptações nos cinemas: em 1960, do diretor cult Roger Corman, e em 1986, dirigido por Frank Oz.

Um reboot também foi anunciado em 2018, mas segue sem sair do papel.

Em relação a ‘Robocop’, a MGM já anunciou uma série focada na ascensão do vilão Dick Jones como executivo da OCP, uma organização de segurança privada que admnistrava a polícia de Detroit.


Além disso, também há planos para uma sequência direta do filme de 1987, intitulada ‘Robcop Returns.

Mesmo assim, ambas as produções ainda não entraram em produção oficial, o que pode acabar resultando num engavetamento.

O artigo também descreve o encerramento de direitos como uma bomba-relógio para os estúdios, que se apoiam cada vez mais em obter lucros através de sequências, derivados e remakes em vez vez de apostarem em ideias originais.

Dependendo dos acordos individuais feitos pelos criadores das propriedades, a Warner e outros estúdios podem estar prestes a renegociar ou perderem o direito sobre determinadas franquias.

Caso não haja atualizações sobre o desenvolvimento dos projetos anunciados, isso pode acabar com os planos de sequências, remakes e derivados por um bom tempo até que outros estúdios se interessem pelas propriedades.


Não deixe de assistir: